gestão de conteúdo
MARKETING DIGITAL

Como fazer uma boa gestão de conteúdo?

Atualizado há mais de 3 semanas

​​​​A gestão de conteúdo é um conjunto de ações de uma empresa para criar, armazenar, publicar e divulgar materiais em blogs, em redes sociais e em todos os canais na internet. Tem o objetivo de otimizar a performance do negócio através dos conteúdos e aproximar o mercado.

Com esse gerenciamento, é possível entender o seu funil de vendas, desde o topo até o fundo, onde a venda é concretizada. Com isso, os materiais criados são alinhados com a necessidade do cliente e direcionados ao público correto, facilitando o acesso às informações.

Realizar essa gestão é essencial para evitar o desperdício de tempo e de recursos. Neste post, você aprenderá como fazer uma boa gestão de conteúdo no seu negócio. 

O que é a gestão de conteúdo?

A gestão de conteúdo é uma estratégia da área de marketing para que a criação e a divulgação de conteúdos tragam os melhores resultados e contribuam para o sucesso do empreendimento.

Um ponto interessante da gestão de conteúdo é que ela pode ser aplicada em qualquer empresa e em todos os tipos de criações, como artigos, infográficos, imagens, e até mesmo vídeos.

Por mais que cada empreendedor tenha objetivos e táticas diferentes, saiba que existem 5 etapas básicas em uma boa gestão de conteúdo:

1. Iniciação

É o início, no qual surge a ideia da campanha e do conteúdo. Nesse passo, o projeto inicial é levado aos gestores. É necessário fazer uma pesquisa para entender como os concorrentes já se posicionam em relação ao assunto também.

2. Planejamento

Nesse momento, todos os aspectos da campanha serão detalhados para estabelecer o orçamento necessário, o meio de divulgação utilizado, o método de criação, os objetivos e as tarefas a realizar.

3. Execução

A execução é destinada a colocar em prática o que foi planejado, monitorar a produção e fazer alterações se necessário no decorrer da criação. É o famoso “colocar a mão na massa”, realizando testes e criando o conteúdo para ser divulgado.

4. Monitoramento e controle

Feito com a análise das métricas estabelecidas no planejamento. É o momento em que os resultados são comparados com as expectativas, analisando o retorno da campanha criada.

5. Encerramento

Essa é a finalização do projeto. É feito o registro de todos os itens anteriores para se obter um balanço dos erros e acertos. Essas anotações servem de base para as próximas iniciativas.

Apesar de parecer simples, cada uma das etapas citadas acima influenciam diretamente o sucesso da sua campanha e a produtividade da sua equipe, por isso, devem ser executadas com bastante atenção.

Quais são os benefícios de gerir conteúdos?

A principal vantagem é a organização dos processos de produção e a divulgação dos seus conteúdos. Com a gestão, todas as informações são centralizadas, permitindo a documentação de tudo que é feito.

Com a gestão de conteúdo, é possível:

  • planejar e criar conteúdos antecipadamente;
  • agendar postagens e manter a frequência nos canais de comunicação (redes sociais e blogs);
  • melhorar a qualidade dos conteúdos
  • evitar repetições e conteúdos superficiais;
  • divulgar em diversos canais com estratégias exclusivas;
  • medir e mensurar resultados.

Como colocá-la em prática?

Entendendo o que é a gestão de conteúdo e os benefícios que ela traz para o seu negócio, é natural que surjam dúvidas sobre como agir. Apesar de não ser um bicho de sete cabeças, algumas táticas devem ser aplicadas para que tudo dê certo.

Defina a persona

Para criar um conteúdo, é importante saber quem irá consumi-lo, certo? Portanto, é essencial estabelecer a persona da campanha que está sendo produzida.

Ao criar um curso online que ensina a fazer brigadeiros, por exemplo, se a sua persona for uma criança, todo o ambiente e a linguagem serão adaptadas para que ela entenda e se interesse. Em contrapartida, se for um adulto, a abordagem já será totalmente diferente, não é mesmo?

Desse modo, é importante identificar o seu público-alvo e planejar todo o seu conteúdo pensando nele. Pense na dor e na necessidade que a persona tem, pois, por melhor que seja o seu conteúdo, se ele não atender à expectativa do seu consumidor, provavelmente, será ignorado.

Crie um calendário editorial

O calendário editorial é utilizado para organizar o seu planejamento de postagens. Além disso conteúdos, serve para definir e mensurar o tempo de antecedência que é necessário para produzir posts, vídeos e infográficos.

E tem mais, essa ferramenta permite que você analise qual conteúdo merece ser revisado e atualizado com o passar do tempo.

Com o calendário criado, se torna visível um panorama dos conteúdos. É interessante inserir datas de produção, de entrega e de postagem para acompanhar e gerar relatórios de regularidade e de produção.

Você pode começar com uma planilha do Excel, inserindo colunas para as diferentes funções que desejar. Existem também algumas plataformas que permitem organizar essas informações e até mesmo arquivá-las, como o Google Drive.

Abaixo, você confere um trecho do calendário editorial do eNotas (clique na imagem para ampliá-la):

gestão_de_conteúdo_calendário

Unifique o local para salvar os conteúdos

Deixar todos os conteúdos salvos em um computador ou um pendrive, por exemplo, apresenta um grande risco, pois, a qualquer momento, você pode perder arquivos, e todo o seu trabalho irá pelo ralo.

Uma boa prática é realizar o backup dos arquivos e também salvá-los em algum local no qual toda a sua equipe tenha acesso, como a nuvem.

Quando isso não acontece, é complicado gerenciar a produção e até mesmo apresentar o que já foi feito para um novato na equipe, por exemplo.

Centralize as informações em um local seguro. Plataformas online, como o Google Drive, possibilitam que você armazene os arquivos e estabeleça permissões de visualização para quem você desejar que acesse o conteúdo. Inclusive, o Google Drive é a ferramenta utilizada aqui na eNotas.

Revise o conteúdo

A revisão garante que erros sejam corrigidos e evitados, e também que a qualidade e a linguagem estão adequadas ao perfil da sua persona.

Revisar os conteúdos criados também possibilita identificar pontos de melhoria após a sua publicação. Um artigo pode ser atualizado depois de meses que foi divulgado e ter uma imagem, dados ou citação mais atual, por exemplo.

Divulgue nas redes sociais

Após a criação do seu conteúdo, é interessante divulgá-lo nas redes sociais. Se você ainda não adota essa prática, é melhor mudar de ideia quanto antes. Para isso, é importante analisar os algoritmos de cada comunidade e criar uma estratégia única para cada uma.

O LinkedIn, por exemplo, é tem o perfil mais profissional que o ​​​​Twitter. Além disso, o LinkedIn permite que você publique conteúdos extensos. Em contrapartida, o Twitter tem a limitação de 280 caracteres. Então, considere as particularidades de cada rede social antes de tomar qualquer atitude.

As redes sociais devem aproximar o cliente da sua marca. Investir nas estratégias nessas plataformas otimizará a sua campanha e permitirá que os leads interajam e forneçam feedbacks.

Outra boa prática é a divulgação para as suas listas de emails. Mas tenha calma ao disparar emails automáticos. É importante encaminhar para quem tem interesse no seu conteúdo e esteja na camada correta do funil, caso contrário, seu email pode acabar no spam.

Analise os resultados

Acompanhar os resultados das suas campanhas é essencial para verificar se tudo está saindo conforme o planejado. Para isso, existem diversas maneiras de avaliar, como:

Número de curtidas e comentários em um post

A quantidade de interações, como as curtidas e os comentários em um post, é um aspecto fundamental de uma publicação, pois, além de mostrar o engajamento do seu público, fornece informações de feedbacks e satisfação dos seus seguidores.

Tráfego orgânico

O tráfego orgân​​​​ico em um blog ou em um site é o que mostra quantas pessoas realmente têm interesse no que você divulga. Acompanhar isso é necessário para garantir que a estratégia usada está adequada ao seu público e à necessidade do mercado.

O tempo de permanência merece destaque também. Essa métrica indica se os leitores gostam ou não do seu conteúdo. Tenha em mente que esse valor é considerado pelos mecanismos de busca para ranquear blog post.

Posts com maior engajamento

Os posts e os conteúdos que tiverem maior e menor engajamento devem ser analisados cuidadosamente, para verificar o motivo pelo qual isso aconteceu.

Ferramentas, como o Google Analytics, te ajudam a mensurar os resultados de campanhas em diversos canais, fornecendo relatórios e estatísticas. Além disso, é uma plataforma gratuita que pode ser acessada por todos. Então, não existe desculpa para não utilizá-lo.

Conclusão

Você aprendeu que a gestão de conteúdo é uma forma de agilizar e otimizar as conversões de seus canais de comunicação online. Você entendeu que planejar, executar e acompanhar são etapas que qualquer empreendimento pode aplicar, não importando o tamanho ou o campo de atuação da empresa.

Com as dicas aprendidas, será possível iniciar as suas estratégias e criar conteúdos melhores, atraindo assim um público maior e mais qualificado.

Gostou deste post? Então, conheça o Thrive Architect e veja como a gestão de conteúdos pode ser ainda mais simplificada!

Gabriel Nascimento - Analista de marketing, engenheiro civil por formação e eterno aprendiz de novos idiomas!
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba conteúdos automágicos sobre o seu mercado por email.
Ilustração de personagem assinando newsletter

Receba conteúdos automágicos sobre o seu mercado por email em primeira mão!

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.