Software jurídico: o que é e como escolher a melhor sistema

Muitos advogados e pessoas envolvidas no mundo jurídico devem se questionar sobre as melhores maneiras de se ter um trabalho mais produtivo e efetivo em seu dia a dia. 

Esse mercado é bem burocrático, sendo necessária muita análise, leitura e um entendimento completo das leis vigentes no país. 

Por isso, um “aliado” para atividades manuais é fundamental para ganhar em tempo e realizar um atendimento primoroso ao cliente. É aí que entra a tecnologia, que já oferece soluções eficientes para esse cenário: o software jurídico. 

A ajuda tecnológica abrange desde processos de atendimento até o financeiro, automatizando atividades e contribuindo para que você foque na melhor qualidade de seus resultados. E, como um bom ERP, centralizando todos os processos de seu escritório. 

Portanto, acompanhe até o final e saiba como escolher o melhor sistema jurídico para a sua empresa!

O que é um software jurídico?

Trata-se de um programa que contribui muito para a gestão de uma empresa, integrando seus diversos setores e tornando possível reduzir custos, erros, padronizar processos e aumentar o tempo para atividades mais estratégicas. 

Um software jurídico é um ERP, sigla do termo inglês Enterprise Resource Planning. Ou no bom português Planejamento de Recursos Empresariais. 

Para a área jurídica, isso significa menos processos manuais e mais tempo para analisar casos, acompanhar processos e se atualizar diante as diversas possibilidades de mudanças que esse segmento pode passar nos dias atuais. 

Quais são os benefícios de um sistema jurídico?

Analisando o mercado jurídico, não é difícil identificar que o uso desses sistemas tem ganhado cada vez mais força.

Mas, afinal, por quê? 

Oras: são muitas vantagens! 

Integração de processos

Fazer a gestão de uma empresa, seja de qual for o segmento, é sempre mais fácil tendo uma visão completa de todos os seus processos. E quando um sistema permite que você veja tudo integralmente, a situação melhora. 

Com um software jurídico, isso é possível. Você poderá acompanhar e delegar tarefas pela plataforma de uma maneira em que cada detalhe é facilmente identificado. 

Gerenciamento de dados

O mundo do direito é dependente de informações que podem fazer a diferença na hora do atendimento ao cliente. Por isso, a gestão delas devem ser feitas com inteligência e rapidez.

Saiba que isso acontece com quem utiliza um software jurídico. A ferramenta permite acessar dados, incluir outros e padronizar o preenchimento de formulários, por exemplo.

Dica!

Descubra também como fazer a Consulta de CNPJ sem erro!

Ganho de tempo 

Essa é uma das maiores vantagens de um sistema que automatiza processos. Você deixa de lado qualquer operação que seja manual, ficando a cargo do sistema para realizar atividades automáticas. 

Em outras palavras, você tem mais disponibilidade para focar naquilo que realmente importa: fazer o seu escritório ter mais clientes e crescer. 

Diminuição de erros

Outro grande destaque em se automatizar processos. Se manualmente as chances de erros são grandes, aqui elas são evitadas com muita facilidade. Graças à inteligência artificial — e, mais uma vez, o bom gerenciamento de dados — a sua empresa terá menos retrabalho e mais eficiência nas entregas de resultados. 

Redução de custo

Reduzir despesas e gastos desnecessários em uma empresa é uma meta permanente em qualquer negócio. 

Um bom software jurídico possibilita diversas reduções: seja por processos burocráticos que possam ser resolvidos online e automaticamente, por melhor entender o funcionamento de sua empresa — evitando certos gargalos — e até mesmo podendo prever despesas. 

Em alguns casos, pode ser possível reduzir a folha salarial e garantir que os seus funcionários trabalhem em questões estratégicas também. 

Atendimento diferenciado

Pense bem: qual o resultado em se reduzir custos, tempo em processos e gerenciar melhor os dados?

software jurídico - doubt

Ora, um atendimento de qualidade! Ao se livrar de certas burocracias, você poderá potencializar o seu relacionamento com o cliente. Que, na área jurídica, é fundamental!

Vantagem competitiva

E com todos esses benefícios de se usar um sistema jurídico, você terá um destaque a mais no mercado. Os seus clientes terão mais satisfação em seus serviços e falarão melhor de você e sua empresa. 

O que considerar ao contratar uma ferramenta?

Para te atender com todas e outras tantas vantagens, o sistema precisa ter alguns recursos. 

Então, antes de começar a pesquisa, veja o que ela deve te oferecer. 

Controle de prazos 

Deadlines são constantes na área jurídica e, para que sua empresa não se enforque nelas e atrapalhe todo o processo, é preciso ter toda uma agenda competente e integrada ao seu lado. 

Um bom ERP jurídico deve permitir que você acompanhe o andamento dos processos conectado integralmente com a sua agenda. Esse controle além de quase que integral, precisa abranger publicações, ser integrado com outros dispositivos, como e-mails e o Google Agenda

Atendimento especializado 

Bom, você viu que isso é uma vantagem para você, certo? 

Mas agora, trata-se de um atributo que deve ser oferecido do sistema para sua empresa. Esses softwares operam de uma maneira muito importante dentro de um negócio, podendo influenciar resultados e interferir em metas.

Então, é preciso que a empresa contratada preste um atendimento perfeito para você, seja com treinamentos ou mesmo estar sempre disponível para sanar dúvidas.

Dashboard intuitivo

Um ERP existe para facilitar vida. Então, precisa ser simples e intuitivo, requisitos mínimos nesse aspecto. 

Ainda que todo o sistema opere com análises complexas, você precisa saber usá-lo de modo que o seu trabalho não seja prejudicado. 

Isso passa por um dashboard com design limpo, com elementos visuais que facilitem o entendimento e que estejam organizados com praticidade e inteligência.

Boa curva de aprendizagem

Em matéria de advocacia, entendimento é tudo. Bom, isso não é exclusivo para essa área, mas, nesse caso, entender de processos (com duplo sentido, sim!) deve ser o seu forte. 

É por isso que o sistema que você escolher precisa fornecer os melhores materiais para que você tenha uma curva de aprendizagem eficiente, desde o manuseio até mesmo de entender como o jurídico funciona nas mais diferentes esferas. 

Mais uma vez: analise quais são as formas de comunicação com o parceiro. Lembre-se de que ficar esperando muito tempo por uma resposta no suporte não é algo ideal para quem quer crescer. 

Acompanhamento de publicações 

Empresas jurídicas devem sempre estar atentas às publicações que os órgãos da justiça postam em seus sites oficiais, como o Diário Oficial da União. Uma tarefa morosa e árdua. O sistema que você escolher deve acompanhar essas publicações, com algoritmos que permitem identificar uma publicação sua. 

Custo-benefício

Ao se escolher um sistema jurídico, você precisa, claro, pensar no seu orçamento e no retorno que ele trará.

Às vezes, nem sempre o barato é a melhor escolha. Em outros casos, a oferta mais cara pode não oferecer as funcionalidades que você precisa. Por isso, analise as opções pensando em quanto você quer investir inicialmente, sem deixar de lado o dia a dia da sua empresa.

Gestão de processos jurídicos

Como você já leu por aqui — e deve saber de cor —, os processos jurídicos são morosos para se acompanhar. E fazer as gestões de muitos deles, pode ser ainda mais complexo. 

É por isso que a ferramenta que você utilizar deve ter atualizações permanentes de cada processo que a sua empresa acompanha, interagindo com sites oficiais de tribunais. 

Emissão automática de notas fiscais

Por último, mas não menos importante, é essencial utilizar um software jurídico que emite notas fiscais eletrônicas automaticamente. A partir dessa funcionalidade, você não precisa se preocupar com processos manuais, como entrar no site da prefeitura e gerar uma NFS-e (Nota Fiscal de Serviço Eletrônica) para um cliente. 

Quais são os melhores softwares jurídicos?

Você já deve ter se convencido de que um software jurídico é essencial para a vida de sua empresa, certo? 

Pois agora, pegue algumas dicas dos melhores nomes que o mercado oferece.

Aurum

software jurídico - aurum

A brasileira Aurum é tem um dos softwares mais usados por escritórios de advocacia. E não é à toa. Ela tem dois produtos, segmentados para escritórios e para departamentos jurídicos de empresas: a Astrea e a Themis, respectivamente. 

A Astrea impulsiona resultados, integrando os mais diversos setores do escritório, unindo qualidade e facilidade de uso. 

Já o Themis, tem suas ramificações próprias. Ele tem soluções para departamentos jurídicos e para grandes bancas. 

A primeira oferece automações que permitem interagir com outros setores da empresa, fazendo parte de uma grande rede que vai além do jurídico. Já a segunda opção é  ideal para escritórios de grande porte, com clientes exigentes e que prezam o rigor de atendimento. 

Para ter acesso a valores e realizar orçamentos da Aurum, é preciso entrar em contato com o suporte. 

THOMSON REUTERS Legal one

software jurídico - legal one

A Legal One é outro sistema utilizado por advogados de empresas ou de escritórios. Para ambos, o software da Thomson Reuters oferece inteligência tecnológica a favor de uma otimização eficiente. 

O sistema oferece soluções preventivas, auxiliando as tomadas de decisões de um setor jurídico de uma empresa e aumentando a produtividade de escritórios de advocacia. 

A Legal One tem produtos para serviços tributários, comércio exterior, compliance e entre outros, focando em profissionais que atuam para o governo, corporações e outras pequenas e médias empresas. 

Totvs jurídico

software jurídico - totvs

A Totvs é mundialmente conhecida por oferecer ERPs eficientes, altamente inteligentes e adaptáveis aos mais diferentes processos de diversas empresas. Para a área jurídica, a Totvs também tem produtos para escritórios de advocacia ou departamentos jurídicos de empresas. 

Para escritórios, ela oferece soluções que abrangem todo o processo do empreendimento, passando por rotinas administrativas até chegar no atendimento do cliente final.

E para departamentos, ela permite uma integração com outras áreas das companhias, fazendo previsões de resultados e auxiliando nas melhores escolhas de uma empresa, graças aos melhores suportes jurídicos.

Veja um de seus casos de sucesso:

Os nomes citados neste post, provavelmente, podem ser úteis em sua empresa ou para o departamento de sua companhia. E não ache que existe apenas software jurídico: o mercado está recheado de ERPs para os mais diversos ramos. 

A automação comercial, por exemplo, proporciona enorme sucesso em diversas marcas, graças a um PDV eficiente e otimizado! Vá ao link e veja como um ERP para o varejo pode fazer diferença em uma empresa!

About the Author

Gabriel Nascimento - Analista de marketing, engenheiro civil por formação e eterno aprendiz de novos idiomas!

>