Margem bruta: o que é, para que serve e como fazer o cálculo

Atualizado há mais de 1 semana

No meio fiscal, o que não faltam são termos para lidar. Mais do que isso, muitos deles envolvem cálculo e podem impactar determinantemente os resultados de uma empresa. Um deles é a margem bruta.

Essa métrica ajuda a entender se a sua empresa tem um crescimento sadio.

Quer saber mais? Fique na leitura!

O que é margem bruta?

Trata-se da porcentagem, em lucro, que uma empresa possui sobre a venda de produtos e serviços que oferece.

A margem bruta ajuda a entender se a organização tem lucro ou prejuízo nessas vendas, por isso, é um dos KPIs financeiros mais importantes para o negócio. Ignorá-la é um erro fatal.

Esse KPI pode analisar uma venda de maneira única, para que se tenha ideia daquele serviço ou produto que seja realmente lucrativo.

Fazer de maneira geral pode fazer com que alguns produtos lucrativos camuflem um prejuízo, dificultando que se mapeie o que pode atrapalhar sua empresa.

Tudo isso pode fazer com que a organização refaça estratégias ou mesmo encontre novos caminhos para crescer.

Lucro x margem bruta

Antes de continuar, vale destacar uma diferença que pode não ser tão clara assim para muitos.

Margem bruta e lucro são dois conceitos diferentes.

A margem é um resultado em porcentagem do lucro em um produto. O lucro, por si só, é o valor do que a empresa oferece ao mercado.

Margem bruta x líquida

Outra diferença importante de se colocar está entre bruto e líquido.

A confusão, aqui, é melhor justificável porque são conceitos bem semelhantes e que podem se chegar pelo mesmo cálculo, como você verá logo mais.

A líquida é o ganho real que uma empresa tem de um produto ou serviço, descontando os impostos e encargos.

A bruta, por sua vez, desconta-se as despesas de mão de obra, manufatura e manutenção de equipamentos, por exemplo.

A importância da margem bruta

A margem bruta ajuda a entender o que dá lucro para a sua empresa e isso deve ser o fundamental para você saber a importância da métrica.

Não só, o KPI serve para apontar os caminhos para os objetivos de crescimento da empresa. 

Por isso, é importante que cada produto e serviço tenha uma margem como meta, para que o cálculo da margem bruta faça sentido para medir o crescimento do empreendimento.

A margem bruta também ajuda a saber se uma empresa é sustentável, sendo um apoio imprescindível para a gestão financeira.

Por tudo isso, já é capaz de deduzir que a margem bruta é um dos elementos de precificação de um produto ou serviço.

Vale lembrar que a margem bruta pode ser obtida de maneira diferente para certas empresas, como as SaaS.

O modelo de negócio dessas organizações é bem específico e requer outros custos.

Como calcular a margem bruta

Para calcular a margem bruta, você precisa de outros dois KPIs: lucro bruto e receita líquida.

É importante passar por essas duas métricas rapidamente antes de conhecer o cálculo da margem bruta.

·         Lucro bruto: é a subtração dos custos de um serviço ou produto do valor que cada um tem no mercado. Ele não considera os custos e despesas variáveis que a produção possui;

·         Receita líquida: são as vendas já descontadas as devoluções, impostos e demais custos que o produto ou serviço possuem.

Dito isso, há um cálculo bem simples a ser feito:

Margem Bruta=(Lucro Bruto)/(Receita líquida) x 100

Ou seja, você divide o lucro bruto pela receita líquida. Como se trata de uma porcentagem, multiplica-se por 100.

Esse número poderá ser negativo, o que indicará um prejuízo.

Para ficar claro como a margem bruta é calculada, veja um exemplo.

Uma empresa de calçados teve uma receita de R$ 75 mil.

Para isso, ela precisou gastar com matéria prima R$ 3,5 mil,  mão de obra R$ 11 mil e R$ 3 mil de armazenamento e embalagem.

O lucro bruto, portanto, foi de R$ 57,5 mil. 

O cálculo ficará: MB=(57.500/75.000) x100=76,66%

Ou seja, 76,6% dessas vendas são de margem bruta.

Vale, rapidamente, falar sobre o cálculo para as empresas SaaS. Para esse tipo de companhia, é mais recomendado se encontrar a margem bruta considerando suporte, serviços, sucesso do consumidor e dev ops.

Isso porque a natureza das SaaS é baseada em assinatura, ou recorrência. A fórmula, no entanto, é a mesma.

Uma dica importante na hora de calcular a margem bruta é que não existe uma taxa perfeita para ela.

É preciso considerar diversos fatores, como mercado, o porte da empresa e até mesmo o perfil do consumidor.

O melhor, nesse sentido, é fazer pesquisa de mercado, considerando empresas concorrentes e de mesmo perfil que a sua.

Conclusão

A margem bruta é uma métrica bem simples de se encontrar, quando a receita líquida e o lucro bruto são claros para a sua empresa.

O conceito também não é difícil de se compreender, mesmo quando se trabalha em um setor com tantos nomes e métricas a se trabalhar, como o fiscal.

Nem por isso, as confusões são desconsideradas, ainda mais quando margem líquida e até mesmo o lucro entram em jogo.

De toda forma, a margem bruta é um KPI financeiro importante de se ficar de olho para que a sua empresa cresça de forma saudável.

Para isso, estar em conformidade com a lei e ter sistemas de gestão que possam fazer sua equipe focar no que é importante é determinante.

Primeiro para que o seu negócio não perca dinheiro com multas e impostos indevidos. Outra que com sistemas de automação, seus funcionários podem trabalhar de maneira mais estratégica para o seu negócio.

Aí entram sistemas como o Gateway da eNotas.

O Gateway é um sistema que possibilita a gestão de documentos de maneira muito mais eficaz do que o manual, por exemplo.

Integrado com todas as comunicações do Sefaz no Brasil, você não terá problemas de emissão e consulta de notas, por exemplo.

Com o Gateway da eNotas, você poderá fazer sua empresa crescer a margem bruta de maneira saudável e sustentável.

Conheça agora mesmo o Gateway eNotas!

Head de Marketing na eNotas

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.