Vender pelas redes sociais na Black Friday: 5 pontos de atenção

Atualizado há mais de 3 semanas

Se você pensa em vender pelas redes sociais neste final de ano, é importante que esteja de olho na Black Friday. O evento anual e tradicional dos Estados Unidos da América já se espalhou mundialmente, sendo febre por aqui também. A data remete à última quinta-feira do mês de novembro, Dia de Ações de Graça.

Nos EUA, é um feriado e o dia seguinte, sexta-feira — ou friday em inglês —, era quando muitas pessoas iam para as ruas fazer compras, antecipando o Natal próximo. A data foi aos poucos se popularizando, e os comerciantes começaram a fazer promoções específicas para a ocasião.

O Brasil não fica de fora desse espetáculo de vendas, tendo participação com R$4,02 bilhões com e-commerce somente na Black Friday do ano passado, 2020. Em relação a 2018, esse valor representa um aumento de 25% nos lucros. O resultado expressivo ganha volume com atendimentos multicanais, sendo as redes sociais um deles.

Quer aproveitar melhor suas redes sociais para vender mais na Black Friday? Chegou no lugar e na hora certa, aproveite nosso post!

Por que as redes sociais ajudam na estratégia de Black Friday?

No Brasil, são mais de 150 milhões de usuários de redes sociais, e a taxa de usuários pelo total de habitantes é de 70,3%, um dos maiores dentre todos os países. O Sudeste é a região do Brasil com a maior taxa, cerca de 78% dos usuários utilizam redes sociais.

Além disso, o país ocupa o terceiro lugar no ranking de países que mais usam redes sociais no mundo todo. Ou seja, o público brasileiro está conectado e ligado nas novidades por meio do mundo virtual. 

Para isso, a população utiliza várias plataformas diferentes, tendo o YouTube como a rede social favorita. Divulgar produtos e serviços por lá pode ser uma boa aposta. Mas na hora de vender pelas redes sociais, não é só a popularidade que se mostra como um requisito importante. 

O Instagram, apesar de ser a 4ª rede social favorita dos brasileiros, acaba destacando-se em disparado no segundo lugar como uma das mais lucrativas para trabalhar suas vendas. Além disso, perceba que a plataforma também foi a que mais teve crescimento de audiência para anúncios, em que o Facebook não cresceu e Snapchat com -20% de engajamento.

Como aproveitar a Black Friday e vender pelas redes sociais?

Agora você já entende a importância que as mídias sociais têm para a Black Friday. Porém, apenas isso não é suficiente. É preciso se preparar e antecipar-se para que seus clientes saiam satisfeitos e sua loja com lucros. Vamos às dicas? Acompanhe!

1. Entenda seu público virtual

A análise de dados é muito importante na hora de compreender seu cliente digital. Afinal, para vender, é preciso saber para quem você está vendendo. 

A escolha da rede social depende da morfologia do grupo consumidor, assim como da linguagem utilizada nos conteúdos. Esse alinhamento entre as diferentes plataformas e o que seu público quer é importante para conquistá-lo. Além de chamar mais atenção exatamente das pessoas que você deseja: aquelas que vão comprar de você.

Isso quer dizer que, se você trabalha com ensinamentos, dicas e passos, por exemplo, pode ser interessante o YouTube. Seu público procurará vídeos para acompanhar em tempo real o que você fala, fazendo da mesma forma sem erros. Porém, além disso, é importante cruzar diferentes plataformas, desde que elas agreguem valor para o consumidor.

O Snapchat não é igual ao Instagram, mas tem recursos semelhantes e com menos alcance. Para o exemplo citado acima, em que será usado o YouTube como rede social principal, é interessante agregar vídeos mais rápidos com o Instagram, atingindo mais usuários e pessoas interessadas na marca.

2. Prepare seu perfil nas redes sociais

É uma boa prática de marketing que você alinhe sua identidade visual em todas as plataformas que trabalha. Principalmente na hora de vender pela Internet na época da Black Friday. Seu consumidor precisa saber logo de cara que você está participando da promoção. Além do mais, a estratégia serve para atrair pessoas unicamente interessadas na sexta-feira promocional.

O que elas querem hoje são descontos e anúncios baratos, mas com um bom trabalho feito na sua loja, é possível conquistar esse consumidor para o resto do ano. Ou seja, as redes sociais não são apenas excelentes opções de venda para a Black Friday, mas de fidelização e encantamento para atingir maior público para o negócio.

Outras dicas para deixar seu perfil calibrado para vender bem nas redes sociais:

  • coloque foto na conta, podendo ser o próprio logo da loja;
  • utilize cores, fontes e o nome Black Friday para identificar mais fácil;
  • coloque link do site e da loja virtual na biografia da página ou perfil;
  • no caso do Instagram, é importante utilizar hashtags e o Stories para que o público encontre mais fácil sua loja.

Dica!

Descubra as melhores plataformas para automatizar o Instagram!

3. Faça bons anúncios e promoções

Na hora de anunciar seus produtos, trabalhe com chamadas que comuniquem informações importantes, mas tenha a linguagem do seu público. Além disso, sempre use imagens, vídeo, gifs ou transmissões ao vivo. Apenas posts escritos não chamam muito atenção, tendo maior dificuldade para engajar seus clientes.

Além do mais, como é época de Black Friday, para vender mais pelas redes sociais, é importante usar imagens de produtos. Se você tiver depoimento de clientes satisfeitos, será melhor ainda, variando os conteúdos postados e ajudando seus consumidores em potencial a entender o que podem esperar se seu negócio.

4. Ofereça um ótimo atendimento

O atendimento é essencial para que você tenha sucesso, isso para qualquer estratégia de vendas. Aproveite os chats incluídos dentro das redes sociais para dar mais um canal de suporte a seu público. Algumas das plataformas permitem ainda personalizar uma mensagem automática, faça isso se você puder. 

Essa prática ajuda a manter seu cliente na espera por mais tempo, sem que ele se sinta abandonado por isso. A primeira mensagem enviada é automatizada e já capta o que seu consumidor deseja, além de informar em quanto tempo estará disponível o atendimento humano.

Você pode trabalhar até mesmo com o DM do Instagram, liberando as mensagens do perfil para que os clientes entrem em contato. Assim fica fácil tirar dúvidas ou receber atendimento pós-venda.

5. Use ferramentas para redes sociais

Existem diferentes ferramentas que trabalham com as redes sociais. Elas oferecem automatização de tarefas, como agendamento de postagens, mensagens automáticas e, para o Instagram, até visualização de stories automatizada. Dessa forma fica bem fácil vender online e ter mais tempo para cuidar da sua loja em plena Black Friday.

Umas das melhores redes sociais para trabalhar com vendas é o Instagram. Nele, você tem o maior número de público segmentado para anúncio, além de ter mais controle sobre sua estratégia online quando usado com uma ferramenta inteligente. Outro ponto positivo é que, com diferentes recursos, você pode direcionar conteúdos específicos para aqueles clientes mais lucrativos.

Uma desses features que ajudam a vender no Instagram é o Close Friends. Trata-se de uma lista de melhores amigos que é feita pelo perfil. Ali você divulga conteúdos exclusivos, como promoções, códigos de desconto, pré-venda de produtos e muito mais.

Para vender pelas redes sociais na Black Friday, não tenha medo de investir naquilo que dá certo para seu público. Uma ferramenta interessante para fazer isso é o Bume, que automatiza tudo em seu perfil do Instagram, oferecendo até dados para análise de engajamento e vendas.

Mão na massa!

Sabemos que a Black Friday pode gerar muita ansiedade, principalmente com tantos concorrentes tentando vender e impulsionar seus negócios. Porém, com as dicas desse post, garantimos que vender pelas redes sociais vai deixar de ser uma dor de cabeça e se tornar uma estratégia aliada! 

Lembre-se de aproveitar todos os recursos que as plataformas oferecem, e de marcar presença do seu negócio no ambiente online. Saiba como fazer isso neste post sobre brand marketing

Rafael Versiani - Escritor, produtor de conteúdos, entusiasta da vida real e amante de ficção científica!

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.