Saiba como funciona o certificado digital em nuvem

Atualizado há mais de 1 semana

Tudo tem ficado mais fácil com a internet. Tão fácil que é preciso cuidado. Graças à tecnologia e às várias formas de inovação que ela tem trazido ao mundo, tem ficado muito simples fazer certas demandas que, antes, eram burocráticas. 

Ainda assim, é preciso ter um cuidado quando o assunto é segurança, sobretudo quando ela repousa sobre o tema documentação. O certificado digital em nuvem é uma maneira de aproveitar a agilidade da internet garantindo que documentos digitais tenham legalidade. 

É sobre isso que você lerá agora nesse texto. Confira!

O que é certificado digital em nuvem?

Trata-se de um arquivo eletrônico que identifica e que gera uma assinatura digital de uma pessoa ou empresa.

Ele funciona como uma identidade, garantindo que algo é autêntico, sendo usado como uma assinatura mesmo, tendo o mesmo poder e validade jurídica que a física. 

Quando se fala em nuvem, significa dizer que ela é armazenada nesse modelo, ou em cloud computing, se conectando a qualquer dispositivo online, 7 dias por semana, 24 horas por dia!

Existe, portanto, o certificado digital que não está em nuvem, os A1. Esse fica armazenado no computador ou no telefone, apenas. 

Como funciona? 

O certificado digital em nuvem, como você viu, pode ser acessado de qualquer dispositivo a hora que bem entender. 

Para usá-lo, é preciso acessá-lo do seu computador ou dispositivo móvel para assinar um documento.

Eles ficam armazenados em um servidor HSM – Hardware Security Module, em que a segurança é máxima. Ele precisa ser usado toda vez que é necessário validar um documento com uma assinatura digital. 

Para que serve?

Você leu que o certificado digital em nuvem é uma forma de validar um documento, então, ele possui poder jurídico. Portanto, é possível dizer que o certificado digital dá legitimidade a um documento. 

E quando o arquivo é modificado depois de assinado, ele é desvinculado. A pessoa poderá ver as informações de modificação e perceber que a autenticidade foi perdida, aumentando o poder de confiabilidade do certificado. 

Ele também dá acesso a uma pessoa, física ou jurídica, a serviços eletrônicos da Receita Federal, como o CAGED, DIRF, DIMOB e E-CAC.

Quem pode ter? 

O certificado digital em nuvem pode ser usado por toda pessoa que precisa validar documentos, como profissionais liberais – médicos e advogados, por exemplo – empresas e instituições de ensino e de saúde. 

Mas, para tê-lo é preciso comprar. Os certificados digitais em nuvem são oferecidos pelas Autoridades Certificadoras. 

Elas podem cobrar livremente o preço, por isso, é preciso pesquisar qual a que tem o melhor valor. 

Quais as vantagens do certificado digital em nuvem?

Você viu que o certificado digital serve para dar autenticidade jurídica a um documento e isso por si só já é uma baita vantagem, certo?

Mas e quando se fala em nuvem, o único benefício é a mobilidade?

É claro que não! Confira!

Melhora a mobilidade

Bom, você acabou de ver que a mobilidade é uma vantagem, mas é preciso falar um pouco mais sobre isso. 

Os certificados digitais tradicionais (os A1) precisam de uma porta USB para serem transferidos. Como arquivos comuns mesmo. Mas, precisam de drivers para serem instalados em cada dispositivo.

Mas os A3, que são os de nuvem, não. Eles ficam disponíveis online e prontos para serem usados. Por isso, podem ser usados a qualquer instante e de onde você quiser. 

A segurança é maior

Diferente dos certificados A1, os em nuvem ficam alocados em armazenamentos de HSM, como você já leu. 

Essa é uma medida de segurança muito maior do que os certificados tradicionais, em que com um PIN você o acessa – se alguém tiver o seu código, conseguirá usá-lo. 

No HSM, o acesso é mais rígido e guarda todos os logs de suas operações, com um controle muito mais eficiente do que com os certificados tradicionais. 

Tem compatibilidade

Seja celular, computador, tablet… você consegue, sem precisar instalar qualquer driver, usar o seu certificado digital em nuvem. 

Há também a possibilidade de acessá-lo de qualquer sistema operacional, de Windows a IOS, sem esquecer do tradicional Android. Mais uma vez, sem qualquer tipo de driver. 

Reduz problemas técnicos

Tradicionalmente, os certificados digitais são usados em Smartcard, uma mídia física semelhante aos cartões bancários. Além de ter versões em tokens, como um pendrive, com camadas de criptografia. 

Esse uso físico pode conter algumas barreiras para usá-lo, como a falta de compatibilidade, problemas de autorização de acesso e problemas que todo item material pode ter com transporte, armazenamento, enfim. 

Para solucionar esses problemas, muitas vezes, é necessário o auxílio de uma equipe de TI e bom, isso é algo realmente sem praticidade, certo?

Por isso, o certificado digital em nuvem torna-se uma opção muito mais vantajosa por não depender de um armazenamento físico.

Redução de custos com equipamentos e logística

Os Smartcards e os tokens que os certificados tradicionais requerem também demandam outros tipos de investimento como os leitores de cartão e até mesmo drivers. 

Os certificados digitais em nuvens são de fácil acesso e dispensam o uso de leitores, otimizando tempo de uso. Basta acessá-lo e usar, sem se preocupar com qualquer tipo de equipamento para usar. 

Dá acesso a serviços importantes para empresas

Você viu que os certificados digitais, de uma forma geral, dão a possibilidade de acessar alguns serviços importantes na Receita Federal. Um deles, por exemplo, é a emissão de notas fiscais.

Para gerar esse documento, você precisa de um, invariavelmente. 

Além dele, você pode 

  • Ter acesso ao Portal E-CAC da Receita Federal;

  • Consultar o e-Social;

  • Acessar o Sistema Integrado de Comércio Exterior. 

Por isso, ter um certificado digital em nuvem é fundamental para a sua empresa. Consulte uma Autoridade Certificadora e garanta um para você em seu empreendimento. 

Agora, se não ficou exatamente clara a diferença entre certificado A1 e A3, o link tirará todas elas. É só acessar! 

Jornalista e apaixonada por produzir conteúdo nos mais diferentes formatos. Nas horas vagas, é fotógrafa, viajante e mãe de suculentas.
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.