Como criar conteúdo visual para atrair clientes

Atualizado há mais de 1 semana

Está cada vez mais difícil capturar a atenção do público na internet. Quando os consumidores se deparam com grandes blocos de textos, anda que divididos em parágrafos curtos, entendem a leitura como um processo trabalho. 

Por outro lado, adicionar recursos visuais dá descanso aos olhos e contexto às informações. Além de tornar a sua comunicação mais memorável e atraente, isso aumenta o engajamento e reduz a taxa de rejeição, o que faz o seu site ter melhor performance nos mecanismos de busca. 

Criar conteúdo visual se tornou a maneira mais popular de atrair o público online. Com tanto conteúdo gerado a cada dia, os profissionais de marketing precisam ser criativos para atrair clientes. Incorporar recursos visuais à sua estratégia de marketing de conteúdo pode fazer com que você tenha destaque e faça a sua mensagem ser guardada na memória do seu público. 

Este último fator é importante porque você não quer apenas atrair leitores para o seu conteúdo, mas também precisa que eles interajam com a sua marca. 

Estabeleça metas para o seu conteúdo visual

A estratégia de conteúdo deve ser o guia dos seus objetivos com os recursos visuais. Isso significa que o seu conteúdo visual deve estar alinhado com as suas metas gerais de marketing e funcionar como um dos elementos que vão ajudar você a atingi-las.

Então as mesmas perguntas que você faz ao criar a sua estratégia global de conteúdo devem servir de guia no momento de planejar a parte visual. Tenha em mente:

  • Quem é a sua audiência para cada tipo de recurso visual;

  • Em quais plataformas ou canais você quer ela veja o seu conteúdo;

  • Qual necessidade do seu público cada recurso busca solucionar;

  • Como os recursos visuais estão alinhados com as características da sua marca;

  • Quais métricas vão ser usadas para medir o desempenho de cada canal onde os recursos visuais vão ser compartilhados.

Além disso, evite estabelecer objetivos vagos como aumentar o número de seguidores ou criar mais conteúdo para blog. 

Para planejar com mais clareza os conteúdos que você vai criar para cada canal e traçar um cronograma, os mapas mentais são a ferramenta ideal. Esse tipo de recurso visual ajuda a organizar ideias, fazer brainstorming e mostrar como os diversos elementos de um plano se relacionam.

Veja, por exemplo, este mapa mental que apresenta uma estratégia de marketing:

Tipos de conteúdos visuais 

Recursos visuais tornam o seu conteúdo mais interativo e aumentam o reconhecimento de marca. Estatísticas criadas a partir de dados extraídos de mapas de calor mostram que os usuários permanecem mais tempo focados nas imagens do que nos textos. 

Veja o exemplo abaixo para notar como recursos como infográficos prendem a atenção e nos fazem querer seguir todas as informações apresentadas:

Neste infográfico, ícones, gráficos e cores tornam as informações atraentes e criam uma história em torno dos dados e, por isso, proporciona o engajamento que queremos ao criar conteúdos. 

Além disso, infográficos como este são bastante versáteis e podem ser compartilhados em diversas plataformas, como newsletter, e-books, redes sociais e blogs.

Visualização de dados

Quando apresentados sem o contexto adequado, dados podem parecer confusos e desafiadores, mas usando técnicas de visualização de dados é possível condensar grandes quantidades de informações para compartilhar padrões e relações.

Por isso Data Storytelling se tornou um pilar do marketing de conteúdo visual. Grandes grupos de dados podem ser interessantes para quem os coletou, mas não espere que o público se interesse por eles ou os entendam se você não proporcionar um contexto.  

Apresentar números da maneira tradicional não estimula o envolvimento do público nem uma evoca emoções. Ao usar técnicas de visualização de dados para contar uma história você consegue dar sentido aos números. Para isso, conte com ilustrações, cores, ícones e gráficos para criar conteúdo visual que dê uma narrativa aos dados. Veja um exemplo: 

Recursos visuais tornam dados mais acessíveis, mas criar Data Storytelling sem as ferramentas desenvolvidas especialmente para isso pode ser uma tarefa árdua, especialmente para empresas que não contam com uma equipe de design. 

Porém, essa dificuldade pode ser facilmente superada, já que há ferramentas disponíveis na internet para criar recursos visuais a partir de modelos personalizáveis e dar contexto aos seus dados. 

Infográficos

Uma das formas de comunicação visual que mais ganhou popularidade nos últimos anos são os infográficos. Isso porque eles são ótimos para combinar textos, imagens, dados e ícones para apresentar informações visualmente e criar narrativas a partir de dados.

A edição mais recente do relatório anual com estatísticas de marketing de conteúdo visual produzido pela Venngage com profissionais de diversos países mostra que os gráficos originais são o tipo de recurso visual que mais trouxe resultados no ano anterior.

Além disso, infográficos são extremamente versáteis e podem ser usados para finalidades e canais diversos como newsletter, blog, redes sociais e landing pages. 

Criar um infográfico hoje em dia se tornou uma tarefa bastante simples e rápida, já que existem diversas plataformas com templates totalmente personalizáveis, desde o formato até fontes, cores, ícones e imagens. 

Lives

O mundo se tornou mais virtual desde o ano passado, e isso fez com que as lives se tornassem mais necessárias e populares do que nunca. Desde gigantes até pequenas empresas se aventuraram pela primeira vez nessa prática devido ao isolamento social, e plataformas populares como Instagram e Facebook incluíram ferramentas criadas especificamente para transmissões ao vivo.  

Algumas formas de aproveitar esse recurso  são:

  • Apresentar cenas de bastidores; 

  • Entrevistas;

  • Demostrações de produtos ou serviços;

  • Comentários sobre lançamentos;

  • Tour virtual;

  • Respostas a perguntas frequentes.

Além da interatividade e do atrativo de ser algo que está sendo produzido e consumido ao mesmo tempo, outra vantagem das lives é que os vídeos gravados requerem mais tempo e recursos para serem criados. As lives, por outro lado, podem ser feitas apenas com um computador equipado com câmera e microfone.

Apresentações 

Apresentações podem ser usadas para aquisição de clientes e transformadas em vídeos para serem compartilhados nas redes sociais e YouTube. Apresentações são especialmente úteis para estratégias de marketing B2B, mas são cada vez mais usadas com sucesso na esfera B2C. 

Com o advento do trabalho remoto, encontros virtuais e video-conferência se tornaram uma necessidade. Mas qualquer um que tenha participado deles sabe que não há nada pior do que ouvir alguém falar por uma hora. 

Com as apresentações acontece o mesmo, por isso antes de preparar e promover uma apresentação é fundamental planejar o design e os conteúdos visuais que vão ser usados. Recursos visuais como slides, diagramas, gráficos e vídeos se fazem necessários para apresentar visualmente as informações e manter a audiência atenta.

Vídeos

Educar o público é uma das missões marketing de conteúdo. Por isso as marcas precisam investir recursos para criar tutoriais e guias, e uma forma eficaz de criar esse tipo de material é através dos vídeos. 

Ao invés de criar textos e ilustrações para mostrar como um serviço ou produto, criar vídeos vai ajudar o seu público de maneira mais fácil e rápida. Isso porque os vídeos podem ser ilustrados com outros recursos visuais, como capturas de tela, ilustrações e infográficos para simplificar as explicações e ajudar o público a memorizar as informações.

Melhores práticas de design

Os recursos visuais devem seguir certos princípios do design para que você obtenha imagens que funcionem e atraiam os seus clientes atuais ou em potencial.  

Ao escolher templates para criar gráficos, diagramas, mapas mentais ou infográficos, estas são algumas das regras gerais do design que você deve ter em mente:

  • Não sobrecarregue os seus recursos visuais;

  • Deixe espaço em branco ao redor dos elementos visuais

  • Use contraste para destacar informações e cores semelhantes para agrupá-las

  • Use no máximo três fontes para não tornar o seu material confuso

Conclusão

Profissionais de marketing posem usar conteúdos visuais para aumentar o engajamento e tornar as marcas memoráveis no mundo virtual. Use essas dicas e melhores práticas para planejar e criar conteúdo e fazer com que os seus recursos visuais tenham impacto para aumentar o seu público e a sua base de clientes. 

Como vimos, os infográficos são o tipo mais versátil de conteúdo visual, sendo apropriados para tornar e-books mais atraentes, transformar textos em imagens para redes sociais e newsletters, visualizar dados e contar histórias através deles. Para saber mais a respeito desse tipo de recurso visual, veja este artigo sobre o que é um infográfico, com templates e dicas para começar criar os seus. 

Jornalista e apaixonada por produzir conteúdo nos mais diferentes formatos. Nas horas vagas, é fotógrafa, viajante e mãe de suculentas.
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.