Nômade Digital: o que é e como se tornar um

Com o mundo digital sugerindo novas tendências no mercado, não é raro encontrar alguns termos mais atuais, definindo novos processos de trabalho. E um deles é o nômade digital. Você já ouviu falar?

O termo, basicamente, nomeia aquele profissional que trabalha fora de um escritório e que, na maioria das vezes, viaja para vários lugares acompanhado de um laptop em locais que tenham uma boa conexão de internet.

Quem segue essa tendência, geralmente, gosta muito de viajar, mas sem perder contato com um cliente ou deixar de produzir. Os seus escritórios são bibliotecas, cafés, coworkings ou mesmo numa casa achada no Airbnb, lembrando algo como o home office só que fora de sua própria casa.

Ainda que o nomadismo digital esteja relacionado às profissões do mundo virtual (publicitários, designers, jornalistas, programadores), não é difícil encontrar profissionais de outras áreas nessa modalidade, como arquitetos, psicólogos e até mesmo engenheiros.

Leia este conteúdo e entenda mais sobre o nomadismo digital.

Quais são as vantagens de ser um nômade digital?

Aqueles que optaram por esse modus operandi para ganhar a vida, se gabam de ter certas regalias que poucas pessoas que possuem a rotina convencional de “casa-escritório-casa” têm.

Sem um local fixo de trabalho e optando por viajar, você pode conhecer lugares, praticar línguas diferentes, conhecer novas culturas e ter a flexibilidade de fazer seus horários, como um freelancer. Bem bacana, não é?

Além disso, você não tem a pressão que geralmente um ritmo de trabalho de escritório possui. Aliás, se, mesmo viajando, você tiver uma turbulência no que faz, pense que você pode se relaxar numa cidade como Paris, Roma ou São paulo... Afinal, você é um nômade e pode trabalhar de onde quiser. Basta ter, como dizemos, um bom laptop e internet.

Mas será que tudo é um mar de flores?

A gente não quer te enganar e dizer que ser um profissional que quem escolhe trabalhar viajando só encontra maravilhas nessa jornada. Não mesmo! Existem algumas questões que merecem muita atenção.

A primeira delas é a internet.

Você precisa ter certeza que o lugar para onde vai tem uma boa conexão wi-fi. Você quer morar um tempo naquela praia paradisíaca no nordeste brasileiro e trabalhar na web? Você pode, mas pense num lugar em que o acesso à internet não seja um empecilho. E isso, nem sempre, é possível em cidades muito afastadas.

Não ter um lugar fixo para morar requer não ter endereço fixo, certo? E isso pode te atrapalhar. Dependendo de onde você for, alguns bancos não vão autorizar a mudança de endereço da cobrança do cartão, por exemplo. Por isso, é importante que você conheça tudo sobre os lugares onde você quer passar a trabalhar remotamente.

Outra coisa chata é o afastamento que você pode fazer de amigos e, principalmente, de familiares. Aliás, nem sempre eles entenderão o que você está fazendo. Pode ser um processo meio chato, mas nada que uma conversa não esclareça.

Como se tornar um nômade digital?

Até aqui, você já deve ter colocado na balança se vale a pena ou não ser um nômade digital, certo? Agora, vamos falar um pouco do que você precisa pensar antes de ser um viajante sem perder seu ritmo de trabalho. Vamos nessa?

Planeje tudo antes do nomadismo digital

Ser um nômade digital requer certos cuidados, principalmente financeiros. Nossa primeira dica é que você, antes de partir, quite as suas dívidas e deixe de lado qualquer problema que tiver com dinheiro.

A sua nova vida vai depender muito de estabilidade econômica. E ter dívidas pode ser uma baita preocupação em sua jornada. Por isso, livre-se dessa possibilidade para aproveitar ao máximo sua nova experiência.

Outra dica importante: capacite-se!

Não adianta querer viajar e trabalhar remotamente se você não tiver um mínimo de qualificação para isso. Por tanto, faça cursos online antes de qualquer viagem, eliminando a possibilidade de precisar de uma certificação enquanto estiver em outro lugar.

Você precisa ter em mente algumas coisas antes de sair de casa, como saber para onde vai ou o tempo de estadia e ter na manga um plano B caso as coisas deem erradas, porque sim, pode dar errado.

Por falar em lugar: nunca saia de casa sem conhecer a cidade para onde queira ir. Veja se e seu o plano de saúde e de seguro atendem no local – caso você os tenha – por exemplo. Se você quiser um país diferente, conheça as documentações que você precisa ter no território.

E esse país – ou qualquer outro local – precisa te oferecer boas opções de comunicação. Não é só por causa do trabalho, mas também para se comunicar com família e amigos.

Quais são os melhores locais para ser um nômade digital?

Tendo em vista todas essas preocupações que se deve ter antes de se tornar um profissional viajante, o site Nomad List ajuda a escolher as melhores opções de locais para se poder no nomadismo digital.

E não é só ele. A Forbes também já elencou alguns destinos ótimos para esse tipo de profissionais. Por isso, referências não lhe faltarão.

Mas podemos resumir para você. E um dos locais mais citados é Praga, na República Tcheca. Suas vantagens são a qualidade de vida, o turismo, não ter problemas de aceitação de gênero (sim, se você for para outros países, precisa se preocupar com isso). Além claro, de ter uma boa estrutura de comunicação.

Porém, se a língua for um problema para você, indicamos Lisboa. A capital portuguesa é um dos destinos queridinhos por nômades digitais por causa de seu baixo custo de vida e ser um local incrível para se conhecer.

E se você quiser destinos nacionais, temos. As melhores indicações são capitais, como Natal e Belo Horizonte. Muito por sua estrutura e um custo de vida relativamente baixo.

Além disso, tanto a cidade cearense quanto a mineira possuem facilidade de acesso a outros destinos incríveis para se conhecer, como a praia de Jericoacoara e Canoa Quebrada, no Ceará e Ouro Preto e Capitólio, em Minas Gerais.

Arregace as mangas e comece agora sua nova vida!

Agora que você já sabe de tudo e mais um pouco sobre o nomadismo digital, está na hora de você partir para uma jornada que tem tudo para ser incrível!

Prepare-se antes e faça de tudo para que seja uma experiência enriquecedora. Não deixe para amanhã a possibilidade de ser um nômade digital.

Mas, se a tal da procrastinação for um problema para você, conheça dicas valiosas para se livrar dela! Leia o texto, pois falamos sobre o famoso “deixar para amanhã”, o porquê você deve e como se livrar dele. Vem com a gente?

About the Author

Gabriel Nascimento - Analista de marketing apaixonado pela produção de conteúdo, engenheiro civil por formação e eterno aprendiz de novos idiomas!

>
Gabs

Como conseguir 200 mil visitas mensais no seu site sem gastar com anúncios