crescimento-financeiro
NEGÓCIOS

5 passos para fazer sua empresa crescer financeiramente

Atualizado há mais de 3 semanas

Não há dúvidas de que um dos principais objetivos das empresas é crescer financeiramente. Mas como fazer isso sem riscos? Continue lendo nosso post e conheça 5 passos essenciais para obter mais lucros em seu negócio agora mesmo!

Quando se fala em crescer financeiramente, muitos empreendedores pensam que isso está relacionado apenas a faturar muito com as vendas ou abrir uma nova unidade.

Apesar de esse pensamento não estar errado, é importante saber que se trata apenas de uma das formas de crescimento, uma vez que, com pequenas ações, também é possível alcançar resultados a longo prazo tão bons quanto investir em uma filial.

Para tanto, o ponto de partida deve ser o planejamento estratégico. Afinal, ao analisar a realidade do negócio, determinar seu objetivo e projetar os passos a serem dados para conquistá-lo, você tem mais chances de ser bem-sucedido.

Quer elevar sua empresa a um novo patamar financeiro? Confira, neste post, nosso passo a passo para crescer financeiramente de forma consistente!

1. Monitore os resultados

Você sabe quais foram os resultados alcançados pelo seu negócio nos últimos meses? Foi possível bater as metas estipuladas? O que deu certo e errado?

Ter essas respostas em mãos é imprescindível para planejar para onde e de que maneira a empresa pode despontar financeiramente.

Nesse processo, o ideal é utilizar Indicadores de Desempenho (KPIs), os quais fornecem as métricas adequadas para medir como as tarefas são realizadas, o desempenho produzido e se os objetivos previstos estão sendo alcançados.

Com base nos resultados do KPIs, pode-se entender melhor o cenário em que a companhia se encontra e assim definir o que pode ser melhorado para ampliar os seus ganhos.

2. Use softwares atualizados para reduzir erros

Essa estratégia é indispensável para aperfeiçoar aqueles processos considerados burocráticos e repetitivos do cotidiano.

A partir da adoção de softwares atualizados, as atividades poderão ser executadas com maior agilidade e menor possibilidade de erros, reduzindo o tempo gasto nelas — economia que pode ser aplicada a outros setores.

Mesmo que sejam simples, alguns processos demandam muito tempo de sua equipe. Se feitos por um software adequado, cria-se um fluxo de trabalho mais organizado, eficiente e produtivo.

Atividades como checar vendas, atualizar dados, acompanhar indicadores de performance e demais práticas passam a ser otimizadas, gerando mais dinamismo no ambiente interno, por exemplo.

Nesse sentido, a adoção de um software de gestão é uma ótima saída, já que a plataforma pode integrar os departamentos de modo que os gestores tenham mais controle sobre o que é feito, além de como e quais resultados são produzidos. 

Diversos setores se beneficiam do uso de uma ferramenta de automação de processos. Um sistema escolar, por exemplo, facilita a gestão financeira de uma instituição de ensino, assim como um software jurídico oferece tudo que advogados e juristas precisam. 

3. Busque gargalos e proponha soluções

Imagine que uma agência de comunicação feche um projeto com o cliente, definindo como a campanha será desenvolvida, mas atrasa mais do que o necessário para fazer a entrega.

Isso indica que existe algum gargalo em seus processos, o qual é causado por um problema temporário ou por conta de erros estruturais, como planejamentos inadequados quanto ao modo de produção.

O atraso na entrega de um serviço traz insatisfação para o cliente, comprometendo a imagem no mercado e, consequentemente, seu poder de efetuar novas vendas e lucrar mais.

Por isso, é necessário identificar eventuais gargalos e propor soluções para eliminá-los. Geralmente, eles podem ser percebidos quando há o acúmulo de trabalhos em um determinado ponto do ciclo dos projetos.

Uma dica é criar um mapa mental para propor soluções novas para problemas nos processos da empresa. Outra boa recomendação é utilizar aplicativos de hábitos e melhorar a rotina da equipe. 

4. Defina metas

Um dos principais erros que uma companhia pode cometer é atirar para todos os lados a fim de alavancar as vendas e rendimentos.

Isso, porque esse comportamento dificulta a concretização de várias ideias simultaneamente e, portanto, a conquista de melhores resultados.

Nesse ponto, é recomendado definir quais são seus objetivos. O que a empresa deseja e precisa? Uma expansão rápida dentro de uma estrutura que o viabilize sem a perda de qualidade ou a dominância de seu segmento em uma determinada abrangência geográfica?

Visualizar com clareza o que se pretende alcançar ajuda a dimensionar o quanto de esforço e investimento em recursos serão necessários para expandir o negócio.

Vale ressaltar que todo o crescimento orgânico exponencia as responsabilidades e custos, logo é crucial estar disposto a se ajustar para atingir a meta principal.

5. Identifique seu cliente

Se o empresário sabe com exatidão o que seu público-alvo espera de seu serviço ou produto, fica muito mais fácil proporcionar um alto nível de satisfação.

Mesmo quando se trata de empresas iniciantes, é indicado fazer uma pesquisa com os clientes para compreender como eles entendem a marca e o que esperam dos produtos disponibilizados.

Nenhum crescimento é possível sem que haja foco no cliente. Em primeiro lugar, você aprende com ele e, posteriormente, escala no mercado.

Muitos empreendimentos falham não porque apresentam um produto ruim, mas por não ter um público interessado em pagar por ele.

Sabendo o que a persona deseja, há mais facilidade para dimensionar a diversificação de portfólio, de modo que a empresa obtenha sua merecida margem de lucro.

Nesse processo de inteligência de mercado, é preciso sentir qual é a sua demanda e trabalhar para oferecer exatamente aquilo que os clientes almejam em produtos ou serviços.

Isso inclui identificar e explorar as necessidades do consumidor já no briefing, quando ele vai até sua empresa, conhecer suas dores, hábitos e principais características.

Ter a sensibilidade de entender e disponibilizar o que seu público realmente quer é um determinante para gerar mais lucros, já que isso diminui retrabalho, como o pós-atendimento para efetuar correções em um serviço que foi entregue fora das especificações.

Crescer financeiramente é o objetivo de qualquer negócio, independentemente de seu segmento ou tempo de atuação no mercado.

No entanto, para que isso se concretize, é indispensável que haja muito estudo e planejamento acerca de suas atividades. Com os passos citados aqui, você garante um crescimento orgânico a longo prazo mais sustentável.

E aí, gostou de nosso post? Também quer alavancar os resultados e rendimentos de seu negócio? Então, deixe um comentário aqui embaixo!

Guest post produzido pela iClips

Rafael Versiani - Escritor, produtor de conteúdos, entusiasta da vida real e amante de ficção científica!
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ilustração de personagem assinando newsletter

Receba conteúdos automágicos sobre o seu mercado por email em primeira mão!

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.