Digital influencer: saiba mais sobre a nova tendência da internet

A popularização da internet e os recursos tecnológicos transformaram o mercado de trabalho e contribuíram para o surgimento de novas profissões — e uma delas é a de influencer.

Diante dessas mudanças, o número de pessoas interessadas em trabalhar online tem crescido bastante nos últimos anos. Além disso, se tornar um influencer é uma boa oportunidade para ter uma renda extra.

Antes, quem buscava uma oportunidade de trabalho na internet pensava apenas no ramo de lojas virtuais, o famoso e-commerce. No entanto, hoje, há várias outras opções e uma delas é se tornar digital influencer.

A maioria das pessoas já ouviu falar nesse termo e, inclusive, já acompanha o trabalho de alguns desses profissionais nas redes sociais. Mesmo assim, é comum surgirem dúvidas sobre o que realmente faz um influenciador digital e qual é o caminho para começar a atuar nesta área.

Se você ainda não está totalmente por dentro do assunto, continue com a gente. Neste texto, vamos responder as perguntas mais comuns sobre a vida de um digital influencer.

O que é um digital influencer?

Influenciador digital é aquela pessoa que trabalha com a produção de conteúdo para um nicho segmentado, que reconhece sua autoridade no assunto e considera sua opinião uma referência para suas atitudes e decisões de compra.

Como o próprio nome já diz, o digital influencer é alguém que consegue influenciar outras pessoas, seja para comprar determinado produto, assumir alguma postura ou refletir sobre assuntos específicos.

Ou seja, ele é um formador de opinião que usa os canais de comunicação para transmitir o que pensa, o que faz e o que sabe para seu público.

Há um tempo, era comum as pessoas pensarem que os influenciadores digitais existiam apenas no ramo da moda. Afinal, assistimos a uma onda de pessoas criando carreiras e se tornando mundialmente famosas por suas contribuições nesse segmento.

No entanto, hoje, temos digital influencers falando sobre praticamente todos os assuntos e em diversas redes sociais. Basta acessar o Facebook, Twitter, Instagram, YouTube ou procurar por blogs no Google para descobrir algumas dessas personalidades. Elas estão cheias de seguidores e têm um engajamento incrível em seus conteúdos.

Como trabalham os digital influencers?

Seja com vídeos para o canal no YouTube, blog posts, e-books, publicações em Facebook e Instagram ou até mesmo pelos stories, o digital influencer trabalha transformando aquilo que sabe em um conteúdo interessante, atrativo e valioso para seus seguidores.

Sendo assim, para alcançar o máximo de pessoas, é fundamental que ele esteja presente nas mídias sociais mais acessadas por sua audiência.

Conforme as pessoas começam a reconhecer a autoridade de um digital influencer naquele nicho, elas passam a se interessar também pelos produtos e serviços que ele usa em seu dia a dia. Afinal, se uma pessoa que sabe tudo sobre alimentação saudável, por exemplo, consome os produtos de uma marca determinada, provavelmente estes produtos são os melhores do mercado.

Obviamente, as empresas perceberam isso e começaram a contratar os influenciadores para divulgar suas marcas. Por isso é tão comum vermos produtores de conteúdo usando seus canais para fazer posts patrocinados.

Mas, além disso, um digital influencer também pode gerar renda com:

  • aparições em eventos de sua área;
  • realização de palestras, workshops e consultorias;
  • criação de materiais ricos para venda, como e-books ou cursos online;
  • veiculação de anúncios em suas páginas;
  • marketing de afiliados.

Quanto ganha um digital influencer?

Como a profissão começou a se popularizar recentemente, muitas pessoas ainda se perguntam se vale a pena ser um digital influencer e quanto este profissional ganha no fim do mês.

É difícil saber exatamente qual é a renda média, pois são poucos os que compartilham os valores cobrados por serviço. Sem contar que esses valores variam drasticamente entre eles, pois dependem de diversos fatores, como:

  • Quantidade de seguidores e engajamento;
  • Tipo de publicidade oferecida para as marcas;
  • Mídias sociais usadas;
  • Número de funcionários na equipe (se houver);
  • Custos com estrutura (equipamentos e recursos tecnológicos);
  • Tamanho da concorrência, entre outros.

No início, muitos trabalham com permuta, ou seja, em troca de produtos ou serviços gratuitos. Conforme vão ganhando visibilidade, eles começam, então, a precificar seus serviços e faturar com a produção de conteúdo.

De acordo com uma pesquisa da Época Negócios, o faturamento de um grande digital influencer do YouTube no Brasil está entre R$ 50 mil e R$ 150 mil.

Uma pesquisa realizada pela Forbes aponta que o YouTube é o canal que possibilita maiores ganhos. Os resultados mostram que um influenciador digital com mais de 7 milhões de seguidores pode receber:

  • até US$ 300 mil no YouTube;
  • US$187 mil no Facebook;
  • US$ 150 mil no Instagram.

Outra pesquisa, realizada pela agência de publicidade BlogLovin com 2500 influenciadores digitais americanos, trouxe os seguintes valores:

  • No Instagram, 97% cobram menos de US$ 500 por publicação de posts patrocinados;
  • No Facebook, 97% cobram menos de US$ 100.
  • Em blogs, 96% faz posts para marcas por menos de US$ 1.000.

Como ser um digital influencer?

Se você se identificou com o que falamos até agora, talvez esteja pensando em se tornar um digital influencer.

Saiba que, ao contrário do que muitas pessoas pensam, trabalhar produzindo conteúdo não é exclusividade de um grupo específico e privilegiado de pessoas e pode ser, sim, uma excelente opção para você começar a trabalhar online.

Acompanhe as 7 dicas que preparamos para guiar quem quer seguir essa carreira.

1. Escolha uma área para atuar

Este primeiro passo é essencial, pois é aqui que você define qual será sua área de atuação.

Se a ideia é se tornar uma pessoa formadora de opinião, não dá para falar de um assunto que você não conhece muito bem.

Você vai precisar estudar e se atualizar constantemente para entregar bons conteúdos para sua audiência. Por isso, ter um conhecimento prévio e afinidade com o assunto vai te ajudar a transmitir mais autoridade e confiança.

Você pode falar sobre o que preferir, mas lembre-se de pesquisar se existe público para te ouvir.

Seu conhecimento deve responder alguma demanda de sua audiência para que ela se interesse pelo que você tem a dizer.

2. Crie um canal no YouTube

Não é à toa que a maioria dos digital influencers atuais estão apostando nos conteúdos em vídeo para atrair a atenção da audiência. O formato é dinâmico, facilmente consumido e ainda serve para aproximar o interlocutor do usuários.

Além disso, possibilita o uso de diversos recursos tecnológicos, que deixam o conteúdo mais atrativo e interessante, como trilhas, efeitos, recortes etc.

Sendo assim, criar vídeos e compartilhá-los em seu canal no YouTube é uma maneira eficaz de atingir mais pessoas, tendo em vista que essa rede social conta, atualmente, com mais de 1 bilhão de usuários ativos.

3. Tenha um Instagram

O Instagram é uma rede social que está ganhando cada vez mais destaque entre os digital influencers, pois está sempre inovando em suas funcionalidades.

Criar uma conta no Instagram, então, é essencial para quem pretende alcançar uma grande audiência e se tornar autoridade na área escolhida.

A rede explora o potencial de um conteúdo visual de diversas maneiras, o que é extremamente vantajoso para quem precisa atrair a atenção dos usuários.

E se engana quem pensa que a estratégia de um instagrammer deve se limitar às publicações de fotos.

Usar os stories possibilita que você se aproxime do público, faça vídeos ao vivo e compartilhe conteúdos mais interativos e dinâmicos.

Existem vários gifs, emojis, máscaras e outras funcionalidades para deixar a comunicação mais leve, além da ferramenta que permite o uso de links para levar os usuários do Instagram para o site que você indicar, como seu blog ou canal no YouTube.

4. Escreva em um blog

Muitas pessoas pensam que ter um blog é coisa do passado, mas isso definitivamente não é verdade.

Compartilhar conteúdo em um blog ainda é uma maneira eficiente de chegar até o público desejado e se tornar reconhecido no nicho em que você atua.

A concorrência está maior e os algoritmos do Google estão em constante aperfeiçoamento para entregar a melhor experiência para o usuário. Por isso, ter um blog não pode ser algo feito de qualquer jeito.

É preciso entregar um material realmente valioso para as pessoas, para que elas te reconheçam como alguém que sabe do que está falando e que pode solucionar suas dores e necessidades.

5. Entregue conteúdo recorrente e de qualidade

Independentemente do canal de comunicação usado, é fundamental você estabelecer uma rotina e recorrência de postagem para evitar que os seguidores deixem de te acompanhar.

Não existe uma regra que se aplica a todos os digital influencers. Você precisa ficar atento à demanda de seu público e ao tempo necessário para produzir seus conteúdos com qualidade.

No entanto, estabelecer um padrão ajuda seus seguidores a compreender em quais dias e com qual frequência eles receberão novos conteúdos, o que é importante para a criação de uma relação positiva entre vocês.

6. Seja você mesmo

Não adianta imitar o que outros influenciadores estão fazendo e esperar o mesmo resultado que eles tiveram.

As pessoas que procuram conteúdo na internet querem autenticidade. Então, você precisa ser você mesmo para conseguir transmitir sua mensagem e atrair as pessoas que têm afinidade com o que você compartilha.

Se você começar copiando os outros, terá dificuldade de se manter no papel, sem contar que assim você não estará entregando nada de novo para os seguidores.

Use seus pontos fortes para se destacar e produzir um conteúdo com o qual você realmente se identifica.

7. Entre em contato com marcas que você apoia

Falamos anteriormente que o digital influencer faz parcerias para gerar renda e aumentar sua visibilidade no mercado.

Porém, ser parceiro de marcas apenas por dinheiro não é uma boa opção, já que isso pode passar uma imagem antiprofissional e incoerente para os usuários.

Um bom digital influencer é aquele que usa sua influência para indicar marcas e empresas nas quais ele confia de verdade e que sejam realmente úteis para os seguidores.

As parcerias servem, inclusive, para complementar os conteúdos que o influenciador compartilha. Por isso é importante ter cuidado ao fazê-las.

Quais são os benefícios de ser um digital influencer?

Ainda está na dúvida se é uma boa ideia ser um influenciador digital?

Separamos alguns benefícios que esse trabalho oferece:

1. Poder trabalhar de qualquer lugar

O influenciador trabalha pela internet, então, seu escritório pode ser literalmente qualquer lugar!

Com um computador que tenha acesso à internet e uma câmera, ele pode produzir o conteúdo em casa, durante viagens ou em coworkings, por exemplo.

Muitas pessoas enxergam nessa opção a chance de se tornarem nômades digitais, ou seja, pessoas que trocam os ambientes formais de trabalho por uma rotina sem limitações geográficas, que pode ser cumprida de onde estiver.

2. Conseguir se expressar

Quando trabalhamos em empresas é raro conseguirmos nos comportar exatamente como gostaríamos no ambiente de trabalho. Afinal, temos que seguir as regras e respeitar a cultura organizacional.  

Já um digital influencer trabalha por conta própria e tem liberdade para expressar suas opiniões sobre os assuntos que quiser.

É claro que nem sempre elas vão agradar todo mundo. Mas se a ideia é produzir conteúdo para um nicho específico, ao se posicionar, você atrairá aquelas pessoas que têm afinidade e admiram seu jeito de pensar.

3. Ter acesso a experiências diferentes 

É comum os influenciadores conseguirem viagens ou ofertas de trabalho bem diferentes e dinâmicas, como gravar propagandas, fotografar editoriais, participar de programas e palestras, experimentar produtos e serviços.

Além disso, o fato de produzir conteúdo em si já é uma excelente maneira de ter novas experiências.

Quem pretende ser um digital influencer precisa estudar muito e estar sempre se atualizando, ou seja, conhecendo novas pessoas, lugares e tendências.

4.Ter uma agenda flexível

Outra vantagem é a flexibilidade de horários.

Como um influenciador digital não precisa cumprir uma jornada de trabalho preestabelecida, pode incluir viagens e tarefas rotineiras em sua agenda da maneira como achar melhor.

É o próprio profissional quem decide o horário que ele pode ir ao banco, realizar consultas médicas, viajar, visitar parentes e amigos ou fazer qualquer outra atividade durante a semana. Basta organizar seus horários para não prejudicar o trabalho.

Esperamos que este conteúdo tenha te ajudado a tirar suas dúvidas.

Ficou interessado na carreira de digital influencer e quer saber mais sobre o assunto? Confira nosso post para descobrir quanto ganha um youtuber.

Guest post produzido pela equipe da Hotmart.

About the Author

Conteúdo produzido por um dos parceiros da eNotas. Quer participar do nosso programa de parcerias? Então, envie a sua proposta para [email protected] :)

>

Como conseguir 200 mil visitas mensais no seu site sem gastar com anúncios

Gabs