Segredos de Contador: 7 hacks que você não pode deixar de lado

Muitos negócios digitais surgem a partir de ideias simples. Gigantes do mercado, como o Google e o Facebook, só se consolidaram por causa de muito esforço e dedicação de seus criadores. Nessas horas, um assunto muito importante está relacionado às finanças da empresa. Você pode ter ótimos produtos, mas a falta de planejamento e a emissão manual de notas fiscais, por exemplo, podem gerar vários contratempos.

Diversos empreendedores não alcançam os resultados que desejam porque não se preparam para superar esses desafios. Este post vai te mostrar 7 hacks de contador que melhoram a sua saúde financeira e evitam dores de cabeça administrativas.

1. Separe as finanças

Um erro muito comum acontece quando as pessoas misturam os gastos empresariais com os pessoais. Alguns acreditam que uma empresa pequena não precisa ter uma conta específica. Na verdade, esse fator é fundamental para evitar que o orçamento fique no vermelho.

Esse segredo de contador te ajuda a não ficar sem dinheiro para pagar as contas do mês, por exemplo. Mas, caso isso aconteça, é possível descobrir a dimensão do problema com mais facilidade, já que as despesas existentes condizem com a sua realidade — sem considerar custos pessoais adicionais.

2. Conheça os regimes tributários

Escolher o regime tributário correto é outro hack de contador, pois envolve o formato jurídico, o porte e os impostos a serem pagos pela empresa. Ao tomar a decisão correta, você coloca o negócio dentro da lei e não gasta mais do que o necessário.

Os regimes tributários que existem são:

  • Simples Nacional: opção da maioria dos empreendedores nacionais, pois tem as menores alíquotas de impostos e a mais simples agenda tributária. A Lei Complementar 123 indica os requisitos necessários para escolhê-lo. Essa é a melhor escolha para quem fatura até R$ 3,6 milhões por ano;
  • Lucro Presumido: caso em que o empresário deve calcular a tributação com base em uma margem de lucro previamente determinada. As empresas que têm faturamento até R$ 78 milhões no período de apuração escolhem esse regime tributário;
  • Lucro Real: empreendimentos maiores, que faturam mais de R$ 78 milhões por ano, pagam impostos com base no lucro líquido e se enquadram nessa alternativa. 

3. Planeje as finanças da empresa

O que uma festa de casamento e a gestão de um negócio têm em comum? Essa comparação parece estranha, mas ambos os exemplos precisam de muito planejamento. Se você deixar todas as questões para a última hora, provavelmente, não conseguirá chamar todos os convidados ou controlar o pagamento de seus funcionários.

Quem quer agir como um bom contado​​​​r precisa planejar todas as suas ações, analisando as metas, os problemas e os recursos financeiros existentes.

Desse modo, estude muito bem a situação socioeconômica do seu empreendimento e descubra as oportunidades de crescimento e os gargalos a superar. Além disso, entenda o mercado e preveja tendências de consumo. Com isso, você tem em mãos todas as informações necessárias para fazer um planejamento adequado aos seus objetivos.

E o trabalho não termina por aí. Acompanhe tudo o que acontece em suas negociações e vendas e faça mudanças em seu planejamento à medida que novas ideias e imprevistos surgirem.

4. Controle a documentação

Você já tentou trabalhar em um ambiente desorganizado? Pois bem, atuar em um lugar caótico é uma tarefa muito árdua, que abre brechas para erros. Portanto, os documentos fiscais da empresa devem ser armazenados corretamente.

Separe, por exemplo, as contas a pagar de seus valores a receber. Digitalize todos os documentos também e acesse-os a qualquer hora e lugar. Ao tomar essa atitude, você não perde tempo procurando dados e não se esquece do calendário tributário.

5. Faça um bom fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma ferramenta contábil simples, mas muito importante. Ele controla toda a movimentação financeira de um determinado período, indicando todas as saídas e entradas na empresa.

Em outras palavras, o fluxo de caixa deve ser atualizado sempre que uma receita entrar ou uma compra for realizada. Ao analisá-lo, você amplia o seu campo de visão e tem insights para melhorar a performance da gestão.

6. Trabalhe com um bom contador

O seu negócio digital pode começar pequeno, com apenas você como funcionário. Com o passar do tempo, o número de clientes tende a aumentar e mais oportunidades de mercado surgem. Nessas horas, é essencial ter bons parceiros para realizar atividades essenciais no funcionamento do negócio.

Um contador de confiança é um profissional que tem a experiência para fazer uma gestão orçamentária eficiente e ajudá-lo a tomar decisões relacionadas ao pagamento de impostos, por exemplo. Por isso, caso você não dê conta do recado, faça uma pesquisa de mercado e encontre um profissional alinhado aos seus objetivos e que está pronto para ajudá-lo.

7. Saiba como enviar notas fiscais

Uma dúvida muito comum ocorre na hora de encaminhar as notas fiscais para o contador emitir as guias de impostos. Como existem inúmeras formas para buscá-las, não há uma regra para todos os casos. Porém, algumas práticas apresentam bons resultados e merecem a sua atenção.

Confira o nosso vídeo e entenda mais sobre:

Hack bônus: Emita notas fiscais automaticamente

As tecnologias mudaram a forma como as pessoas interagem umas com as outras. Hoje em dia, é possível trocar mensagens instantâneas com parentes distantes ou abrir uma loja na internet. Em todas as situações, as inovações proporcionam melhorias na vida de uma pessoa — e não poderia ser diferente na hora de emitir notas fiscais.

Uma ferramenta que facilita a emissão desse documento é algo que não pode faltar no planejamento de um empreendedor de sucesso. Em resumo, ela:

  • conecta-se ao seu meio de pagamento favorito com apenas 3 cliques;
  • permite que você escolha quando as notas devem ser emitidas, seja no momento da cobrança, seja após a garantia;
  • encaminha as suas notas fiscais aos clientes automaticamente.

Como consequência disso, você ganha mais tempo para:

As decisões que um empreendedor digital toma definem o futuro da gestão. Apesar de cada empresa ter as suas particularidades financeiras, existem alguns conceitos que podem ser aplicados em todos os casos.

Com a leitura do post de hoje, você descobriu os mais importantes segredos de contador que melhoram o seu desempenho financeiro. Portanto, coloque-os em prática quanto antes e comece a colher resultados positivos hoje mesmo.

Quer entender mais sobre outro assunto que tira as noites de sono de muitos empreendedores? Então veja qual é a diferença entre Tomador de Serviço e Prestador de serviço!

About the Author

Gabriel Nascimento - Analista de marketing, engenheiro civil por formação e eterno aprendiz de novos idiomas!

>