5 forças de Porter: como aplicar essa análise no seu negócio?

Atualizado há mais de 3 semanas

Uma análise muito importante a se fazer sobre o mercado onde você está ou pretende entrar são quais as forças competitivas que atuam ali. 

Para compreender a estrutura de um setor, é preciso estudar os concorrentes envolvidos, os fornecedores e o grau de pressão competitiva que existe ali. 

Contudo, muitas vezes, as empresas analisam apenas quem são seus competidores diretos e esquecem de enxergar as outras forças que atuam nesse mercado. 

Por exemplo, se um fornecedor de determinado item é o único fornecedor do mercado, ele terá um poder de barganha imenso sobre seus compradores. 

Pensando nisso é que o pesquisador Michael Porter lançou, ainda nos anos 1980, o livro “Estratégia competitiva: técnicas para análise de indústrias e da concorrência”.

Apesar de ser bastante antiga, as discussões levantadas por ele permanecem atuais. 

Na obra, ele propõe uma perspectiva mais complexa sobre como o lucro das empresas é criado e dividido. A avaliação do setor é feita de forma ampla, dando dicas de estratégias para superar os concorrentes. 

E, para fazer essa análise é que foi desenvolvido o método das cinco forças de Porter


Análise das cinco forças de porter 

Como essa análise de forças competitivas é um tipo de análise setorial, é preciso, primeiro, definir o setor do qual estamos falando. 

A definição pode ser feita de modo amplo - aumentando a complexidade da análise, mas a tornando bastante dispersa. 

Outra opção é fazer uma delimitação maior do setor, mas ela pode também deixar de fora competidores importantes. 

Por isso, é preciso fazer uma análise que seja balanceada, buscando selecionar os concorrentes certos, que realmente estão fazendo frente ao seu negócio. 

Portanto, a partir da delimitação do setor, você poderá fazer a análise das forças, propriamente ditas. 

Para Porter, a estratégia de negócios deve ser baseada no setor de mercado em que a empresa está inserida. 

E, portanto, para implementar suas estratégias, a empresa adotará táticas.. 

As táticas são decisões práticas, como mudança de rótulo de um produto ou uma nova abordagem de publicidade. É mais fácil mudar de tática que de estratégia. 

Entender de que forma essa pressão é exercida no setor de mercado em que você atua, é fundamental para desenvolver estratégias - e também as táticas - que vão chegar ao problema de fato. 

A estratégia de Marketing é uma forma muito importante de minimizar o problema causado pelos competidores para determinada empresa. 

O que são as cinco forças de porter 

As cinco forças de Porter são um modelo de análise que define o grau de pressão competitiva existente em determinado mercado a partir de cinco forças que serão aplicadas pela  ação de cinco agentes diferentes. 

Elas são definidas da seguinte forma: 

    •  Ameaça de novos concorrentes - a pressão exercida pelos concorrentes está na rivalidade; 
    • Poder de barganha dos fornecedores - exercem sua força por meio do poder de barganha que detém; 
    • Compradores/clientes - também pelo poder de barganha, mas na outra ponta; 
    • Intensidade dos concorrentes - força da rivalidade; 
    • Substitutos - força pelo risco de substituir os produtos que já estão no mercado. 

Cada uma dessas forças, irá exercer uma pressão diferente no setor em que atuam. 

Para Porter, elas vão atuar sobre a lucratividade possível em um determinado setor. 

cinco forças de porter
Ebook: Destrinchando o Simples Nacional 

E aí, preparadíssimo para o melhor intensivão sobre o Simples Nacional? Então baixe o nosso eBook gratuito e venha com a gente!


Entenda cada uma das forças

Ameaça de novos concorrentes 

Em qualquer setor, há o risco de que novas empresas vão surgir aumentando a competitividade.

Para quem já está “lá dentro” vale a pena criar barreiras de entrada que vão dificultar que novos entrantes ingressem. 

Essas barreiras podem ser pelo custo inicial para fazer parte, uma tecnologia específica que nem todas podem ter ou até mesmo legislações que dificultem para outras pessoas fazer parte daquele setor. 

Barreiras elevadas criam um grupo tranquilo, onde a concorrência é amigável. Barreiras baixas acirram a disputa, já que as coisas são muito mais incertas. 

Fornecedores

Como foi dito anteriormente, se um fornecedor é o único a oferecer determinado produto, ele tem todo o poder da relação comercial.  A vantagem é muito maior para o lado do fornecedor. 

Portanto, a pressão é menor quando há um número maior de fornecedores. Quanto menor esse número, pior a competição dentro do mercado.  

explicando melhor

A proporção da pressão acontece de forma inversa no setor analisado e entre os fornecedores desse setor. 

Por exemplo, se no setor de calçados existem dezenas de fornecedores de couro para fabricação das peças, isso quer dizer que a pressão no setor de fabricação dos calçados é menor. 

Agora, quando analisamos a venda de couro, a pressão desse setor, com o grande número de players, torna-se maior. 

Portanto, um número maior de fornecedores acirra a disputa dentro do mercado dos próprios fornecedores, não do mercado para onde eles estão fornecendo.  

Compradores/clientes 

Os clientes de uma empresa querem preços mais baixos ou uma qualidade maior, e a empresa quer preços mais altos com gastos de produção mais baixos. 

A disposição que o cliente tem para pagar o valor que a empresa deseja exerce uma pressão sobre os preços e a produção. Ela dependerá da concorrência no mercado e da disposição que o cliente tem de pegar o que a empresa deseja. 

Substitutos

Outra ameaça para as empresas é o surgimento de empresas substitutas. 

Aqui, temos a clássica história da Blockbuster, antiga empresa de aluguel de DVDs, e a Netflix, que a substituiu. 

Há sempre o risco de algo novo, melhor e mais barato substituir o serviço que você exerce. A inovação de uma indústria pode representar o sofrimento para outra. 

Nesses casos, estar atento e prever as mudanças do mercado é fundamental. 

Rivalidade entre concorrentes 

Por fim, a força mais clássica quando falamos entre competições de empresas. 

Todos os fatores anteriores convergem para a rivalidade entre as empresas de um mercado. Como elas vão agir nessa competição depende muito dos fatores externos do mercado. 

Se o número de compradores em determinado setor é baixo, há maior chance de que as empresas se ataquem. 

Um número alto de compradores prevê uma competição mais amigável. 

A ameaça de substitutos, por exemplo, pode levar concorrentes a se unirem. 

Em que a análise das cinco forças pode ajudar as organizações?  

Agora que você já entendeu o que são as forças de Porter, você pode entender para que serve essa análise. 

Entender cada uma dessas forças e suas peculiaridades pode ser decisivo para a adoção de estratégias das empresas para obter o que Porter chama de “vantagem competitiva” 

Ainda seguindo a análise de Porter, essa vantagem pode ser baseada nas três estratégias genéricas propostas por ele, que são: 

  • Liderança em custo: assumir a posição de ser o produtor de baixo custo da indústria. 
  • Diferenciação: Desenvolver produtos únicos, buscando na lealdade uma forma de obter o cliente. 
  • Foco: A empresa pode focar em um segmento de mercado estreito e bastante específico tornando seu serviço e atendimento únicos para aquele nicho. 

Contudo, outros autores discutem que focar em apenas uma estratégia é bastante arriscado pois pode deixar a empresa cega para os seus concorrentes. 

Por isso, para qualquer estratégia adotada é sempre fundamental considerar o maior número de dinâmicas envolvidas em cada contexto, isto é, pensar de forma ampla! 

Outro método que é bastante utilizado para entender as dinâmicas de uma empresa é a Análise SWOT. 


Este artigo buscou informações nos materiais: 

MINTZBERG, Henry. AHLSTRAND, Bruce. LAMPEL, Joseph. Safari de estratégia: um roteiro pela selva do planejamento estratégico. Porto Alegre: Bookman, 2000. 

BARNEY, Jay B.; HESTERLY, William S. Administração estratégica e vantagem competitiva: conceitos e casos. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2011. (Capítulo 3)

Rafael Versiani - Escritor, produtor de conteúdos, entusiasta da vida real e amante de ficção científica!
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.