Tipos de produtos digitais e como fazer o seu

Atualizado há menos de 1 semana

Quem pensa em ganhar dinheiro na internet empreendendo com infoprodutos, já deve ter se perguntado quais são os tipos de produtos digitais mais apropriados para cada negócio.

Mais que isso, a dúvida sobre quais existem ainda é presente para a maioria das pessoas, sobretudo aquelas que começam a empreender agora.

Por isso, nada melhor do que tirar todas elas e saber como fazer e onde vender os diferentes tipos de produtos digitais da internet!

Acompanhe!

O que é um produto digital? 

Produto digital, ou infoproduto, são materiais distribuídos na internet que de alguma forma agrega valor ao usuário que o adquire.

Esse material tem a finalidade de educar uma pessoa e, por isso mesmo, possui um grande poder de alcance em diversos nichos de público.

Logo, o produto digital é muito usado como estratégia de captação de leads, sobretudo aqueles que possam ser adquiridos gratuitamente. Em troca, o usuário dá algum dado de relevância dele para o site, como nome e e-mail, ao menos. 

Principais tipos de produtos digitais 

Ainda que sirvam como uma “moeda de troca” para captar leads, os tipos de produtos são mais diversos do que se possa imaginar.

Por exemplo, uma pessoa pode adquirir normalmente um ebook gratuitamente após preencher um formulário em uma landing page.

Bem como, fazer parte de uma área de membros exclusivos de uma empresa, pagando mensalidades.

Ambas as formas são tipos de produtos digitais, por mais diferentes que sejam. Por isso, vale a explicação sobre os principais e mais conhecidos do mercado.

Ebook

Os famosos livros eletrônicos são os mais populares quando o assunto é estratégia de captação de leads.

Normalmente, esse tipo de produto digital aborda de uma maneira mais aprofundada um determinado assunto.

A grande vantagem em se usar ebook como um tipo de produto digital para sua estratégia de marketing, é que se trata de um material muito fácil e barato de se fazer, bem como de distribuir.

Sem esquecer que ele oferece um poder de autoridade muito forte para a empresa.

Para o usuário, ele é um dos produtos mais fáceis de serem consumidos.

Como todo produto digital, ele pode ser distribuído com ou sem pagamento.

Área de membros

Site ou área de membros nada mais é do que uma maneira de oferecer conteúdos exclusivos para uma pessoa.

É muito usado por empresas que possuem muitos conteúdos para disponibilizar. Logo, esse tipo de produto digital pode usar outros infoprodutos como forma de abastecer os membros interessados.

Videoaula

As videoaulas são um dos tipos de produtos digitais mais consumidos e distribuídos da internet. Não é para menos, já que na essência, um infoproduto deve contribuir para informar uma pessoa, de algum modo.

Também não é surpresa se for lembrado que os vídeos são os formatos mais consumidos pelas pessoas na internet. As videoaulas podem ser também o produto mais rentável de uma empresa.

Tratam-se de vídeos em que uma autoridade, como um professor, explica e ensina a respeito de um assunto.

Uma vez disponibilizados, o usuário pode consumir quando e onde quiser, dando mais flexibilidade e conforto a ele, mais um motivo que explica a sua popularidade.

Webinars

Os webinars são seminários realizados ao vivo ou gravados. São bem próximos das videoaulas, mas com foco em discussões de várias pessoas, incluindo as que estão assistindo — claro, na versão ao vivo.

Graças a essa interatividade, a transmissão ao vivo é a mais usada por empreendedores, o que não é algo que descarta a possibilidade de um webinar perpétuo, quando o seminário é usado independente da participação do público.

Podcast

Um formato que está se solidificando cada vez mais no público, o podcast já é considerado como um dos principais tipos de produtos digitais do mercado.

Aqui, há vários formatos disponíveis, como entrevistas, mesas redondas ou mesmo um programa explorando um tema específico.

Podcasts são formatos em áudio que, como você leu, podem explorar um assunto de diversas formas.

Como são disponíveis em áudio pela internet, o usuário pode ouvir a qualquer hora e onde quiser.

Templates

Os templates são modelos digitais para um determinado produto ou conteúdo. Podem ser apresentações de PowerPoint, por exemplo, em que uma pessoa pode poupar tempo de criação de um designer para criar um documento.

Esse formato faz sucesso justamente pela otimização e praticidade que ele permite ao usuário. A empresa que fornece se beneficia por ser um formato barato e bem simples de ser feito e disponibilizado.

Newsletter

Por fim, a newsletter, que nada mais é do que e-mails normalmente noticiosos ou temáticos sobre determinado assunto.

As newlatters são muito usadas no marketing digital, por que é por elas que a empresa pode mensurar o nível de engajamento de um possível lead, oferecendo a eles maneiras para se aprofundar no funil de vendas e prepará-lo cada vez mais para uma compra. 

Onde vender produtos digitais

Com esses 8 principais tipos de produtos digitais bem determinados, resta saber onde uma empresa pode vender esses infoprodutos.

Antes, é preciso lembrar que nem sempre é necessário vendê-los. Dependendo de sua estratégia de marketing, eles podem ser disponibilizados gratuitamente por landing pages, que são páginas de capturas de leads.

As famosas LPs usam estratégias de copywriter e de gatilhos mentais para convencer uma pessoa a fornecer seus dados para adquirir aquele produto digital gratuitamente.

Já as empresas que pretendem vendê-las, é, sim, necessária uma plataforma própria. São espaços online em que os produtos ficam disponíveis como uma vitrine, mesmo.

Essas plataformas podem ser no próprio site da empresa, com a estrutura de um marketplace ou em plataformas externas, como a Hotmart.

Nesse caso, seus produtos digitais podem ser vendidos ou mesmo ficar disponíveis para que afiliados possam ajudar a vendê-los.

A estratégia de afiliados é uma das mais interessantes e rentáveis para se disponibilizar um infoproduto ao mercado. Essas pessoas utilizam técnicas digitais para fazer com que o público conheça o produto e ganhe uma parte da venda.

Por isso, essas plataformas garantem estruturas completas para que diferentes estratégias sejam aplicadas, além de integrações com meio de pagamentos, área de vendas e de membros, independentemente do tipo de produto digital que você oferece.

Conclusão

Produto digital nada mais é do que conteúdos virtuais disponibilizados com a finalidade de educar ou informar uma pessoa.

Por isso mesmo, é bem comum encontrar diversos tipos de produto digital, que podem ser vendidos ou distribuídos gratuitamente para captar informações de um potencial lead e cliente.

Os mais populares são os ebooks, as newsletter, a área de membros e as videoaulas, usadas de maneiras diferentes para cada estratégia.

E, quando essa estratégia dá certo, a consequência é o aumento do número de vendas. O que lança a necessidade do empreendedor estar preparado para isso.

Dentre tantos “cuidados”, ter um sistema que automatiza o sistema de emissão de notas é fundamental.

Por isso, depois de conhecer os diferentes tipos de produtos digitais, conheça o Emissor da eNotas!

Jornalista, escritora e pós-graduanda em Comunicação Digital e Mídias Sociais.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.