notícias-fiscais
NEWS

Notícias Fiscais 2 de Setembro 2020

Atualizado há mais de 3 semanas

Nas notícias de hoje, você terá acesso às seguintes novidades, acompanhe:

  • [Atualização] Mudança em emissão de NFS-e para MEIs em Curitiba
  • MS: Prefeitura divulga os atendimentos que estarão indisponíveis a partir de sexta-feira, entre eles, a emissão de NFS-e 
  • AP: Prefeitura de Macapá lança novas plataformas de gerenciamento da Nota Fiscal Eletrônica 
  • Afrac disponibiliza comparativo de estatísticas nacionais de emissão de NFC-e 
  • Sefaz/SC - Fazenda lança aplicativo Malhas Fiscais
  • Aprovada MP que permite assinaturas eletrônicas simplificadas
  • ICMS/GO - Economia notifica contribuintes do Simples com dívida de ICMS

Mudança em emissão de NFS-e para MEIs em Curitiba

Como notificamos no dia 27 de agosto, a Prefeitura de Curitiba (PR) implementou algumas mudanças importantes no sistema de nota fiscal que impactaram diretamente as emissões dos Microempreendedores Individuais (MEIs).

Ao identificarmos a situação, analisamos a nossa integração e vimos que está tudo ok do nosso lado e, portanto, buscamos uma resposta da prefeitura.

Ao forçarmos o contato, eles admitiram que, de fato, MEIs, não estão conseguindo emitir NFS-e via integração (Webservice), veja:

resposta prefeitura Curitiba

Ou seja, a Prefeitura de Curitiba só está permitindo que MEIs emitam NFS-e manualmente pelo site do sistema

Manteremos o assunto no radar para trazer novas atualizações assim que surgirem. Se você tiver alguma dúvida ou se pudermos te ajudar de alguma forma, basta entrar em contato com a gente.

MS: Prefeitura divulga os atendimentos que estarão indisponíveis a partir de sexta-feira, entre eles, a emissão de NFS-e 

A Prefeitura de Campo Grande informa que na sexta-feira, 4 de setembro, a Central de Atendimento ao Cidadão e a Central do IPTU não farão atendimento presencial. 

Todos os sistemas de atendimento ao público, incluindo o site de emissão da Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, estarão inoperantes

Para os prestadores da NFS-e, que dependem do Portal da Nota Fiscal para a emissão de suas notas, o sistema estará disponível de 8 a 11 de setembro para emissão de notas com data retroativa ao período de paralisação.

A mudança para movimentação dos equipamentos do  Centro de Processamento de Dados (Datacenter), tem objetivo de melhorar a segurança e o serviço prestado ao cidadão, garantindo a disponibilização de novos serviços on-line a partir da próxima semana.

Fonte: MS Notícias

Prefeitura de Macapá lança novas plataformas de gerenciamento da Nota Fiscal Eletrônica 

Na manhã desta quarta-feira (2), a prefeitura fará uma Live para apresentar novas ferramentas do sistema tributário do município de Macapá.

Entre as novidades, está o lançamento do aplicativo para celular “Nota na Mão – Macapá”, que facilitará a emissão da Nota Fiscal Eletrônica Simplificada e a nova plataforma web da Nota Fiscal de Macapá com um layout mais intuitivo e didático para facilitar o acesso do contribuinte.

Durante a Live, serão apresentados os dois novos ambientes: a plataforma de gerenciamento web da Nota Fiscal Eletrônica e o aplicativo “Nota na Mão – Macapá”. 

Ambos fazem parte do projeto de modernização tecnológica da Prefeitura de Macapá – ferramentas ao contribuinte que trarão agilidade à expedição de notas fiscais, buscando facilidades virtuais, evitando o deslocamento físico, atribuindo medidas virtuais para segurança das informações entre o fisco municipal e o contribuinte com o banco de dados implantado.

Fonte: Prefeitura/MS

Afrac disponibiliza comparativo de estatísticas nacionais de emissão de NFC-e 

A Afrac (Associação Brasileira de Automação para o Comércio) disponibilizou dados estatísticos os quais torna possível comparar tanto a quantidade numérica de emissão de notas fiscais de consumidor eletrônica (NFC-e) autorizadas por estado, quanto o total acumulado de emissores (CNPJ).

A tabela disponibilizada traz o acompanhamento desde o mês de março/2013, até o mês de Julho/2020, sendo perceptível e de modo surpreendente, o aumento generalizado de emissões.

Por fim, também é possível visualizar valores gerais mensais (total somado de todos os estados naquele mês) e o total geral (resultado da soma acumulada com o passar dos meses).

Um fator interessante, é a visualização de uma tendência voltada para o aumento de emissões da nota com o passar do tempo. 

Nos meses de março/13 e abril/13, por exemplo, tínhamos como total de emissão mensal (NFC-es autorizadas de todos os estados), 2.123 e 10.474, respectivamente. 

emissão nfc-e 2013

Se avançarmos para 2016, 3 anos depois, a taxa de emissão geral desses mesmos meses ultrapassa 200 milhões, sendo 207.268.768 em março, e 211.537.130 em abril.

emissão nfc-e 2016

A grande curiosidade, é que mesmo com o cenário da pandemia, ocasionada pelo COVID-19, essas taxas não sofreram muitas mudanças e mantiveram em alta, apesar de uma leve queda na média. Observe:

emissão nfc-e 2020

Vale destacar, que a emissão da nota, além de ser importante por questões fiscais, também é um meio de proporcionar mais agilidade, segurança e simplificação aos processos de coleta de impostos.

A NFC-e abre espaço para a convergência entre documentos fiscais eletrônicos e meios de pagamento.

atenção!

 É muito importante utilizar um software emissor de documentos fiscais que esteja de acordo a legislação fiscal, garantindo que todos os benefícios sejam alcançados com sucesso, como é o caso do eNotas Gateway.

 Fonte: Afrac

Sefaz/SC - Fazenda lança aplicativo Malhas Fiscais

Para otimizar os trabalhos no combate à sonegação fiscal, a Secretaria de Estado da Fazenda (SEF/SC) lança, nesta terça-feira (1°), o aplicativo “Malhas Fiscais”.

O objetivo é buscar valores que foram omitidos do Fisco e a regularização de pendências fiscais, transformando dados em informação e potencializando o controle de qualidade das organizações contábeis.

A partir do lançamento do sistema, contabilistas cadastrados na SEF/SC poderão visualizar, através da aplicação [email protected] Auditoria - Malhas Fiscais, as inconsistências relativas aos clientes, resultantes do cruzamento das informações dos documentos fiscais eletrônicos, como:

  • Nota Fiscal (NF-e);
  • Conhecimento de Transporte (CT-e);
  • Manifesto de Documento Fiscal (MDF-e);
  • Escrituração Fiscal Digital (EFD);
  • Declaração do ICMS e do Movimento Econômico (DIME);
  • Guia Nacional de Informação
  • Apuração do ICMS Substituição Tributária (GIA-ST),
  • Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional – Declaratório (PGDAS-D);
  • Pagamentos;
  • Recebimentos e outras fontes de dados.

Além da aplicação online, que irá mostrar as possíveis irregularidades de forma dinâmica e atualizada, o novo modelo servirá também como uma ferramenta de controle de qualidade das atividades dos colaboradores do escritório contábil.

Uma equipe de auditores fiscais ficará responsável pelo monitoramento e contatos constantes com os contabilistas, elucidando dúvidas e orientando a solução dos problemas.

Fonte: Sefaz/SC

Aprovada MP que permite assinaturas eletrônicas simplificadas

O Senado aprovou nesta terça-feira (1º) a medida provisória que cria assinaturas eletrônicas simplificadas (MP 983/2020).

A certificação digital ICP-Brasil (Infraestrutura de Chaves públicas Brasileira) antes obrigatória para validar todo documento público, será exigida apenas em casos de necessidade de sigilo:

  • Constitucional;
  • Fiscal;
  • Abertura e fechamento de empresas;
  • Notas fiscais eletrônicas emitidas por pessoa jurídica;
  • Transferência de Imóveis e veículos;
  • Documentos assinados por chefes de poder;
  • Ministros e governadores.

Para outros procedimentos foram criadas duas novas formas simplificadas de autenticação: assinatura simples e a avançada.

Assinatura Simples

A assinatura simples permite a checagem de dados pessoais básicos, como nome, endereço e filiação, e será usado em serviço de menor risco e sigilo, que correspondem a quase metade do volume, como pedido de informações, consultas médicas ou outros atendimentos.

Assinatura Avançada

A assinatura avançada, vinculada a quem assina, permitirá o acesso exclusivo de informações pelo titular e o acompanhamento de alterações no documento.

A medida provisória, originalmente, permite o uso da assinatura avançada nos atos médicos, como atestados de receitas, mas a Câmara dos Deputados retirou essa possibilidade.

O texto segue para sanção presidencial.

Fonte: Senado Federal

ICMS/GO - Economia notifica contribuintes do Simples com dívida de ICMS

Os contribuintes optantes do Simples Nacional com débitos de ICMS devem ficar atentos. Isso porque, desde a semana passada a Gerência de Arrecadação e Fiscalização, da Superintendência de Controle e Fiscalização, tem enviado notificações de cobrança, via Domicílio Tributário Eletrônico (DT-e), às empresas do Simples Nacional com dívida de ICMS.

A coordenadora do Simples Nacional, da Gerência de Arrecadação e Fiscalização (Geaf), esclarece que a empresa em débito pode sofrer sanções no regime de tributação diferenciada se não regularizar a situação. O pagamento pode ser à vista ou por meio de  parcelamento.  

Caso o contribuinte discorde do DDSN, poderá apresentar defesa administrativa, anexando documentos comprobatório das alegações. A defesa administrativa deverá ser apresentada junto a Delegacia Regional de Fiscalização.

Fonte: Gov/GO


Por hoje é só. Se você quer receber as últimas notícias fiscais em 1ª mão, é só participar do nosso canal do Telegram!

Rafael Versiani - Escritor, produtor de conteúdos, entusiasta da vida real e amante de ficção científica!
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.