7 práticas de marketing que todo empreendedor deveria saber

19 de maio de 2017
Praticas de marketing

Sabemos que um empreendedor precisa lidar com muitas tarefas em seu dia a dia, principalmente no início do negócio, já que ele é o responsável por diversas áreas.

Isso faz com que o seu tempo fique muito dividido e a sua rotina seja extremamente intensa e corrida. Nesse sentido, pode ser que alguns setores ganhem mais atenção do que outros, dependendo das suas prioridades e do próprio perfil de quem está empreendendo.

Mas há algumas delas que são essenciais para que o negócio possa caminhar bem. Então, é preciso que ele se dedique de forma diferenciada para aprender ou melhorar o seu conhecimento sobre elas.

Uma delas é o marketing. Ele é essencial para interagir com o seu público-alvo, trazer novos clientes e manter os antigos confiantes no seu serviço ou produto.

Por isso, ousamos dizer ainda que ele é o coração de qualquer empresa, ou seja, sem marketing o negócio dificilmente conseguirá progredir, o que faz dele uma área essencial nos dias de hoje!

Por isso, é importante que o dono do negócio esteja inteirado sobre o que há de novo nessa área, além de ferramentas e metodologias que já estão consolidadas no mercado.

Então, listamos aqui 7 práticas de marketing que todo empreendedor deveria saber. Confira:

1. Marketing de relacionamento e pós-venda

Uma das práticas de marketing mais comuns é o relacionamento com os clientes.  Atualmente, as empresas que se contentam somente com o seu produto, achando apenas ele basta para o cliente, estão fadadas ao fracasso.

Portanto, os negócios que não se alinham às expectativas dos seus clientes e não demonstram interesse genuíno em ajudá-los correm o risco de perdê-los para a concorrência

Nesse sentido, o marketing pode ser uma ferramenta muito valiosa para auxiliar no relacionamento com os consumidores nos seguintes pontos:

  • Quem é o público-alvo do negócio?
  • Quais suas expectativas em relação ao produto?
  • Como trabalhar na fidelização de clientes?
  • Quais ferramentas podemos utilizar para estreitar esse relacionamento?

Dessa maneira, o marketing poderá ajudar, e muito, a área de pós-venda da empresa, contribuindo para fortalecer os laços entre ambas as partes. Afinal, o relacionamento com o cliente não se encerra na venda, muito pelo contrário, é apenas o começo!

Um ponto importante é não se esquecer de medir qualquer ação que for realizada. O propósito disso é entender o que funciona e o que não funciona para melhorar o seu ROI.

2. Construção da marca

Todo empreendedor possui um ideal ao criar um negócio. Então, é preciso utilizar essa motivação para construir uma marca que seja sólida e comprometida com seus clientes. Independente do tamanho e do setor da empresa, é fundamental que ela transmita credibilidade para que as pessoas acreditem no seu trabalho.

Afinal, o empreendedor é a “cara” da empresa, ou seja, precisa ser a pessoa mais capacitada para garantir que o negócio tenha uma imagem positiva e, assim, tornar-se referência no que faz.

3. Conhecimento do seu público-alvo

A primeira prática que listamos aqui foi o relacionamento com o cliente. Porém, antes disso, é preciso conhecer quem é o seu público-alvo e definir quem poderá ser o seu futuro cliente por meio das personas.

Primeiramente, é importante compreender a diferença entre público-alvo e persona.

O público-alvo é algo mais genérico e portanto mais fácil de definir. Ele nada mais é do que um grupo de pessoas que possui as mesmas características que se encaixam no público que pode utilizar o seu produto ou serviço em algum momento da vida. Por exemplo: Gerentes de Marketing, de 25 a 35 anos, com renda média de R$5 mil.

Já a persona é algo mais específico, mas que fornecerá clareza sobre o seu cliente ideal. Ela deve ser desenvolvida por meio de pesquisas com os clientes atuais da empresa para que seja efetivo o processo de obter conhecimento mais específico sobre eles.

Neste caso, seria Marcelo Moreira, 35 anos, renda de R$5 mil, pós-graduado em Marketing Digital, quer bater metas e ser reconhecido na empresa, sofre com pressão da diretoria.

Trabalhando dessa maneira será possível orientar cada vez mais as ações do negócio em todas as áreas para atrair os clientes certos.

4. Marketing de divulgação e venda

Saber divulgar e vender o seu produto também é uma das práticas de marketing que deve estar na lista de “conhecimento obrigatório” para todo empreendedor. O motivo para isso é simples: se o empreendedor não sabe divulgar e vender o seu produto, quem saberá?

Portanto, é preciso que ele entenda que esse assunto deve ser uma das principais prioridades em sua rotina. Sendo assim, ele deve definir ações que sejam objetivas e implementá-las ao longo de sua jornada empreendedora.

O grande segredo é estudar bastante o tema e trabalhar em ações que envolvam publicidade, propaganda, ofertas e promoções. O objetivo é mostrar que o seu produto é indispensável para a persona.

Além disso, pesquise ferramentas que podem auxiliar nesse processo, como a utilização de um CRM.

5. Experiência e engajamento do cliente

Quando chegamos no ponto da experiência do cliente é possível desenvolver estratégias que atendam às suas necessidades. Isso vai melhorar a sua experiência de compra ao levar em consideração a sua jornada de compra.

Então, é preciso entender como ele se sente e o que pode ser benéfico para ele. Assim, a sua marca consegue agregar valor logo no início desse relacionamento e por toda a sua vida.

Existem diversas estratégias e boas práticas para fazer isso. Podemos citar as redes sociais como uma ferramenta importante para entender o engajamento do cliente. Pelo Facebook e Instagram, por exemplo, é possível saber o quanto ele acompanha a empresa, compartilha e interage com seus conteúdos.

Fazendo esse levantamento você desenvolve cada vez mais ações que podem trabalhar a aproximação constante do cliente com a sua marca.

6. Marketing de conteúdo

Com todo o advento da internet nos últimos anos é indispensável que o empreendedor saiba captar clientes através deste canal. E o motivo é muito claro: a maioria dos consumidores está online todos os dias, buscando resolver suas dores e encontrar quaisquer oportunidades.

Soma-se a isso o fato de que a web mudou muito a vida das pessoas, empoderando-as com informações cada vez mais precisas, fato que ajuda em suas respectivas jornadas de compra principalmente nas etapas que são decisórias.

Portanto, para que qualquer negócio consiga aproveitar ao máximo esse movimento é preciso investir em marketing de conteúdo. Essa ferramenta é essencial para conquistar o cliente e consolidar-se como referência nos assuntos que a empresa se propõe a resolver.

Então, é preciso que o empreendedor conheça boas práticas sobre esse tema e aplique constantemente no seu negócio. Além disso, não deve parar estudar, pois é algo que se reinventa todos os dias.

7. Marketing digital

Aproveitando que falamos do papel da internet na vida do consumidor, não poderíamos deixar de falar do marketing digital. Até porque, ele se encaixa muito bem com o marketing de conteúdo e podemos considerá-los como estratégias complementares.

O marketing digital nada mais é do que um conjunto de ações que são aplicadas no meio digital para atrair, converter e se relacionar com leads para que eles possam se tornar clientes da empresa.

São várias ações que podem ser feitas nesse sentido. Porém, é possível destacar algumas que são essenciais:

Atrair

Na atração podemos listar o uso das redes sociais para divulgar a empresa e se comunicar com o seu público-alvo. Junto a isso, é possível trabalhar em estratégias de SEO e mídia paga, além da criação de um blog para disponibilizar conteúdo de qualidade e que estimule o lead a ir para o site do negócio.

Converter

Dentre as ações de conversão podemos destacar a utilização de landing pages. O objetivo é estimular que o consumidor comece o seu engajamento com a empresa e também que ela conheça cada vez mais o seu perfil, tanto em relação a seus interesses quanto às suas características.

Isso faz com que a etapa de relacionamento seja mais fácil e assertiva.

Relacionar-se

A parte de relacionamento é muito ampla e envolve boas práticas que vão desde a criação de um calendário de e-mail marketing para se comunicar efetivamente com o público até as vendas. Nesse último caso significa extrair as características dos leads e usá-las totalmente a favor da empresa em seu processo comercial.

Saiba que existem muitas outras práticas de marketing, mas buscando aprender um pouco mais sobre as que listamos agora pouco já é um bom começo para progredir. Com o tempo, a busca e o aprendizado sobre o assunto se tornarão cada vez mais naturais.

Além disso, é preciso conhecer alguns conceitos básicos, como o dos 4 Ps do marketing, que são elementos básicos para qualquer estratégia dessa área.

Quer saber mais sobre como isso funciona? Então, não perca tempo e acesse um conteúdo exclusivo que preparamos sobre esse tema!

Artigo produzido pela equipe do Saia do Lugar.

Clique aqui para comentar

Deixe um comentário: