8 principais erros de CTA que matam os seus conteúdos

CTA é a sigla de Call To Action, que é uma expressão que significa Chamada Para Ação.

A função principal de um CTA é conduzir o leitor a dar um próximo passo e interagir com a sua marca. Existem diversos objetivos com a inclusão de um CTA, como:

  • oferecer período de teste gratuito quando alguma página é visitada;
  • sugerir de compra após ver algum produto semelhante;
  • solicitar email após leitura de algum conteúdo;
  • ofertar download de outro conteúdo relacionado.

Apesar de parecer simples, é essencial estar preparado para evitar os principais erros de CTA. Alguns empreendedores, por exemplo, levam o leitor para o caminho errado, oferecem o que não podem cumprir ou simplesmente se esquecem de colocar um CTA em seus conteúdos.

Este conteúdo vai te ajudar a entender melhor o assunto e ainda dá dicas para melhorar a sua performance.

A importância de um CTA

Vamos direto ao ponto: um CTA é uma das principais ferramentas do marketing para gerar conversões. É a partir dele que o visitante toma a decisão de realizar uma compra ou de se cadastrar em sua newsletter.

Landing pages, ebooks, posts em redes sociais ou em blogs sempre devem ter um CTA. Isso quer dizer que de nada adianta, por exemplo, ter uma boa estratégia de marketing de conteúdo se cada texto não tem um chamado para ação adequado.

Toda interação do público com a sua marca deve ser aproveitada para captar mais leads e aumentar o número de vendas.

E não pense que os CTAs devem ser esquecidos no relacionamento com os seus clientes.

Uma empresa que deseja transformar consumidores em defensores fiéis de sua marca pode, por exemplo, lançar campanhas com pesquisas, programas de fidelidade e bonificações para indicações — e isso só será possível com o uso de CTAs convincentes, que chamam a atenção e fomentam a integração.

3 Tipos mais comuns de Call To Action

Existem diversos tipos de Call To Action, que se adaptam a cada tipo de conteúdo, de público-alvo e ação desejada. Confira abaixo os formatos mais comuns de CTAs:

Botões

Botões são o formato mais utilizado nas chamadas de Call To Action e podem ser incluídos em sites, blogs e páginas de produtos.

erros de cta - botão enotas

Os botões de CTA devem possuir um texto objetivo, que chame a atenção do cliente para convencê-lo a realizar a ação que você deseja, como:

  • “Quero saber primeiro”
  • “Baixar ebook”
  • “Comprar com desconto”
  • “Assista um mês grátis”

Confira como algumas empresas, de diferentes nichos do mercado, utilizam essa estratégia:

erros de cta botão netflix
erros de cta botão enota

Banner

Banners são utilizados de modo parecido com os botões, porém, podem ser incluídos textos maiores que expliquem diretamente o benefício que o leitor terá ao realizar a interação solicitada.

Outra funcionalidade interessante do banner é que dentro dele pode ser incluído um botão para chamar ainda mais atenção do cliente e induzir a interação, veja:

erros de cta botão enotas newsletter

No exemplo acima, o botão "quero saber primeiro" fomenta o desejo no leitor de se inscrever na newsletter. Possivelmente, se não houvesse isso, as chances de inscrição seriam menores, certo?

O ideal é que o texto seja objetivo e mostre ao leitor qual vantagem ele terá ao interagir. Certas expressões e palavras podem aumentar a sua taxa de conversão, como:

  • exclusividade;
  • conteúdo gratuito:
  • desconto;

Além disso, é possível inserir um formulário para captar mais informações do contato.

Links em texto

Links em textos também podem ser um método de CTA para o seu negócio.  

Eles funcionam de modo simples e possuem maior versatilidade de uso. A imagem abaixo mostra um trecho do nosso post sobre a Integração entre o eNotas e o PayPal em que há um link para “entrar em contato com a nossa equipe”.

erros de cta - enotas paypal

Fique atento para inserir o link no texto âncora correto, já que isso facilita o entendimento dos mecanismos de buscas. Ou seja, não coloque links em frases inteiras!

Alguns modelos de links em texto como forma de CTA são:

  • “Entre em contato com a nossa equipe”
  • “Baixe o ebook sobre...”
  • “Compre o (nome do produto) hoje”
  • “Assine a nossa newsletter e fique por dentro das novidades”

8 Erros de CTA que você pode estar cometendo

Com o intuito de aumentar vendas e gerar autoridade no nicho de mercado, é comum que, ao inserir CTAs, alguns erros básicos sejam cometidos — e não há nada de errado nisso.

Como o dia a dia de um empreendedor digital é muito atarefado, você pode cometer pequenos deslizes. O importante é que você aprenderá agora quais são as principais falhas e como solucioná-las.

1. Não ter um CTA

Você não leu errado. Não ter um CTA é um dos principais erros cometidos. Quando não é inserido um Call To Action no seu conteúdo, por mais simples que ele seja, a chance do cliente realizar a ação que você espera é bem menor.

Por isso, sempre inclua um CTA nos seus conteúdos. Alguns exemplos básicos são:

  • compartilhar em redes sociais;
  • seguir no Instagram ou em alguma outra rede social;
  • realizar download de algo;
  • realizar uma compra.

2. Usar cores erradas

Ao criar um CTA, é importante considerar as cores que serão usadas, a fim de chamar atenção e garantir que ele estará em harmonia com o restante do conteúdo.

Algumas cores, como o vermelho e o amarelo, chamam a atenção do leitor por serem cores vibrantes. Por outro lado, o cinza e o preto remetem à solidão e possuem menor chance de serem notados.

As cores passam sensações, por isso, é importante se atentar para a imagem que você deseja transmitir antes de escolher a melhor cor para o seu conteúdo e o CTA.

Tenha em mente que:

  • As cores quentes, como laranja, vermelho, amarelo e rosa, transmitem uma sensação de amizade e de energia.
  • Já as cores frias, como azul, cinza e lilás, transmitem a sensação de confiança e profissionalismo.

Uma boa dica é adotar a regra 60/30/10. Essa técnica indica que é necessário escolher três cores diferentes para um conteúdo em proporções 60%, 30% e 10%.

A cor mais vibrante deve ser usada na menor proporção, que é destinada ao CTA para chamar mais atenção. Já a cor mais neutra deve ser usada na maior proporção de 60% e a cor intermediária em proporção de 30%.

É válido combinar tons claros com tons mais escuros. Se o botão será vermelho, escolha a cor branca para a fonte do texto, por exemplo.

3. Tamanho ou formato inadequado de CTA

Outro erro de CTA está relacionado ao seu tamanho e ao seu formato. Como existem diversos botões e textos, é necessário adequar cada um desses em seus conteúdos.

Botões pequenos demais podem não ser vistos. Em contrapartida, botões excessivamente grandes criam a sensação de obrigatoriedade e atrapalham a conversão.

Atente-se também com a responsividade de imagens e de banners, para que a experiência do leitor não seja prejudicada. Esse cuidado permite que os seus conteúdos, ebooks e posts sejam acessados em qualquer tamanho de tela.  

4. Não fazer testes A/B

Veja a imagem abaixo. Você consegue dizer qual opção trará melhores resultados em uma landing page?

Pois bem, só é possível escolher a alternativa correta ao realizar um experimento — e é nessas horas que os testes A/B provam o seu valor.

Testes A/B são ferramentas de comparação entre duas opções, que verificam qual performa melhor. Eles permitem que você tome decisões baseadas em dados, deixando os achismos de lado.

Entretanto, é comum esquecer-se de testar possibilidades. Por mais que a sua landing page esteja convertendo muito, faça alguma ligeira alteração, mudando a chamada, a imagem de fundo ou até mesmo a cor do banner.

Com a criação de testes A/B, é importante que você altere apenas um elemento por vez para que possa ser mensurado o que trouxe melhor resultado. Volte na imagem anterior e repare que apenas a cor foi alterada e a fonte permanece a mesma.

Ao mudar mais de um elemento, você não consegue identificar qual é a melhor escolha. Portanto, faça apenas um teste por vez.

Algumas ferramentas, como o Google Optimize, podem te ajudar bastante com a criação do seu Teste A/B. Essa ferramenta possui funcionalidades, como:

  • edição e personalização;
  • relatórios;
  • gerenciamento;
  • tipos de objetivos;
  • integrações com outras plataformas do Google.

PS: o Thrive Architect é um plugin de WordPress que permite a realização de testes A/B em landing pages, títulos de posts, quizzes e muito mais. Conheça mais sobre o Thrive Architect e descubra como converter mais!

5. Ter um CTA vago

CTAs, como você já aprendeu, são chamadas para ação, por isso, precisam ser atrativos.

Por mais que isso pareça óbvio, é comum que você veja CTAs com botões escritos “Clique Aqui”, não é mesmo?  Esse é um exemplo clássico de CTA vago, que deve ser evitado.

A expressão "Clique Aqui" não mostra a finalidade da interação. O leitor pode ficar em dúvidas sobre o que acontecerá caso ele clique no botão.

Para não utilizar Call To Action vago, substitua o “Clique Aqui” por “Registrar Agora”, “Baixar ebook”, “Entrar em contato”, por exemplo.

Um CTA deve ser objetivo e claro, indicando o que a pessoa deve fazer e qual benefício ela terá ao clicar ali.

6. Ter muitos CTAs na mesma página

Inserir diversos CTAs na mesma página é outro erro comum.

Em alguns casos pontuais, pode até ser que isso funcione, mas, na maioria das situações, vários CTAs confundem o visitante. Como consequência disso, o leitor não toma decisão nenhuma e você perde uma boa oportunidade para vender.

Caso seja realmente necessário incluir mais de um CTA na sua página, opte por formatos e posições em que um não atrapalhará o outro. Você pode colocar um link dentro do texto e incluir um banner no rodapé da página, por exemplo.

7. Não alinhar as chamadas da página com o CTA

Os CTAs devem ser alinhados com o conteúdo. Isso é extremamente importante para criar expectativa no leitor.

Pense em uma página de um sistema escolar que tenha o CTA “aprenda a combater a calvície”. O exemplo é estranho, mas deixa claro que não há entrega de valor ao cliente.

Ainda nesse exemplo, seria possível oferecer ebooks para aumentar a taxa de retenção de alunos ou até mesmo um banner de promoção de fim de ano. Existem inúmeras opções, o importante é que faça sentido.

8. CTA muito exigente

CTAs que exigem muito do usuário representam outro erro, desde que sejam utilizados nos momentos errados.

Caso seja um CTA direcionado para topo de funil, provavelmente, você ainda não conquistou o direito de fazer perguntas que exigem respostas confidenciais. Nesse exemplo, solicitar apenas o email e o nome é a melhor opção.

À medida que o lead interagir com a sua empresa, aproveite para estreitar laços obter dados relevantes. Lembre-se de que você poderá ter um formulário completo, com mais informações, desde que o conteúdo seja extremamente valioso para o leitor.

Conclusão

Neste post, você aprendeu o que é um CTA e qual é sua a importância no marketing de qualquer empreendimento. Além disso, ficou por dentro dos principais erros de CTA e quais são as consequências de cometê-los em seu dia a dia de trabalho.

A partir de agora, faça de tudo para evitá-los e colocar em prática as dicas abordadas em cada um dos tópicos, sempre focando no aumento do número de vendas.

Quer ficar por dentro de todas as novidades? Siga as nossas redes sociais: estamos no Facebook, no LinkedIn e no Instagram!

About the Author

Gabriel Nascimento - Analista de marketing apaixonado pela produção de conteúdo, engenheiro civil por formação e eterno aprendiz de novos idiomas!

>

Como conseguir 200 mil visitas mensais no seu site sem gastar com anúncios

Gabs