Tudo que você precisa sobre plano de negócios e como fazer um

Atualizado há mais de 1 semana

Montar uma empresa. Um sonho e um baita desafio. Os últimos anos têm mostrado o quanto há “lacunas” para serem preenchidas por quem tem disposição e iniciativas criativas. 

Para ter sucesso, é preciso muita estratégia. Pensando nisso, você terá neste artigo, um guia sobre plano de negócios. 

Um dos maiores motivos de novas iniciativas não durarem sequer 5 anos depois de abertas é a falta de planejamento. Você não quer ser um desses, certo?

Então se prepare para saber como driblar os desafios do empreendedorismo! 

O que é um plano de negócios? 

O plano de negócios é um documento que detalha o empreendimento completo! Do mais simples detalhe à até aquelas características baseadas em pesquisas. 

Não é exatamente algo simples a ser feito. Na verdade, nada simples. É preciso conhecer completamente o contexto em que você quer se inserir, então o mercado, o público, a situação financeira. 

É algo como um mapa, em que os caminhos são indicados, como eles devem ser percorridos e até mesmo um detalhamento para alternativas, considerando condições adversas.  

Como fazer um plano de negócios? 

Ficou curioso de como colocar a mão na massa para preparar o crescimento de sua empresa?  Então se prepare para um pequeno passo a passo para fazer um plano de negócios.

Resumo ou sumário executivo

Esse é o início do documento. Ele deve apresentar a sua empresa, contando sobre o que você quer empreender e qual a missão do negócio. 

Aqui é importante tentar traçar um perfil dos colaboradores que pretende contratar, para facilitar o processo de seleção, caso ainda for recrutar. 

Outros detalhamentos importantes:

  • Produtos e soluções oferecidos;

  • Público-alvo;

  • Localização física, se existir;

  • O investimento total;

  • A forma jurídica;

  • Enquadramento tributário.

Lembre-se que essa é a apresentação de sua empresa de forma resumida e cada detalhe é importante para quando um leitor a pegar, conhecer bem a sua empresa antes de se aprofundar nela. 

Por isso, essa primeira parte pode ser mais clara e objetiva, sem esquecer da criatividade. Uma dica: apesar de ser o início do plano de negócios, deixe para fazê-lo por último, assim você terá um suporte maior para “resumir” o seu documento. 

Visão geral do negócio

Essa parte é uma descrição do microambiente do negócio. Por isso, você aponta as principais características da empresa, contextualizando o mercado. 

Essa parte é importante para saber o propósito do negócio. Faça uma análise sistêmica de seus pontos fortes e fracos. Se possível, utilize uma análise SWOT para isso. 

Análise de mercado

Se no tópico anterior você passa por pontos internos do seu negócio, é aqui em que pensará no que está fora das paredes de sua empresa.

Realizar uma pesquisa de mercado ajudará nesse momento, com informações como:

  • O retrato nacional sobre como o segmento que resolveu entrar;

  • Se o mercado está saturado ou em expansão;

  • Um estudo detalhado sobre o público-alvo ideal;

  • Qual a demanda do mercado.

É aqui em que se perceberá as oportunidades que sua empresa encontrará. Por isso a análise SWOT será importante, mais uma vez. 

Os concorrentes

Nessa hora, você precisa destrinchar os negócios que já estão no mercado oferecendo produtos ou serviços como o seu. 

Veja quem são, quais os seus pontos fortes, os fracos, analise preço, as campanhas de marketing e a forma de se comunicar com o público. 

Lembre-se que quanto mais igual ao seu negócio, mais a concorrência será direta.  

Conheça os seus fornecedores

Entrar em um mercado para oferecer algo novo ou um produto mais inovador que o da concorrência requer conhecer também se há ofertas de matéria-prima.

Isso significa que você também precisa conhecer seus fornecedores. Seus preços, a qualidade dos produtos, a satisfação de quem já é atendido por eles… 

Tudo isso fará ter ideia de quem você lidará para poder oferecer algo bom a um preço justo a seu público e qual o tipo de relacionamento que deverá ter com essas empresas.

Detalhe a sua meta e seus objetivos 

Com todo esse panorama de mercado, já deu para entender como você pode atuar nele. Por isso, é possível ter metas e objetivos reais. 

Especifique o faturamento que deseja ter por período, as vendas que deseja alcançar, quais os objetivos da comunicação e o lucro em cima de um produto ou serviços.

São detalhes determinantes para alinhar as expectativas de um planejamento estratégico. 

Detalhe um plano de marketing

Essa parte fala sobre o produto e a descrição dele. Cor, tamanho, preço, rótulo, embalagem e como tudo isso será entendido pelo seu público. 

O plano de marketing ajudará a dar um panorama de comunicação com seu público e as expectativas de vendas e como impulsionar as vendas. 

É interessante ter algo voltado para o marketing digital do negócio, uma campanha que fará se aproximar ainda mais do público.

Explique o operacional

Por fim, detalhe como a sua empresa funciona. Quais são os setores, quantos funcionários, quais os passos antes de um produto ou um serviço chegar, de fato, ao cliente. 

Detalhe o tempo usado para fabricar um produto ou prestar o serviço, quais equipamentos são utilizados e a suas produtividades, quais os insumos e os prazos que o fornecedor pede para entregar a matéria-prima. 

Não se esqueça de entender os tributos!

Percebeu como um plano de negócios é fundamental para entender como ter sucesso no mercado?

Destrinchar o seu empreendimento é conhecê-lo profundamente para saber como atuar em uma concorrência tão acirrada. 

Com toda essa demanda para realizar um plano de negócios você não pode se esquecer dos tributos. Para te dar uma força nesse assunto tão complexo, baixe o ebook sobre termos tributários e veja o quanto, na verdade, ele pode ser mais simples!

Jornalista e apaixonada por produzir conteúdo nos mais diferentes formatos. Nas horas vagas, é fotógrafa, viajante e mãe de suculentas.
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.