Prorrogação do pagamento do Simples Nacional Coronavirus 2020: entenda os novos prazos

Por causa dos acontecimentos relacionados ao Coronavírus COVID-19 em 2020, o Governo Federal optou pela prorrogação do vencimento da DAS - Documento de Arrecadação do Simples Nacional

A medida impacta grande parte dos empreendedores nacionais. É importante compreender o seu funcionamento para manter o negócio legalizado e superar os desafios do momento em que vivemos. 

Leia este post e descubra mais sobre o assunto. 

Como funciona a prorrogação do pagamento do Simples Nacional em 2020?

No dia 18/03/2020, o Comitê Gestor do Simples Nacional prorrogou o prazo de pagamento dos tributos federais por seis meses para seus contribuintes com a Resolução 152. Dessa forma, os valores recolhidos no Programa Gerador do DAS para o MEI (PGMEI) e Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional – Declaratório (PGDAS-D) foram alterados para:

  • o Período de Apuração Março de 2020, com vencimento original em 20 de abril de 2020, vence dia 20 de outubro de 2020;
  • o Período de Apuração Abril de 2020, com vencimento original em 20 de maio de 2020, vence dia 20 de novembro de 2020; 
  • o Período de Apuração Maio de 2020, com vencimento original em 22 de junho de 2020, vence dia 21 de dezembro de 2020.

Ou seja, nos meses de outubro, novembro e dezembro, provavelmente, será necessário pagar duas guias separadas. A logística disso ainda não foi divulgada. Lembre-se de que a situação não significa nenhum tipo de isenção, o pagamento apenas foi postergado. 

Os tributos que foram prorrogados são:

  • IRPJ: Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica;
  • IPI*: Imposto sobre Produtos Industrializados;
  • CSLL: Contribuição Social sobre o Lucro Líquido;
  • Cofins: Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social ; 
  • CPP: Contribuição Patronal Previdenciária CP.

* Bens importados e produzidos dentro do Brasil que ajudam a combater o COVID-19 terão o IPI reduzido temporariamente, segundo o Ministro da Economia Paulo Guedes

O que motivou essa mudança?

Com o crescimento de medidas restritivas de circulação em grandes cidades do Brasil, o consumo tende a diminuir. Isso afetará o faturamento e as atividades de muitas empresas nacionais. 

Então, a medida foi tomada pelo Governo para reduzir o impacto no caixa das empresas e dos empreendedores. 

O que acontece com os outros tributos?

O pagamento de outros tributos que não são federais, como o ISS (Imposto Sobre Serviço) e o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), não foi alterado até o momento. 

Como agir agora?

Antes de tomar qualquer decisão, é fundamental que você busque a ajuda do seu contador. Ele é o profissional que tem o conhecimento necessário para te ajudar a entender o novo cenário de prorrogação do pagamento do Simples Nacional.

Se você quer acompanhar tudo em primeira mão e ficar por dentro do que está acontecendo, é só seguir as nossas redes sociais. Postando diversas medidas e notícias sobre os impactos do COVID-19: estamos no Instagram e no LinkedIn.

About the Author

Gabriel Nascimento - Analista de marketing, engenheiro civil por formação e eterno aprendiz de novos idiomas!

>