notícias-fiscais
NEWS

Notícias Fiscais 30 de Outubro 2020

Atualizado há mais de 1 semana

Nas notícias de hoje, você terá acesso às seguintes novidades, acompanhe:

  • AM: Sefaz mantém vencimento do ICMS, IPVA e ITCMD nesta sexta-feira (30)
  • PGR em exercício defende manutenção de entendimento do STF sobre cobrança de ICMS para softwares
  • PIX: BC inclui QR Code para pagamentos imediatos e futuros
  • SPED Fiscal - Publicada a NT 2020.001 v 1.1 (leiaute versão 015)
  • ICMS/AM: Indisponibilidade das escrituras do SPED de 31/10 a 1/11/2020

AM: Sefaz mantém vencimento do ICMS, IPVA e ITCMD nesta sexta-feira (30)

A Secretaria de Fazenda informa que, a partir da resolução 0032/2020-GSefaz, publicada nesta quinta-feira (29), fica mantido o prazo de recolhimento do ICMS, ITCMD, IPVA, taxas e contribuições nesta sexta-feira (30).

“Apesar de o feriado ter sido transferido para o dia 30, o Estado não antecipou os vencimentos para o dia 29, mantendo no dia 30, já que as instituições bancárias terão funcionamento regular”, explicou a chefe do Departamento de Arrecadação da Sefaz, Anny Karolliny Saraiva Coelho.

As guias de pagamento podem ser retiradas pelo site da Sefaz, via Protocolo Virtual.

Fonte: Sefaz/AM

PGR em exercício defende manutenção de entendimento do STF sobre cobrança de ICMS para softwares

Em sustentação oral durante a sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) desta quinta-feira (29), o procurador-geral da República em exercício, Humberto Jacques de Medeiros, defendeu que softwares devem ser considerados mercadoria e não serviço.

A manifestação foi no início do julgamento conjunto de duas ações diretas de inconstitucionalidade que tratam da incidência do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e do Imposto sobre Serviço (ISS) na venda de programas de computador. A análise das ADIs 1.945 e 5.659 foi suspensa após as sustentações orais e deverá ser retomada na próxima quarta-feira (4).

Para Humberto Jacques, o entendimento firmado pelo STF no julgamento do Recurso Extraordinário (RE) 176.626 deve ser mantido.

Ele citou que a Corte firmou jurisprudência no sentido de que incide ICMS em operações com o chamado “software de prateleira” (vendido em série), e do ISS nos softwares desenvolvidos por encomenda direta do adquirente. 

"A jurisprudência esclarece um parâmetro inteligente no divisor da fronteira sobre mercadorias e serviços no plano de tributação", assinalou.

"Esta Corte constitucional estabeleceu uma baliza, e o passar dos anos não produziu de concreto nenhum elemento efetivo a autorizar uma subversão daquilo que já foi julgado", completou.

O PGR em exercício lembrou que softwares são bens intangíveis, adquiridos para que façam a máquina funcionar e que oferecem os mais variados recursos e programas aos usuários.

"Mas o fato desta mercadoria in corpore fazer algo em minha máquina não a transforma em serviço e nem lhe retira a natureza de bem", observou.

Para ele, não importa a forma como o software chega ao comprador, "se por uma mídia tangível ou se por uma mídia intangível, continua sendo mercadoria".

Fonte: MPF

PIX: BC inclui QR Code para pagamentos imediatos e futuros

O Banco Central aprovou nesta quinta-feira, 29, novas funcionalidades para o PIX, sistema de pagamentos instantâneos que entra em operação no próximo dia 3 para uma base restrita de clientes e no próximo 16 para todos os usuários.

Uma das novas funcionalidades aprovadas é o PIX Cobrança, que, segundo o Banco Central, permitirá a lojistas, prestadores de serviços e outros empreendedores emitir um QR Code — o consumidor escolherá o produto, apontará o celular para o QR Code e a compra estará concluída.

Outra funcionalidade é o QR Code com vencimento futuro. Nesse caso, o código funcionará como um boleto. Nessa emissão, o comerciante poderá incluir — além do valor — juros, multas e descontos.

A atualização do regulamento do PIX também estabeleceu os critérios pelos quais instituições poderão cobrar de pessoas físicas pelo serviço.

Segundo o BC, o envio de pagamentos é gratuito e ilimitado para as todas as pessoas físicas, empresários individuais e MEIs. Mas quem usar o PIX para fins comerciais poderá ser tarifado no recebimento da transação.

O novo regulamento estabelece dois critérios para a classificação como “uso comercial”:

recebimento de transferências por QR Code Dinâmico – QR Code criado para uso exclusivo em uma determinada operação;

Recebimento de mais de 30 transações com PIX no mês, por conta. Nesse caso, a tarifa pode ser aplicada a partir da 31ª transação.

No caso do recebimento de mais de 30 transações por mês, o Banco Central informou que a instituição terá que checar se a conta é usada para fins comerciais ou apenas pessoais.

Ainda segundo o Banco Central, caso a conta da pessoa, do empresário individual ou microempreendedor individual seja usada apenas para fins comerciais, a instituição poderá definir um critério para configurar a situação de recebimento com finalidade de compra.

A nova versão do regulamento também prevê multa de R$ 50 mil a R$ 1 milhão para as instituições participantes do PIX em caso de infrações.


Fonte: Portal Contábeis

SPED Fiscal - Publicada a NT 2020.001 v 1.1 (leiaute versão 015)

Nota Técnica 2020.001 - v 1.1

Manual de Orientação da Escrituração Fiscal Digital – EFD ICMS IPI

Institui o leiaute válido a partir de 1º de janeiro de 2021.

Para acessar a nota técnica, acesse o link.

Fonte: SPED

 

ICMS/AM: Indisponibilidade das escrituras do SPED de 31/10 a 1/11/2020

A Sefaz informa que, devido à necessidade de manutenção por parte da Receita Federal, os sistemas do SPED (escrituração digital) estarão indisponíveis a partir das 20h do dia 31/10 até as 8h do dia 1/11/2020.

Fonte: Legisweb


Por hoje é só. Se você quer receber as últimas notícias fiscais em 1ª mão, é só participar do nosso canal do Telegram!

Rafael Versiani - Escritor, produtor de conteúdos, entusiasta da vida real e amante de ficção científica!
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Já conhece nosso canal de notícias fiscais no Telegram?
Ilustração de personagem assinando newsletter

Receba conteúdos automágicos sobre o seu mercado por email em primeira mão!

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.