Vender na internet: como usar a tecnologia a seu favor

O alto faturamento da internet e a crise econômica são algumas das razões que levam as pessoas a tentar empreender online. Só em 2018, o e-commerce faturou R$ 23,6 bilhões, de acordo com o estudo Webshoppers. Já a taxa de desemprego subiu para 12,4% no trimestre finalizado em fevereiro de 2019, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Mas, esse alto faturamento do e-commerce e o número crescente de pessoas que desejam empreender não significa que é fácil conseguir um bom número de vendas online. Por isso, confira, neste artigo, as principais tecnologias que podem facilitar e aperfeiçoar o processo de vendas na internet. 

Como começar a vender na internet

Muitas pessoas que desejam começar a vender na internet não sabem nem mesmo por onde iniciar. Então, antes de entender as vantagens que a tecnologia pode trazer para as vendas, veja abaixo os pontos principais para iniciar o seu negócio online.

Tenha um produto ou serviço

Antes de mais nada, é preciso definir o que vender na internet: bens de consumo, infoprodutos ou se o foco será em revenda, como em programas de marketing de afiliados. Também é possível profissionalizar um serviço autônomo e oferecer consultorias, cursos, assistências e prestação de serviços, dentre outras opções.

Apesar de parecer óbvia, essa é uma dúvida muito comum entre os iniciantes, e a definição do que será comercializado é crucial para o desenvolvimento de um negócio online. Veja as dicas que podem te ajudar na criação de produtos e serviços:

  • crie um modelo de negócios para estruturar a sua empresa;
  • estude o seu mercado e as tendências de negócio;
  • atenda às necessidades do comércio eletrônico e procure se diferenciar;
  • busque inspiração dentro e fora da sua área de atuação;
  • teste os seus produtos e serviços com amigos e conhecidos antes de fechar vendas;
  • implemente modelos de pré-venda para validar sua ideia e cobrir os custos iniciais.

Mire um público-alvo

Depois de criar produtos e serviços, é preciso pensar para qual público ele será oferecido. Tenha em mente quais são as pessoas interessadas na sua oferta. O seu público também pode ser formado por outras empresas.

Assim, além de criá-los mais adequados para esses consumidores, você conseguirá segmentar melhor as suas campanhas de marketing. A seguir, entenda como criar o seu público-alvo:

  • pesquise informações relacionadas ao gênero, idade, educação, classe social, comportamento e localização do público que você espera atingir;
  • compreenda quais os objetivos, dificuldades e desejos desse público e como o seu produto ou serviço pode ajudá-lo;
  • se você já possui clientes ou pessoas que podem comprar de você futuramente, faça pesquisas para entender melhor o perfil delas.

Escolha uma plataforma

Se o comércio tradicional requer um negócio físico para atender os clientes, no ambiente online, isso é bem diferente. Estude qual a melhor opção para o seu tipo de produto ou serviço e lembre-se de garantir que ela atende ao seu público-alvo.

Na internet, é possível concluir vendas por meio de plataformas de e-commerce, sites, blogs, redes sociais ou lojas virtuais, por exemplo.

Leia mais: 10 dicas para criar um site de vendas de sucesso!

Como a tecnologia pode ajudar nas vendas

Para quem já vende e ganha dinheiro na internet, o desafio é se manter firme em relação à concorrência e continuar gerando valor para os seus clientes com o passar do tempo. Nesse sentido, a contribuição da tecnologia é essencial para quem trabalha online.

Afinal, tecnologia e empreendedorismo estão cada dia mais ligados, principalmente nos novos negócios. Algumas áreas já estão sendo privilegiadas com o avanço tecnológico.

Confira quais são elas!

Segmentação de mercado

Como citado anteriormente, conhecer o seu público faz toda a diferença em um negócio, principalmente no meio digital. A segmentação de mercado é uma estratégia que busca exatamente esse tipo de conhecimento. Ela ajuda a definir questões importantes, como: características, necessidades e comportamentos dos consumidores.

Criar essa segmentação tem se tornado mais fácil nos últimos anos. Isso porque a tecnologia aperfeiçoou os métodos de pesquisa de mercado. Os algoritmos do Google e das redes sociais também trouxeram mais informações sobre esse público.

Algumas práticas podem ajudar na utilização da tecnologia para o processo de segmentação de mercado. Serviços online facilitam a realização de pesquisas com o público, de concorrência para marketing e de monitoramento de marca. Com esses dados em mãos, a segmentação pode ser usada ao seu favor nas estratégias de vendas.

Automação de serviços

Um dos principais ganhos que a tecnologia trouxe para as empresas em geral é a possibilidade de automatizar e simplificar processos e serviços. Um exemplo disso são os processos de cobrança e meios de pagamento disponíveis. Ao cobrar por produtos e serviços, por exemplo, antes era necessário gerar um boleto no banco, receber pessoalmente ou ainda por meio de depósitos.

Mas, o desenvolvimento de tecnologias de sistemas de pagamentos online facilitou (e muito!) a compra e venda pela internet. Além de tornar possível oferecer diversos meios de pagamento, esses sistemas auxiliam a gestão financeira e podem reduzir a inadimplência. Dessa forma, sobra mais tempo para se dedicar às áreas estratégicas do negócio.

A Inteligência Artificial (IA) e a Internet das Coisas (IoT) são outras formas de usar a tecnologia para a automação de serviços. Além de mais informações sobre os clientes, a Inteligência Artificial ajuda na previsão do fluxo de vendas, no remarketing e na identificação de novas oportunidades de venda e expansão do negócio.

Já a Internet das Coisas ajuda lojas físicas e online a monitorarem novas oportunidades de vendas, organizar o estoque e saber mais sobre os consumidores.

E não se esqueça das redes sociais. Atualmente, existem ferramentas de automação para Instagram que possibilitam a programação de postagens e de stories.

Relacionamento com o cliente

As soluções tecnológicas garantiram ainda mais vantagens para aprimorar a gestão de relacionamento com os consumidores. A partir de sistemas e de softwares voltados para o gerenciamento do relacionamento com o usuário, conhecer e interagir com eles ficou bem mais simples.

Essas soluções possibilitam o atendimento do cliente por meio de serviços como call center. Ela também possibilita a aquisição de diversos dados, como número de vendas realizadas, nome, telefone, endereço e etc.

Além desses softwares, com as redes sociais, é possível estreitar o relacionamento de suporte ao consumidor. Dessa forma, além da equipe de vendas gerenciar dados e dados importantes dos compradores, mais oportunidades de vendas podem ser geradas.

Legalização do negócio

Se por um lado a legalização de um negócio pode ser burocrática e difícil, por outro, é de conhecimento comum que ela traz mais credibilidade e formalidade para o empreendimento. Essa fase do negócio também foi beneficiada com a tecnologia.

A emissão de notas fiscais, por exemplo, quando é realizada de forma manual, pode trazer vários riscos para a empresa. Outro fator que deve ser considerado é que o tempo gasto nesse tipo de tarefa pode sair caro para quem deseja vender na internet. Imagine, por exemplo, lançar um curso online e ter que emitir e enviar as notas fiscais uma por uma?

Por isso, já é possível contar com sistemas de emissão de notas que ajudam a manter o negócio legalizado, ganhar a confiança dos clientes e, consequentemente, aumentar as vendas.

Utilizar a tecnologia para vender na internet já é uma realidade no mercado online. Assim, ela se torna cada dia mais fundamental para quem deseja iniciar nessa área e também para empresas que procuram se manter competitivas num cenário de tantas mudanças.

Mas, para além do uso de softwares, sistemas, dados e algoritmos, é imprescindível continuar apostando na qualidade do produto, do serviço e do atendimento oferecido. Nesse sentido, uma das principais estratégias de vendas online continua sendo o foco na satisfação do consumidor.

Dessa forma, o negócio se torna capaz de garantir também a fidelização dos clientes. Afinal, conquistar clientes fiéis é tão importante quanto vender mais, concorda? Então, aproveite e veja como se planejar para fidelizar os seus clientes.

Este artigo foi produzido pela Gerencianet!

About the Author

Conteúdo produzido por um dos parceiros da eNotas. Quer participar do nosso programa de parcerias? Então, envie a sua proposta para [email protected] :)

>

Os maiores nomes do Marketing Digital vão compartilhar as técnicas responsáveis por gerar resultados surpreendentes em suas empresas.

Insert Image