notícias-fiscais
NEWS

Notícias Fiscais 2 de Setembro 2020

Atualizado há mais de 1 semana

Nas notícias de hoje, você terá acesso às seguintes novidades, acompanhe:

  • [Atualização] Mudança em emissão de NFS-e para MEIs em Curitiba
  • MS: Prefeitura divulga os atendimentos que estarão indisponíveis a partir de sexta-feira, entre eles, a emissão de NFS-e 
  • AP: Prefeitura de Macapá lança novas plataformas de gerenciamento da Nota Fiscal Eletrônica 
  • Afrac disponibiliza comparativo de estatísticas nacionais de emissão de NFC-e 
  • Sefaz/SC - Fazenda lança aplicativo Malhas Fiscais
  • Aprovada MP que permite assinaturas eletrônicas simplificadas
  • ICMS/GO - Economia notifica contribuintes do Simples com dívida de ICMS

Mudança em emissão de NFS-e para MEIs em Curitiba

Como notificamos no dia 27 de agosto, a Prefeitura de Curitiba (PR) implementou algumas mudanças importantes no sistema de nota fiscal que impactaram diretamente as emissões dos Microempreendedores Individuais (MEIs).

Ao identificarmos a situação, analisamos a nossa integração e vimos que está tudo ok do nosso lado e, portanto, buscamos uma resposta da prefeitura.

Ao forçarmos o contato, eles admitiram que, de fato, MEIs, não estão conseguindo emitir NFS-e via integração (Webservice), veja:

resposta prefeitura Curitiba

Ou seja, a Prefeitura de Curitiba só está permitindo que MEIs emitam NFS-e manualmente pelo site do sistema

Manteremos o assunto no radar para trazer novas atualizações assim que surgirem. Se você tiver alguma dúvida ou se pudermos te ajudar de alguma forma, basta entrar em contato com a gente.

MS: Prefeitura divulga os atendimentos que estarão indisponíveis a partir de sexta-feira, entre eles, a emissão de NFS-e 

A Prefeitura de Campo Grande informa que na sexta-feira, 4 de setembro, a Central de Atendimento ao Cidadão e a Central do IPTU não farão atendimento presencial. 

Todos os sistemas de atendimento ao público, incluindo o site de emissão da Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, estarão inoperantes

Para os prestadores da NFS-e, que dependem do Portal da Nota Fiscal para a emissão de suas notas, o sistema estará disponível de 8 a 11 de setembro para emissão de notas com data retroativa ao período de paralisação.

A mudança para movimentação dos equipamentos do  Centro de Processamento de Dados (Datacenter), tem objetivo de melhorar a segurança e o serviço prestado ao cidadão, garantindo a disponibilização de novos serviços on-line a partir da próxima semana.

Fonte: MS Notícias

Prefeitura de Macapá lança novas plataformas de gerenciamento da Nota Fiscal Eletrônica 

Na manhã desta quarta-feira (2), a prefeitura fará uma Live para apresentar novas ferramentas do sistema tributário do município de Macapá.

Entre as novidades, está o lançamento do aplicativo para celular “Nota na Mão – Macapá”, que facilitará a emissão da Nota Fiscal Eletrônica Simplificada e a nova plataforma web da Nota Fiscal de Macapá com um layout mais intuitivo e didático para facilitar o acesso do contribuinte.

Durante a Live, serão apresentados os dois novos ambientes: a plataforma de gerenciamento web da Nota Fiscal Eletrônica e o aplicativo “Nota na Mão – Macapá”. 

Ambos fazem parte do projeto de modernização tecnológica da Prefeitura de Macapá – ferramentas ao contribuinte que trarão agilidade à expedição de notas fiscais, buscando facilidades virtuais, evitando o deslocamento físico, atribuindo medidas virtuais para segurança das informações entre o fisco municipal e o contribuinte com o banco de dados implantado.

Fonte: Prefeitura/MS

Afrac disponibiliza comparativo de estatísticas nacionais de emissão de NFC-e 

A Afrac (Associação Brasileira de Automação para o Comércio) disponibilizou dados estatísticos os quais torna possível comparar tanto a quantidade numérica de emissão de notas fiscais de consumidor eletrônica (NFC-e) autorizadas por estado, quanto o total acumulado de emissores (CNPJ).

A tabela disponibilizada traz o acompanhamento desde o mês de março/2013, até o mês de Julho/2020, sendo perceptível e de modo surpreendente, o aumento generalizado de emissões.

Por fim, também é possível visualizar valores gerais mensais (total somado de todos os estados naquele mês) e o total geral (resultado da soma acumulada com o passar dos meses).

Um fator interessante, é a visualização de uma tendência voltada para o aumento de emissões da nota com o passar do tempo. 

Nos meses de março/13 e abril/13, por exemplo, tínhamos como total de emissão mensal (NFC-es autorizadas de todos os estados), 2.123 e 10.474, respectivamente. 

emissão nfc-e 2013

Se avançarmos para 2016, 3 anos depois, a taxa de emissão geral desses mesmos meses ultrapassa 200 milhões, sendo 207.268.768 em março, e 211.537.130 em abril.

emissão nfc-e 2016

A grande curiosidade, é que mesmo com o cenário da pandemia, ocasionada pelo COVID-19, essas taxas não sofreram muitas mudanças e mantiveram em alta, apesar de uma leve queda na média. Observe:

emissão nfc-e 2020

Vale destacar, que a emissão da nota, além de ser importante por questões fiscais, também é um meio de proporcionar mais agilidade, segurança e simplificação aos processos de coleta de impostos.

A NFC-e abre espaço para a convergência entre documentos fiscais eletrônicos e meios de pagamento.

atenção!

 É muito importante utilizar um software emissor de documentos fiscais que esteja de acordo a legislação fiscal, garantindo que todos os benefícios sejam alcançados com sucesso, como é o caso do eNotas Gateway.

 Fonte: Afrac

Sefaz/SC - Fazenda lança aplicativo Malhas Fiscais

Para otimizar os trabalhos no combate à sonegação fiscal, a Secretaria de Estado da Fazenda (SEF/SC) lança, nesta terça-feira (1°), o aplicativo “Malhas Fiscais”.

O objetivo é buscar valores que foram omitidos do Fisco e a regularização de pendências fiscais, transformando dados em informação e potencializando o controle de qualidade das organizações contábeis.

A partir do lançamento do sistema, contabilistas cadastrados na SEF/SC poderão visualizar, através da aplicação [email protected] Auditoria - Malhas Fiscais, as inconsistências relativas aos clientes, resultantes do cruzamento das informações dos documentos fiscais eletrônicos, como:

  • Nota Fiscal (NF-e);
  • Conhecimento de Transporte (CT-e);
  • Manifesto de Documento Fiscal (MDF-e);
  • Escrituração Fiscal Digital (EFD);
  • Declaração do ICMS e do Movimento Econômico (DIME);
  • Guia Nacional de Informação
  • Apuração do ICMS Substituição Tributária (GIA-ST),
  • Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional – Declaratório (PGDAS-D);
  • Pagamentos;
  • Recebimentos e outras fontes de dados.

Além da aplicação online, que irá mostrar as possíveis irregularidades de forma dinâmica e atualizada, o novo modelo servirá também como uma ferramenta de controle de qualidade das atividades dos colaboradores do escritório contábil.

Uma equipe de auditores fiscais ficará responsável pelo monitoramento e contatos constantes com os contabilistas, elucidando dúvidas e orientando a solução dos problemas.

Fonte: Sefaz/SC

Aprovada MP que permite assinaturas eletrônicas simplificadas

O Senado aprovou nesta terça-feira (1º) a medida provisória que cria assinaturas eletrônicas simplificadas (MP 983/2020).

A certificação digital ICP-Brasil (Infraestrutura de Chaves públicas Brasileira) antes obrigatória para validar todo documento público, será exigida apenas em casos de necessidade de sigilo:

  • Constitucional;
  • Fiscal;
  • Abertura e fechamento de empresas;
  • Notas fiscais eletrônicas emitidas por pessoa jurídica;
  • Transferência de Imóveis e veículos;
  • Documentos assinados por chefes de poder;
  • Ministros e governadores.

Para outros procedimentos foram criadas duas novas formas simplificadas de autenticação: assinatura simples e a avançada.

Assinatura Simples

A assinatura simples permite a checagem de dados pessoais básicos, como nome, endereço e filiação, e será usado em serviço de menor risco e sigilo, que correspondem a quase metade do volume, como pedido de informações, consultas médicas ou outros atendimentos.

Assinatura Avançada

A assinatura avançada, vinculada a quem assina, permitirá o acesso exclusivo de informações pelo titular e o acompanhamento de alterações no documento.

A medida provisória, originalmente, permite o uso da assinatura avançada nos atos médicos, como atestados de receitas, mas a Câmara dos Deputados retirou essa possibilidade.

O texto segue para sanção presidencial.

Fonte: Senado Federal

ICMS/GO - Economia notifica contribuintes do Simples com dívida de ICMS

Os contribuintes optantes do Simples Nacional com débitos de ICMS devem ficar atentos. Isso porque, desde a semana passada a Gerência de Arrecadação e Fiscalização, da Superintendência de Controle e Fiscalização, tem enviado notificações de cobrança, via Domicílio Tributário Eletrônico (DT-e), às empresas do Simples Nacional com dívida de ICMS.

A coordenadora do Simples Nacional, da Gerência de Arrecadação e Fiscalização (Geaf), esclarece que a empresa em débito pode sofrer sanções no regime de tributação diferenciada se não regularizar a situação. O pagamento pode ser à vista ou por meio de  parcelamento.  

Caso o contribuinte discorde do DDSN, poderá apresentar defesa administrativa, anexando documentos comprobatório das alegações. A defesa administrativa deverá ser apresentada junto a Delegacia Regional de Fiscalização.

Fonte: Gov/GO


Por hoje é só. Se você quer receber as últimas notícias fiscais em 1ª mão, é só participar do nosso canal do Telegram!

Rafael Versiani - Escritor, produtor de conteúdos, entusiasta da vida real e amante de ficção científica!
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Já conhece nosso canal de notícias fiscais no Telegram?
Ilustração de personagem assinando newsletter

Receba conteúdos automágicos sobre o seu mercado por email em primeira mão!

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.