Prazo para Imposto de Renda 2022: o que mudou em relação ao ano passado

Atualizado há menos de 1 semana

Fazer a declaração do imposto de renda é uma obrigação de pessoas físicas e jurídicas que ainda gera muitas dúvidas todos os anos. Afinal, é preciso ficar atento a prazos e regras, já que a falta da declaração ou possíveis erros podem gerar sérios problemas com a Receita Federal. 

Mas não precisa se desesperar! É por isso que fizemos esse post completo com tudo que você precisa saber sobre o prazo para imposto de renda 2022 e entender o que mudou em relação ao ano passado. Para descobrir como o imposto funciona esse ano, vem com a gente!

Qual o prazo para a declaração do imposto de renda?

Vamos começar com um tópico muito importante. O prazo de apresentação da declaração ano-base 2021 começou em 7 de março e vai até 31 de maio, de acordo com a Receita Federal.

Tanto o preenchimento quanto a entrega da declaração devem ser feitas por meio do programa gerador do Imposto de Renda 2022, disponível no site da Receita ou por aplicativo para celular.

Agora, também existe  a possibilidade de declaração pré-preenchida. Esse tipo de declaração, segundo a Receita, já tem várias informações úteis que facilitam o preenchimento. Desde o ano passado, a modalidade está disponível para contribuintes que tenham conta gov.br, além dos que tenham certificado digital. Para ter acesso, o contribuinte deverá ter contas com nível ouro ou prata.

O que mudou em relação ao ano passado? 

A grande novidade no Imposto de Renda em 2022 é a possibilidade de receber a restituição do imposto de renda via PIX. A  restituição é a devolução do montante a mais pago ou retido na fonte antes da declaração de ajuste anual.

No entanto, o crédito nesta modalidade será feito somente para chaves PIX igual ao CPF do titular da declaração. Não serão aceitos telefone, e-mail ou chave aleatória. Para quem tem imposto a recolher, o pagamento de DARF do IR poderá ser feito por PIX também. O documento virá com o código de barras para permitir o pagamento.

Quem precisa declarar o Imposto de Renda em 2022?

Essa é uma dúvida comum e que pega muita gente de surpresa: será que eu devo declarar o imposto de renda? Se você ainda não sabe, confira aqui embaixo quem precisa fazer essa declaração:

  • Pessoas que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2021. O valor é o mesmo da declaração do IR do ano passado;
  • Contribuintes que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado;
  • Quem obteve, em qualquer mês de 2021, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Quem teve, em 2021, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;
  • Pessoas que tinham, até 31 de dezembro de 2021, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;
  • Quem passou para a condição de residente no Brasil em qualquer mês e se encontrava nessa condição até 31 de dezembro de 2021;
  • Quem teve isenção de imposto sobre o ganho de capital na venda de imóveis residenciais, seguido de aquisição de outro imóvel residencial no prazo de 180 dias.

ATENÇÃO! O Auxílio Emergencial é considerado rendimento tributável. Por isso, se você recebeu a quantia, pode incluí-la nas suas contas. 

Quais as faixas do Imposto de Renda 2022?

Um dos tópicos que permaneceu igual ao do ano anterior foi a tabela do Imposto de Renda. Estão isentos os rendimentos mensais menores que R$ 1.903,98. A faixa máxima atinge os salários acima de R$ 4.664,68.

  • Faixa 1: Até R$ 1.903,98: isento
  • Faixa 2: De R$ 1.903,99 até R$ 2.826,65: 7,5%
  • Faixa 3: De R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05: 15%
  • Faixa 4: De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68: 22,5%
  • Faixa 5: Acima de R$ 4.664,68: 27,5%

É importante lembrar que o tributo não é cobrado sobre todo o salário, o que é descontado no INSS, por exemplo, não entra nos cálculos. 

De olho nos prazos!

Sabemos que ficar em dia com as obrigações fiscais pode ser complicado! Afinal, são muitas regras e tributos. Porém, é de extrema importância atentar-se aos prazos e fazer a declaração do Imposto de Renda corretamente. 

Além de mostrar os rendimentos tributáveis e não tributáveis, a declaração do Imposto de Renda também serve para fazer o acompanhamento da evolução do patrimônio dos brasileiros.

Além disso, deixar de cumprir essa obrigação pode custar caro. Quem é obrigado a declarar e não o fizer, ou enviar fora do prazo, terá que pagar multa de, no mínimo, R$ 165,74, e, no máximo, o correspondente a 20% do imposto devido.

Por isso, fique sempre de olho aqui no blog! Postamos tudo que você precisa saber sobre as obrigações fiscais e tributárias, e te ajudamos a fazer essas tarefas com mais tranquilidade. Se você gostou desse post, aproveite para conferir esse passo a passo de como fazer a declaração do imposto de renda!

Jornalista, escritora e pós-graduanda em Comunicação Digital e Mídias Sociais.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.