O que é empreendedorismo feminino e qual a sua importância

Atualizado há mais de 3 semanas

O empreendedorismo feminino é um movimento que cresce consideravelmente no mundo inteiro. O Girl Power é cada vez mais incentivado, estimulando meninas e mulheres a acreditarem em sua força e correrem atrás de seus objetivos. Nesse cenário, com os debates sobre empreendedorismo  em pauta na atualidade, elas têm dominado cada vez mais o mundo dos negócios. 

O boom da presença feminina nesse segmento é fruto do avanço na garantia dos direitos das mulheres e no caminho à equidade entre homens e mulheres. É também fundamental para a geração de um ecossistema empreendedor que propicie o surgimento de novas empresas.

Mas afinal, o que é o empreendedorismo feminino e qual a importância dele? De fato, é um grande passo para incluir as mulheres nos setores comerciais e incluir cada vez mais o público feminino no mercado de trabalho.

Mas se engana quem pensa que a importância de ter cada vez mais mulheres empreendedoras para por aí: com o público feminino mais presente nos negócios, teremos mais produtos, empreendimentos e experiências para mulheres pensadas por mulheres. 

Ficou confuso? Calma que a gente te explica!

mulher-empreendedora

O que é empreendedorismo feminino?

Antes de tudo, vamos entender o que é empreender. O empreendedorismo é a capacidade de identificar problemas e oportunidades, desenvolver soluções e investir recursos na criação de algo. Pode ser um negócio, um projeto, uma empresa ou mesmo um movimento que gere mudanças reais e impacto no cotidiano das pessoas.

Portanto, o empreendedorismo feminino nada mais é do que a mulher no centro do processo criativo, estratégico e técnico de inovar e investir um um projeto próprio, que gere algum tipo de mudança no mundo ou no dia a dia. Pensando de uma forma geral, ele pode ser entendido, também, como iniciativas de incentivo à liderança feminina, como a atuação das mulheres em altos cargos dentro de empresas.

O perfil empreendedor não se restringe somente às pessoas que inauguram seu próprio negócio, mas, sim, àquelas que têm uma postura focada na determinação, coragem e inovação.

Hoje este conceito está cada vez mais popularizado, com muitas pessoas buscando desenvolver seus próprios negócios. No Brasil,  empreender se tornou a opção de muitos:  em 2019, o país atingiu 23,3% de taxa de empreendedorismo inicial, a maior já alcançada. Ela também é a segunda em números de empreendedores, com 38,7% da população adulta, entre 18 e 64 anos.

Qual a importância? 

O empreendedorismo é uma forma de alcançar a independência financeira, e é capaz de mudar realidades. Quando mulheres conseguem crescer nesse cenário, há vários impactos positivos não só para elas, mas para a sociedade e a economia como um todo. Mas, afinal, porque o empreendedorismo feminino é importante? Confira alguns motivos:

  1. Diminuição da desigualdade gênero

Não é segredo que as mulheres enfrentam uma série de problemas no cotidiano devido a desigualdade de gênero. O preconceito, por exemplo, acaba gerando situações estressantes e difíceis no trabalho, ocasionando até mesmo perda de oportunidades de crescimento. Isso sem contar na desigualdade salarial entre homens e mulheres, que ainda existe e prejudica elas cada vez mais. Empreendendo, o público feminino pode conquistar seus direitos e dá um passo à frente rumo ao fim da desigualdade de gênero, alcançando a equidade de faturamento. 

  1. Conquista da independência financeira

O empreendedorismo feminino também é capaz de transformar as relações sociais. Muitas mulheres ainda acabam ficando em relacionamentos abusivos, por não terem como se sustentar sem os parceiros. Empreendendo, a mulher muda sua realidade e consegue ficar livre para tomar as próprias decisões e conquistar seu dinheiro, pois não depende mais de terceiros para se sustentar.

  1. Crescimento da economia

Quanto mais pessoas estiverem empreendendo, mais a economia cresce. Com mais negócios abertos, a economia é movimentada, gerando mais empregos, elevando a renda média e melhorando a qualidade de vida das famílias.

  1. Produtos e serviços pensados para elas

Se você é mulher, pense comigo: quantas vezes você adquiriu um produto ou serviço, mas se decepcionou porque ele não atendia às suas necessidades como mulher? Muitos itens são feitos por homens para mulheres, sem considerar as particularidades que o público feminino possui, ou gostaria de encontrar ao adquirir determinado item. Com mais mulheres no mercado, será possível encontrar mais produtos e serviços que realmente façam sentido para o público feminino. 

Desafios das mulheres empreendedoras

Infelizmente, as mulheres que escolhem empreender ainda enfrentam dificuldades. A principal delas é o preconceito, desde a falta de confiança na capacidade e desempenhos das empreendedoras por parte da população, até situações estressantes e constrangedoras que devem ser enfrentadas cotidianamente. Muitas mulheres escutam comentários inapropriados, como pessoas que acreditam que, ao invés de estar trabalhando, deveriam estar em casa cuidando dos filhos e do marido. 

Outra questão complicada para a empreendedora é a dupla jornada. Muitas mulheres dedicam-se para seus negócios, mas também precisam cuidar dos filhos. Além de lidarem com as diversas responsabilidades de tocar o próprio empreendimento, ainda precisam cuidar dos afazeres domésticos

A mulher enfrenta ainda a falta de incentivo e autoconfiança. Muitas são desencorajadas por pessoas próximas a desenvolverem seu próprio negócio, o que acaba gerando a falta de autoconfiança. Isso afeta não somente aquelas que tem projetos de empreender, mas também as que já começaram a desenvolver seu negócio e têm que lidar com críticas constantemente.

Esses desafios impactam, e muito, no sucesso e no trabalho cotidianos das mulheres. De acordo com estudo da SEBRAE, a taxa de conversão de empreendedoras” em “donas de negócio” é 40% mais baixa em relação aos homens, pois as mulheres têm maiores índices de desistência em relação aos homens. Enquanto 65% deles se tornam “donos de negócio” (mais de 3,5 anos à frente da empresa), apenas 39% delas conseguem evoluir até essa fase e consolidar seu negócio.

Como apoiar o empreendedorismo feminino? 

Como você deve ter percebido, o empreendedorismo feminino representa muito mais do que o crescimento econômico: é uma forma de mudar realidades e incentivar o protagonismo delas. Por isso, é essencial apoiar e incentivar as empreendedoras, contribuindo para o crescimento de seus negócios. Mas como fazer isso? 

É muito simples. Provavelmente você tem alguma amiga, parente ou conhecida que tem um negócio próprio. Uma forma legal de ajudá-la, por exemplo, é curtindo, comentando e compartilhando os posts nas redes sociais, caso ela esteja presente no mundo digital. Assim, você divulga o trabalho dela para que mais pessoas conheçam a iniciativa. 

Também vale adquirir o produto ou serviço, caso ele seja útil para você. Se não, indique para amigos, colegas e familiares que possam se interessar. Assim, é possível contribuir para a causa feminina e ajudar o negócio de uma mulher a crescer!

Branding: descubra como elaborar sua gestão de marca
Neste eBook, você vai aprender mais sobre gestão e valor da marca, posicionamento, identidade e etapas essenciais para a construção de Branding do seu negócio!

De olho no Girl Power

Agora que você já entendeu o empreendedorismo feminino e a importância dele para as mulheres e a sociedade, esperamos que você também possa ajudar empreendedoras a crescerem e desenvolverem seus negócios. Sabemos que não é fácil, mas caminhamos para um futuro em que homens e mulheres possam crescer e alcançar seus objetivos em situação de equidade. 

Para isso, é importante sempre incentivar meninas desde cedo a seguirem seus próprios sonhos, mostrando e ressaltando sempre que são capazes de desenvolver o que quiserem, com foco e determinação. 

Se você é uma empreendedora ou gosta do assunto, continue com a gente por aqui! Fique por dentro dos nossos posts  e confira dicas sobre empreendedorismo, redes sociais e negócios. 

Vivencie a melhor experiência da galáxia em automação fiscal!

O que mais você entregaria aos seus clientes se não tivesse de gastar tanto tempo se preocupando com esse processo burocrático de emissão de notas fiscais?

Conhecer
Jornalista, escritora e pós-graduanda em Comunicação Digital e Mídias Sociais.
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.