Estratégias de liderança para potencializar equipes remotas em negócios digitais

Atualizado há mais de 3 semanas

O home office veio para ficar, e mesmo que isso seja bastante discutido, as empresas tem adotado cada vez mais o modelo remoto. 

Por isso, muitas gestores tem uma dúvida: como engajar e motivar meu time com uma gestão remota? É nesse cenário que as estratégias de liderança podem potencializar um negócio digital. 

Confira as melhores estratégias de liderança para sua equipe remota e veja como impulsionar seu negócio!

Quais as principais estratégias de liderança?

As empresas que adotam modelos híbridos ou totalmente remotos precisam estar atentas para manter uma equipe funcional e produtiva.

Para isso, é imprescindível ter estratégias atuais que possam fazer com que seu negócio funcione com o tempo, de modo a superar os desafios da distância, da falta de contato e até mesmo do comprometimento de alguns colaboradores possam ter.

Então, confira quais são as principais estratégias para uma liderança em um negócio digital.

Use a tecnologia como amiga

É impossível falar de modelos híbridos ou remotos de trabalho sem citar a tecnologia. Por isso, o primeiro passo para um líder exercer sua função remotamente é contar com ferramentas tecnológicas em sua rotina.

Por isso, use essas ferramentas como escopo de trabalho, seja para compartilhar materiais de uso coletivo, mostrar dashboards com as metas e integrar a comunicação.

Mais do que usar na rotina, tanto o líder quantos seus liderados precisam saber usá-las com maestria. Por isso, não exime de capacitar a equipe com as ferramentas e principalmente, fornecer aquelas que fazem sentido para suas funções e metas.

Crie uma rotina de feedbacks

Os feedbacks são maneiras de escutar seus colaboradores e saber como lidar com os desafios do modelo remoto ou híbrido.

Trata-se de uma ferramenta poderosa para uma empresa digital ajustar os ponteiros quando há desajustes em sua operação ou algo parece não andar com as metas.

Para ter essa rotina de feedbacks, a liderança é fundamental. Ela precisa ajudar a manter um ambiente confortável para o colaborador sentir a vontade de expressar suas opiniões e entender como aquilo pode influenciar no andar da empresa.

O ideal para se ter esse ambiente é criar reuniões regulares, de preferência uma para cada liderado, de maneira estruturada.

O feedback não pode ficar apenas nessas reuniões – comumente chamadas de 1:1 – nem ser algo que possa ser usado contra o colaborador.

Como você já sabe, ele precisa se sentir seguro e confortável para dizer o que acha que pode melhorar na empresa, na rotina e em suas metas.

Um bom jeito de começar a fazer isso é criando formulários anônimos, para que, talvez, o colaborador se sinta mais à vontade. Mas é fundamental ter essas opiniões analisadas por cadeiras e contextos que cada uma possui.

Possua um rito para os times

Entenda como rito uma rotina em que as pessoas de um time e da empresa possam interagir. Esses momentos podem ser reuniões de alinhamento, de apresentar o andamento da meta ou mesmo um dia para que todos possam se encontrar pessoalmente.

Ainda que possam ser momentos de entrosamento, é fundamental que esses encontros tenham objetivo. Alguns exemplos de rituais de times:

  • Dailys: muito usadas em times de desenvolvimento, é quando o squad se reúne para discutir as demandas do dia. É o momento em que cada um pode entender como pode contribuir com o trabalho do outro;
  • Meta Review: são reuniões que podem ocorrer semanalmente ou com intervalos de dois dias para acompanhar o andamento da meta. É nela que se discute as tarefas para atingimento das principais métricas do time e da empresa.
  • Apresentação de resultados: costuma ser mensal com toda a empresa. Cada líder apresenta o resultado do seu time no período, com pontos de destaque e os principais erros para aprendizado.

Esses momentos são fundamentais não apenas para que a empresa possa acompanhar sua rotina, mas torna cada membro mais ativo e permite que eles conheçam a organização como um todo.

É fundamental que o líder engaje seus colaboradores a participarem e, principalmente, se conectem com o restante da empresa nesse momento, sem perderem de vista o objetivo de cada reunião.

Capacite seus líderes

É fundamental que sua empresa treine seus colaboradores, mas tenha uma atenção para os líderes.

Cada um precisa encarar os desafios não só de alinharem as expectativas da empresa, mas também entender os de seus liderados, que podem ter tanto obstáculos pessoais quanto problemas de tecnologia, mesmo, para se conectarem com o negócio.

Por isso, treinamento de gestão de pessoas, de modo a desenvolver a maturidade e a senioridade do líder é fundamental.

Além de desenvolver as soft skills de liderança, as hard skills são fundamentais para que o líder seja visto como uma referência em seu escopo de atuação.

Tenha metas realizáveis e alcançáveis

O líder precisa ajudar a empresa a elaborar metas que sejam realizáveis e alcançáveis dentro do propósito do negócio.

É essa pessoa que saberá melhor se a sua equipe possui recursos e conhecimento suficientes para alcançar o que a empresa deseja. Dessa forma, o negócio pode pensar o quanto pode chegar a longo, médio e curto prazos e mapear exatamente o que precisa de investimento.

As metas alcançáveis são aquelas que a empresa pode atingir, entendendo seu poder de operação e investimento. Isso não é só bom para ela, mas também para manter o engajamento de sua equipe remota.

Como aplicar estratégias de liderança?

As estratégias para as lideranças – e a empresa – são motores para que o negócio tenha ritmo mesmo que a operação seja remota.

No dia a dia, o líder pode encontrar outros desafios junto a sua operação que precisam ser contornados.

Nesse sentido, nada melhor do que aplicar alguns princípios para que a empresa siga suas metas sem se prejudicar ou perder talentos.

Alguns dos princípios que a liderança remota pode aplicar são:

  • Comunicação;
  • Confiança;
  • Autonomia;
  • Empatia;
  • Responsabilidade.

Comunicação

A comunicação entre líder, liderados e a empresa é fundamental. Tenha um canal aberto entre esses três entes de sua estratégia para saber lidar com os desafios de uma equipe remota.

É importante manter uma equipe que saiba usar os canais de comunicação disponíveis na empresa, que, por sua vez, precisa sistematizar os comunicados e estabelecer regras de uso – basicamente, não confundir o trabalho remoto com um trabalho a todo o tempo.

Para o líder, é importante manter esses canais abertos. Não apenas por estar sempre disponível, mas mostrar o quanto é importante que o colaborador se sinta à vontade para dialogar e deixar suas opiniões.

Confiança

Outro princípio fundamental para aplicar na empresa e em líderes remotos é a confiança. O trabalho remoto ainda tem muita desconfiança justamente por que o colaborador não pode ser gerenciado de perto.

Aqui, o líder precisa confiar no colaborador ao mesmo tempo que ele garante que o trabalhador vai realizar suas funções.

Dessa maneira, é importante que o líder estipule prazos e não microgerenciar o funcionário. O ideal é que ele garanta que o colaborador tenha todas as ferramentas e recursos para cumprir o prazo e fazer a entrega adequada.

A confiança que o líder passará para o colaborador também precisa ser convertida em reconhecimento.

Autonomia

A autonomia se aplica quando o líder permite que o colaborador possa opinar e se gerenciar nos projetos do time.

Ela também se associa à liberdade, sem interferências ou microgerenciamento. Aqui, vale muito dar independência ao colaborador, sendo, o líder, uma espécie de apoio para o bom desenvolvimento da atividade.

Empatia

A empatia é um dos principais pilares para ser aplicado nas estratégias de lideranças. É fato que o home office trouxe desafios para todas as pessoas, bem como empresas.

A rotina de todos é impactada e quando se trabalha em casa, algumas coisas podem sair do desejado de um fluxo de trabalho.

Além disso, é comum que colaboradores se sintam mais vulneráveis quando se trabalha em casa. O líder, nesse momento, precisa respeitar e entender o momento de cada um, fazendo com que eles se sintam seguros quanto a isso.

E entender que alguns imprevistos podem acontecer em casa, como a internet cair, a energia deixar de ser abastecida ou a rotina caseira precisar de alguma atenção imediata.

Confira: Como estabelecer rotinas e processos de uma empresa?

Responsabilidade

Pode-se dizer que a responsabilidade é um resultado de todos esses pilares citados até aqui. O líder precisa mostrar o quão importante é o trabalho do colaborador para as metas da empresa.

Por isso, é importante assegurar que o colaborador não perca o senso de responsabilidade só porque está em casa.

É preciso combater a procrastinação, entender os motivos que levam a isso e manter a flexibilidade, sem deixar os outros pilares serem perdidos por falta de responsabilidade.

A cobrança precisa ser tão firme quanto se o colaborador estivesse na sede da empresa. A melhor maneira de se fazer isso é estruturado, preferencialmente em 1:1 ou em feedbacks.

Como manter o engajamento e potencializar equipes remotas?

O engajamento pode ser sim um fator que é perdido com o trabalho remoto. É papel do líder evitar isso.

A motivação é um dos principais fatores que fazem uma equipe engajada. E uma série de pontos podem fazer uma equipe motivada:

  • Metas realizáveis e acompanhadas de perto;
  • O reconhecimento;
  • Premiações e bonificações por meta atingidas;
  • Líderes que respeitam, confiam e conhecem a capacidade do colaborador;

A empresa, e o líder, engajam para o trabalho remoto, oferecendo recursos para o colaborador exercer suas funções de maneira adequada.

A empresa pode usar estratégias de lideranças que permitam a produtividade em escala. E uma delas é a entrega dinâmica! Conheça mais no link!

Jornalista, escritora e pós-graduanda em Comunicação Digital e Mídias Sociais.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.