Como vender mais pelas redes sociais? 5 dicas de sucesso!

Atualizado há mais de 3 semanas
As redes sociais têm diversos recursos que tornam possíveis as interações e a conexão entre usuários e marcas.
 

E é por esse poder de conectar pessoas de uma forma muito eficaz, que encontramos muitas oportunidades para vender pelas redes sociais!

Com um universo de possibilidades à frente, é preciso buscar estratégias para implementar ações assertivas. 

Não dá para atuar no Instagram, Facebook, LinkedIn e outras redes, como se estivesse entregando panfletos na rua. É preciso entender esses canais e o público que está por lá para ter sucesso nas vendas.

Para te ajudar, separamos os 5 principais passos que você precisa desenvolver para atuar nas redes sociais de forma mais estratégica e conseguir alavancar as vendas! 

Veja também:  

KIT Planejamento de Marketing

Checklist 6 em 7 

Manual de perguntas e respostas para e-commerce

1. Defina as redes sociais para vender mais

Você já deve ter percebido que existem inúmeras redes sociais por aí, não é?

Entre as principais plataformas atuais, estão Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn, YouTube, WhatsApp, Pinterest e TikTok. Mas será que você precisa estar em todas elas para vender mais?

Pense: será que a sua equipe é capaz de dar conta de todas essas plataformas? Lembre-se de que o marketing nas redes sociais não se limita a publicar posts — é preciso planejar, produzir, interagir, monitorar, otimizar. Tudo isso dá trabalho e leva tempo.

Além disso, é preciso avaliar onde os consumidores estão. Será que vale a pena estar em uma rede social que o seu público não usa? Faz sentido se comunicar com quem não tem interesse na sua marca?

Veja algumas características marcantes de cada plataforma:

  • Facebook: é usado por pessoas de todas as idades e perfis e oferece inúmeros recursos (posts no feed, lives, eventos, grupos, anúncios, avaliações na página etc.).
  • Instagram: é uma rede social com conteúdo visual e autêntico e oferece diferentes formatos de publicação (feed, stories, IGTV, reels e produtos) e recursos para vendas.
  • LinkedIn: é uma rede de profissionais, que as marcas podem usar para prospectar clientes, gerar leads, selecionar talentos e mostrar a sua cultura organizacional.
  • Pinterest: é uma rede de referências visuais, em que as marcas podem ajudar os usuários a buscar inspirações para a sua vida e seus projetos pessoais.
  • TikTok: é uma rede social divertida e autêntica, de vídeos curtos e cheios de efeitos, usada principalmente por jovens, em que as marcas precisam saber seguir as tendências.
  • WhatsApp: é um app de mensagens diretas, em que você pode criar listas de transmissão ou grupos, publicar catálogo de produtos, enviar mensagens automáticas e fazer SAC.
  • YouTube: é a maior plataforma de vídeos do mundo, em que você pode publicar vídeos institucionais, webinars, entrevistas, séries, conteúdos educativos, tutoriais etc.

O planejamento das redes sociais deve incluir a escolha estratégica das redes sociais, de acordo com a capacidade da equipe, o comportamento do público, o posicionamento da sua marca e seus objetivos de marketing.

2. Crie conteúdos de interesse do público

Você só vai conseguir estabelecer um perfil consistente sua marca nas redes sociais, conquistar o público e engajar os seguidores se oferecer valor agregado.

O conteúdo precisa ser relevante, atender aos interesses das pessoas e falar a língua delas.

Para isso, conheça o seu público! Analise os dados dos seus seguidores, entenda as reações aos seus posts e crie questionários para entender melhor o que o seu público consome e com que se identifica.

Com essas informações, você pode construir uma persona, que é a descrição de um personagem que represente seu cliente ideal. É com a persona, então, que os seus conteúdos devem se comunicar.

Além disso, conheça os formatos, a linguagem e as características dos conteúdos de cada rede social, que permitem criar diferentes abordagens.

3. Aposte na qualidade dos conteúdos

Criar conteúdo de valor requer planejamento. Além de conhecer a sua persona, é preciso planejar as editorias dos conteúdos, definir os formatos de cada plataforma, criar as pautas de produção, organizar as atividades da área e delegar tarefas para a equipe.

No planejamento, pense nas temáticas dos posts e como elas podem ser abordadas em cada plataforma, de acordo com a linguagem do público.

design de cada publicação também merece atenção, já que deve se adaptar às características de cada rede social, mas também ter uma identidade visual consistente entre todas elas.

E, mesmo que você queira vender mais nas redes sociais, não dá para ficar falando só sobre os seus produtos.

As redes sociais pedem conteúdos relevantes para o consumidor em toda a sua jornada. Por isso, nem todo post precisa falar sobre venda.

O ideal é seguir o Princípio de Pareto:

  • 80% dos conteúdos são sobre o que a marca sabe;
  • 20% dos conteúdos são sobre o que a marca vende.

Dessa forma, você engaja os seguidores com conteúdo que educa, informa e entretêm, mas também monetiza a sua presença nas redes sociais.

4. Invista em campanhas de anúncios

Cada vez mais, as redes sociais estão diminuindo o alcance orgânico dos posts. Isso era algo já esperado, afinal, as redes sociais vivem de publicidade. Dessa forma, adotam estratégias e formas de aumentar o investimento das marcas em seus recursos de impulsionamento e anúncios. Com isso uma das maneiras de entregar o conteúdo para um determinado público, é investindo em mídia paga!

Concilie publicações orgânicas e pagas para ter uma presença consistente nas redes sociais.

Além de aumentar o alcance, investir em anúncios traz outras vantagens:

  • Segmentação do público-alvo, para alcançar exatamente quem você quer;
  • Diferentes formatos de publicação (imagem, vídeo, carrossel, texto, formulário etc.);
  • Otimização do anúncio para os objetivos de campanha (leads, tráfego, vendas, alcance etc.);
  • Autonomia nos investimentos, para controlar os gastos e pausar quando quiser;
  • Acesso a relatórios para análise dos resultados e possíveis ajustes nas campanhas.

As principais plataformas de publicidade das redes sociais são o Facebook Ads, que permite anunciar no Facebook, Instagram e sites parceiros, e o LinkedIn Ads, que oferece formatos específicos para geração de leads e prospecção de clientes.

Veja o exemplo abaixo: um anúncio das Casas Bahia no Instagram, em formato carrossel, que leva diretamente para a página de vendas. Essa campanha ajudou a aumentar as vendas do site em 37%. Viu como os anúncios ajudam a vender mais pelas redes sociais?

vender-mais-redes-sociais


5. Use o social commerce para ter resultados

Você pode usar as redes sociais para engajar os consumidores e criar uma relação mais próxima com eles, sem focar diretamente nas vendas, que seriam uma consequência natural. Porém, as redes sociais também têm recursos específicos de social commerce.

O Instagram, por exemplo, tem o Instagram Shopping: uma espécie de vitrine no perfil, que reúne todos os posts marcados com produtos da loja e direciona para a página de venda no e-commerce.

O Facebook também permite criar uma loja dentro da própria plataforma, em que é possível adicionar produtos, criar galerias e levar para a loja virtual.

O Pinterest tem o Pinterest Shopping, que possibilita que negócios criem Pins de Produtos e Shop the Look (especificamente para marcas de moda).

O WhatsApp também entra no social commerce ao permitir que as contas comerciais tenham um catálogo de produtos, além da função de pagamentos pelo app, o WhatsApp Pay, que ainda suspenso no Brasil.

Quer saber mais informações sobre como vender mais pelas redes sociais? O curso Venda Mais Pelas Redes Sociais pode te ajudar! Ele é online, gratuito, com certificação e feito para empreendedores que querem alavancar suas estratégias.

Guest post elaborado pela mLabs.

Conteúdo produzido por um dos parceiros da eNotas. Quer participar do nosso programa de parcerias? Então, envie a sua proposta para [email protected] :)
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.