7 mitos sobre a legalização de negócios digitais desvendados

A emissão de nota fiscal eletrônica ainda é um desafio para muitos empreendedores e não à toa: o Brasil possui um dos sistemas fiscais e tributários mais complexos do mundo. Em virtude de tanta burocracia, surgem diversos mitos sobre a legalização de negócios digitais.

São assuntos comuns no dia a dia de muitos produtores e afiliados, que geralmente são levados como verdade e que podem prejudicar o desenvolvimento de qualquer empresa.

Além disso, outro problema é a dificuldade de compreender qual é o papel de cada um no processo de venda. Isso pode afetar diretamente a gestão do seu negócio, gerando até mesmo multas e juros.

Então, para te ajudar nessa missão de manter a sua empresa legalizada, criamos o guia prático e gratuito: 7 Mitos Sobre a Legalização de Negócios Digitais Desvendados. Baixe agora mesmo!

Por que a legalização de negócios digitais gera tantas dúvidas?

Como já falamos, o processo tributário e fiscal no Brasil é um dos mais complexos do mundo. Infelizmente, tanta burocracia dificulta o crescimento das empresas e faz com que empreendedores se sintam extremamente confusos.

Vale lembrar que é obrigação de qualquer tipo de negócio pagar os seus devidos impostos, emitir nota fiscal eletrônica e declarar os seus ganhos. Caso contrário, a empresa poderá ter sérios problemas fiscais.

Portanto, nada melhor do que contar com o auxílio de um profissional para ajudar nessas questões. Você deve ter o seu contador como o seu braço direito, pois é ele quem vai orientá-lo sobre o pagamento dos seus tributos.

Atenção: contrate um especialista no mercado digital, pois as atividades são bem distintas das empresas tradicionais. Atualmente, existem contabilidades online focadas nesse tipo de trabalho.

Quer entender melhor esse assunto? Então, baixe o guia 7 Mitos Sobre a Legalização de Negócios Digitais Desvendados.

Quais são os mitos comuns na legalização de negócios digitais?

Você já deve ter se deparado com alguns mitos comuns para quem vende online, como:

  1. MEI (Microempreendedor Individual) pode faturar até R$60 mil, independentemente de quando abriu a empresa. Vale lembrar que esse limite será alterado em 2018 e passará para R$81 mil).
  2. MEI não precisa emitir nota fiscal.
  3. Quem emite uma nota fiscal com o valor total das vendas está legalizado.
  4. É correto emitir a NF-e no valor da comissão recebida.
  5. É complicado e caro abrir uma empresa/CNPJ.
  6. Afiliado não precisa emitir nota fiscal eletrônica.
  7. A contabilidade vai emitir as notas fiscais da empresa.

Você sabe como lidar com essas questões que não são verdadeiras? É justamente sobre elas que falamos no ebook 7 Mitos Sobre a Legalização de Negócios Digitais Desvendados. Baixe agora mesmo e mantenha o seu negócio legalizado sem ter que prejuízo!

Guia legalização d negócios digitais ebook

 

About the Author

Gabriel Nascimento - Analista de marketing, engenheiro civil por formação e eterno aprendiz de novos idiomas!

  • jhon lima de souza disse:

    obrigado pelo conteudo

  • Bruno disse:

    E se o Afiliado for Pessoa Física ele emite Nota?

  • >

    Pare de perder tempo com tarefas manuais... Comece a emitir Notas Fiscais AUTOMAGICAMENTE