Logo_communy

Communy: como as funcionalidades da eNotas otimizaram a startup e conquistaram o cliente final

Communy

Ilustra_case communy

Um sistema de gestão, que oferece conveniência financeira e administrativa para condomínios. Essa é a proposta da Communy, startup de Manaus que tem mudado a forma como condomínios se organizam e facilitado a vida de síndicos, moradores e administradoras. 


A empresa surgiu do sonho de empreender e da coragem para assumir riscos quando um grupo de desenvolvedores decidiu se aventurar e criar um negócio. Com muito estudo, pesquisa e dedicação, a Communy nasceu em 2016. 


Hoje, segue em crescimento e acumulando parceiros.

E como a eNotas se encaixa nisso? Otimizando tempo e evitando dores de cabeça com emissão e consulta de notas fiscais. Conheça a história de sucesso da Communy e como a parceria com a eNotas ajudou no crescimento da startup.

41 mil usuarios_Case communy

Já contam com

41.000 usuários

3 mil notas fiscais_Case communy

Emissão de 3 mil notas fiscais/ mês

A sabedoria para automatizar os processos necessários e não perder tempo, foi fundamental, e a eNotas esteve presente para colaborar com a emissão das notas fiscais. 


Vivencie a melhor experiência em automação fiscal da galáxia!

DEV’s em ação

Insert Image
Case communy_icon_startup

Em 2016 entram para

o mundo das startups

Case communy_icon_devs

Dev's se juntam para

desenvolver um negócio

Case communy_icon_local

Expansão pelo Norte

“Foi muito rápido por estarmos bem isolados do resto do país, e não ter nenhuma solução ́para condomínios aqui. Isso ajudou a gente a crescer de uma forma bem rápida, mais do que a gente estava esperando”

Pedro Cavalcante, 

CEO da Communy.

Tudo começou com um time de desenvolvedores em Manaus. Pedro Cavalcante, CEO da Communy, trabalhava no setor de desenvolvimento de empresas locais em 2016. 


Ele atuou em institutos que prestavam serviços para fábricas da zona franca da região. Para ele e os colegas de trabalho, era uma receita de P&D segura, com um salário bem alto. 


Porém, com o agravamento da crise econômica em 2016, algumas fábricas fecharam, refletindo nos institutos. Pedro conta que, onde trabalhava, formou-se até mesmo uma lista de demissão voluntária. Em paralelo, ele e os colegas, que estão hoje na Communy, discutiam a ideia de desenvolver um negócio próprio.


“Pensamos, ‘vamos empreender, a gente não pode só ficar na zona de conforto, temos que ter um plano B’. Mas como era uma boa zona de conforto, ficávamos ali”. Porém, diante do baque dos desligamentos e demissões voluntárias, eles viram a necessidade de desenvolver um projeto próprio.  


A ideia era se bancar por um tempo, para poder desenvolver uma solução com calma.

Sistema communy

“Tínhamos o planejamento para fazer o MVP em 4 meses e em 6 meses começar a vender no mercado. Era o dinheiro que tínhamos para nos bancar. Metemos a cara, não sabíamos o que era startup nem empreendedorismo, éramos apenas um grupo que queria desenvolver uma solução.”

Nos primeiros quatro meses, o primeiro contrato já foi fechado. Este cliente se tornou referência para outro interessado, e logo, em um ano e meio, 15 condomínios já estavam na base. 


“Foi muito rápido por estarmos bem isolados do resto do país, e não ter nenhuma solução ́para condomínios aqui. Isso ajudou a gente a crescer de uma forma bem rápida, mais do que a gente estava esperando”, explica Pedro.


Logo, começaram a aprimorar a solução. E assim surgiu a Communy, uma ferramenta que oferece a gestão financeira, comunicação com moradores e controle da portaria para condomínios, unificando os processos em um só lugar. 

Insert Video

Communy

Case communy_icon_empreender

Empreendedorismo com

uma solução robusta

Case communy_icon_alvo

Alvo de investimentos

e incubadoras

Case communy_icon_condominio

Proposta: simplificar a

gestão de um condomínio.

A Communy surgiu do desejo de desenvolver uma solução, somado à vontade de empreender. Porém, o aprendizado de Pedro e seus sócios foi acontecendo na marra. Conforme o desenvolvimento da solução avançava e os negócios cresciam, eles iam aprendendo cada vez mais sobre o universo do empreendedorismo. 


Assim, eles começaram a fazer pesquisas sobre este segmento, buscando entender melhor onde a Communy se encaixava nisso. Foi dessa maneira que encontraram oportunidades que iriam ser cruciais para o desenvolvimento da solução. 

Insert Video

“Descobrimos que tinham as comunidades de startup, outros malucos querendo empreender que nem a gente, com as mesmas dificuldades. Nos aproximamos e descobrimos que tinha aceleradora, incubadoras e investidores, e foi abrindo cada vez mais um universo para a gente crescer”.

A startup ficou incubada em uma escola privada, a Laurent por um ano. O SEBRAE também ajudou a abrir o mercado e delinear melhor o negócio. Logo, chegou um momento em que não era mais viável que apenas sócios tocassem o negócio, então outras pessoas foram contratadas. 


“De início, foi bem experimental, não sabíamos aonde chegar, só tínhamos o pensamento de inocente de que o mercado estava interessado em absorver a solução. Metemos a cara e fomos descobrindo essa jornada com o produto rodando”, relembra Pedro.

Expansão

Case communy_icon_brasil

Expansão pelo

Norte e Nordeste

“Em comparação com o faturamento do primeiro semestre de 2019 para o primeiro semestre de 2020, vimos um crescimento de 100%, dobrando o faturamento”.

Pedro Cavalcante, 

CEO da Communy

O risco valeu a pena: hoje, a Communy já está presente em 30% dos condomínios de Manaus. Por isso, agora o foco é a expansão e o crescimento do negócio, acompanhando as capitais do norte e nordeste. Atualmente, a solução já está em Belém e em contato com administradores de Fortaleza e Recife.

 

A startup também tem planos para aprimoramento interno:

“O objetivo interno é o crescimento da equipe, e retenção de quem já está com a gente há um ano e expansão para outros estados, focando nos estados do Norte e Nordeste”, afirma o CEO.

Este objetivo não está tão longe, conforme o crescimento que a empresa apresentou no último ano. Com a pandemia, a Communy apresentou um desenvolvimento impressionante. No início, Pedro e os sócios estavam preocupados com os impactos do lockdown. Porém, isso acabou sendo positivo para o seu negócio. 


Como muitas pessoas passaram a ficar em casa, a convivência e a necessidade de realizar demandas dentro do condomínio aumentaram. Quem não usava o aplicativo ainda, procurou saber como funciona, já que não tinha como fazer nada presencialmente

Dev's communy

“A primeira coisa que reparamos foi o boom de novos acessos em março e abril. Depois, áreas comuns que nunca foram usadas em condomínios. Piscina, por exemplo, ninguém fazia reserva, mas durante a pandemia, para manter a segurança, os condomínios passaram a exigir a reserva, gerando disputa de horários” explica.

Isso refletiu também para academias, outras áreas como retirada de correspondência. Assim, os acessos no aplicativo explodiram. O medo inicial de aumentar o churn nem sequer aconteceu; as pessoas estavam mais dependentes da plataforma. 


Mudanças foram notadas também para adquirir novos contratos. Antes, devido a rotina atarefada, os síndicos raramente tinham tempo para conhecer melhor a solução ou conversar com os  vendedores, pois trabalhavam fora e só tinham tempo à noite. 


Com o modelo de trabalho em home office, ficou mais fácil conseguir conversar com este público e apresentar a solução. “Com todos em casa, pudemos fazer calls e apresentação vendendo mais no modelo remoto. Para nós, foi maravilhoso”.


O crescimento se transformou em números expressivos na Communy, “Em comparação com o faturamento do primeiro semestre de 2019 para o primeiro semestre de 2020, vimos um crescimento de 100%, dobrando o faturamento”.

 

E é claro que este boom não passou despercebido. Isso chamou a atenção de investidores, que inseriram R$ 400 mil na solução. Com isso, a equipe foi dobrada, passando a ter 15 pessoas trabalhando com esse aporte. 

Otimização

com a eNotas 

Parceria desde o início:

Communy e eNotas 

 “Quando nos deparamos com a eNotas, vimos que poderia ajudar os condomínios com as notas tomadas”

Pedro Cavalcante, 

CEO da Communy

Se um dos focos da Communy é tornar o processo de gestão de condomínios mais fácil, a emissão de notas fiscais também não poderia ser feita de outra forma. A otimização de tempo e praticidade contribuíram para que a solução pudesse crescer. 


Outro ponto destacado pelo CEO foi a questão da fraude. Ele relata que é comum que prestadores de serviço emitam a mesma nota para dois condomínios, por exemplo. Isso acaba gerando uma dor de cabeça, já que no dia a dia, fica difícil conferir os dados da nota, com muitos detalhes passando despercebidos. 


Essa era uma dor constante dos clientes da Communy, e que acabava gerando problemas também para a startup. Fazendo pesquisas sobre como resolver esta questão, Pedro e os sócios descobriram a eNotas. “Quando nos deparamos com a eNotas, vimos que poderia ajudar os condomínios com as notas tomadas”. 


Ele nos contou que antes de conhecerem a eNotas, usavam a solução de um concorrente, mas que precisam encontrar uma solução que também oferecesse o monitoramento de notas tomadas e prestadas. 


Logo que conheceram a eNotas, testaram as funções e fecharam com o contrato! Pedro explica que imediatamente perceberam os benefícios não somente para a Communy, mas também para seus clientes. 


Um dos principais benefícios observados por ele foi oferecer como exclusividade o serviço de emissão e consulta. “Só nós temos esse serviço hoje no mercado, um diferencial, que reduz o tempo, sem se preocupar com as notas”. 


Outro ponto apontado por ele foi a segurança. Diante de um cenário em que as fraudes são comuns, era preciso ter uma solução que ajudasse a identificar com facilidade quando algo não está certo.

moça

“Você se depara com situações de nota fria e fraudes, então se alguém aparece com alguma nota que não veio pela eNotas, é hora de investigar. Também tem a questão do erro, o fornecedor erra o CNPJ por exemplo, podemos identificar esse erro”.

Esse benefício também foi crucial para o cliente final, que antes tinha que enfrentar uma série de etapas para conferir esses dados. “Antes era tudo muito manual, o cliente tinha que entrar no site da prefeitura. Agora tá no dashboard deles”, afirma Pedro.


Pedro também aponta a facilidade de adaptação às obrigações fiscais que a eNotas proporciona. A Receita Federal estipulou a obrigatoriedade de informar o INSS das notas tomadas. Nos condomínios que têm empresas de portaria, por exemplo, isso será obrigatório a partir de outubro. Com a integração com a eNotas, essa mudança não será um problema.

“Com a funcionalidade, está muito fácil ver quais são as notas, identificar as que têm INSS, agrupar por fornecedor e enviar o arquivo para a Receita Federal, ou seja, veio uma nova obrigação e não tivemos que mexer em nada, porque já estávamos com a mão na massa com a eNotas”, explica Pedro.

De forma geral, a parceria tem sido muito vantajosa não somente para eNotas e Communy, mas para quem mais importa: o cliente final. “Hoje, a eNotas nos ajuda na retenção de clientes e na redução do tempo gasto para emissão de notas fiscais”, concluiu Pedro.

A escala do

crescimento

Parceria de sucesso e

crescimento escalável

Com a parceria 

da eNotas

O caminho da Communy até aqui foi cheio de aprendizados, mas segue promissor. Atualmente, a empresa se prepara para uma segunda rodada de investimentos, muito aguardada para impulsionar ainda mais o negócio. 


“Com o investimento inicial, deixamos nossa solução redonda, então temos um produto em que confiamos muito, agora o foco é em expansão”, explica Pedro. Ele conta que, ao longo da trajetória, percebeu a importância de estabelecer e cultivar parcerias.


Hoje, a Communy foca em parcerias com administradoras, escritórios de contabilidade, advogados, fazendo o mapeamento desses parceiros que serão peças chave na expansão para outros estados. 


Com as contratações aumentando, a ideia é que a Communy siga em um ritmo acelerado de crescimento, evoluindo seus negócios e alcançando vários cantos do país.

“Estamos com a equipe de marketing montada, com leads de várias cidades entrando no funil, nutrindo essas possibilidades”.

communy

A eNotas tem sido uma parceira neste processo, que ajudou a Communy na otimização de processos e redução de tempo crucial para que os sócios pudessem focar no crescimento do negócio. 


A Communy já alcançou a meta de emissão de 3000 notas fiscais por mês! Será um prazer para a eNotas acompanhá-los na conquista da galáxia também 🙂 

Select Columns Layout
Insert Content Template or Symbol

AUTOMATIZE JÁ

Cuidamos das notas fiscais para você cuidar do seu negócio.

Select Columns Layout
Select Columns Layout
Insert Image
Insert Image
Insert Content Template or Symbol
Select Columns Layout
Insert Content Template or Symbol
Select Columns Layout
Insert Image
Insert Image
Insert Content Template or Symbol

Compartilhar:

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.