Descubra 7 pontos cruciais sobre a emissão de NFS-e em nível nacional

Você já teve problemas com a emissão de NFS-e? É bem comum que empreendedores de diversos ramos tenham se complicado ao tentar gerar a nota fiscal de serviço.

E o principal motivo disso é que não existe um padrão de emissão. Portanto, cada prefeitura exige as informações que consideram convenientes, o que pode ser um complicador, principalmente para quem não compreende muito sobre contabilidade e processos fiscais em geral.

Mas, a NFS-e ainda traz outros desafios que precisam são levados em consideração, especialmente para empresas que emitem um alto volume de documentos fiscais.

Então, para te ajudar a compreender essas particularidades, criamos um guia rápido sobre os 7 Pontos Cruciais Que Você Precisa Saber Para Emitir Nota Fiscal De Serviço em Nível Nacional. Baixe agora mesmo!

Por que você precisa se preocupar com a emissão de NFS-e?

A NFS-e é utilizada por qualquer empresa que preste algum tipo serviço, seja no ambiente online ou no offline. Portanto, é esse modelo que produtores digitais, afiliados e empresas SaaS geralmente trabalham.

Sendo assim, quem vende pela internet costuma utilizar esse modelo de documento fiscal. Por isso, é importante compreender como ele funciona, já que você é obrigado a emitir a NFS-e sempre que prestar algum tipo de serviço. Caso contrário, poderá ter sérios problemas com juros e multas.

Falamos claramente sobre isso no ebook 7 Pontos Cruciais Que Você Precisa Saber Para Emitir Nota Fiscal De Serviço em Nível Nacional. Confira!

Quais são os desafios da emissão de NFS-e em nível nacional?

A NFS-e traz muitos desafios na sua emissão, como:

  1. Cada prefeitura utiliza um sistema diferente para gerar os documentos;
  2. Muitas prefeituras não permitem a integração automática;
  3. Alguns municípios exigem certificado digital e outros não;
  4. É comum que os sites das prefeituras apresentem instabilidades frequentes;
  5. Mudanças significativas podem ocorrer sem aviso prévio;
  6. Cada cidade possui um processo de homologação para emitir NFS-e;
  7. Se você for fazer o trabalho manual, perderá muito tempo e terá que aprender a lidar com as particularidades de cada prefeitura.

Se você já emitiu NFS-e diretamente do site prefeitura, é bem provável que tenha lidado com esses problemas. Porém, o mercado já oferece alternativas para automatizar o processo e facilitar a sua vida.

Dessa forma, você não precisa se preocupar com tantas questões complexas e burocráticas, mas que são obrigatórias.

Quer saber mais sobre a emissão de NFS-e? Então, baixe agora mesmo o nosso guia rápido com os 7 Pontos Cruciais Que Você Precisa Saber Para Emitir Nota Fiscal De Serviço em Nível Nacional.

emissão de NFS-e