Impostos de uma venda online
LEGISLAÇÃO

Como calcular os impostos de uma venda online?

Atualizado há mais de 3 semanas

Você resolveu empreender pela internet, criou um produto digital incrível e quando foi fazer a sua contabilidade, bateu aquela dúvida: quanto eu tenho que pagar de impostos de uma venda online?

Mesmo que você não tenha muita familiaridade com processos tributários, é importante ter pelo menos um conhecimento básico sobre os encargos que você deve arcar. Assim, você terá um planejamento de quanto poderá gastar e quais são os seus lucros.

Mas, sabemos que esse assunto é complexo e às vezes difícil de entender. Por isso, convidamos o empresário contábil, Anderson Hernandes, para explicar sobre os impostos que incidem na venda de produtos e serviços online. Confira!

Quanto você deve pagar de impostos quando vende um produto digital?

Ao contrário do que muitos empreendedores imaginam, calcular os impostos de uma venda online não é tão complicado, é até bem simples. Nesse caso, falaremos do Simples Nacional. 

Geralmente, as notas fiscais do mercado digital são as de serviço - NFS-e. Sendo assim, depois que você emitir as suas é o que imposto vai ser calculado. Esse encargo é pago sobre o total de notas fiscais geradas.

Qual é o cálculo dos impostos de uma venda online?

Atualmente, o imposto varia de 6% a 17,42%. Para saber qual é o valor do tributo que você deve pagar, basta acessar a tabela do Simples Nacional.  Ele é progressivo e começa no faturamento 0 e vai até R$3,6 milhões.

Atenção: essa é a regra para 2017, já que a partir de 2018, o teto do Simples Nacional passará para R$4,8 milhões.

Dessa forma, você precisa multiplicar o valor total da sua receita pelo percentual do modelo tributário.

Leia: para entender melhor como funciona, acesse o nosso artigo do Simples Nacional que trata claramente e com exemplos sobre o assunto.

Você ainda perde tempo com nota fiscal?😱

Quanto maior for o seu volume de vendas, maior será quantidade de notas fiscais que você deve emitir. Os principais empreendedores digitais, como o Érico Rocha, a Nath Arcuri e o Mairo Vergara, já deixaram isso no passado. 

Parar de perder tempo com nota fiscal

Vale a pena escolher o Simples Nacional?

Para quem está começando, até que o imposto não é muito alto (inicia com 6%). Porém, para quem está próximo do limite da tabela (taxa de 17,42%), pode ser interessante analisar outras formas de tributação, como o lucro presumido. Em alguns casos, ele pode ser interessante já que gera uma redução de impostos.

Porém, cada caso deve ser estudado individualmente. É comum que as empresas que vendem produtos digitais pela internet se enquadrem como prestadoras de serviço.

Essa é a situação para quem vende cursos online, acesso a uma área de membros exclusiva, ebooks e muito mais. Então, dependendo do faturamento, vale a pena permanecer no Simples Nacional.

Como o contador pode me ajudar?

Mesmo até sendo relativamente fácil de entender essa questão dos tributos de vendas online no Simples Nacional, é preciso tomar cuidado. Você precisa fazer o recolhimento correto desses impostos para não ter grandes problemas fiscais.

E, para isso, é primordial contar com o trabalho de um contador, que está preparado para te ajudar em relação a essas questões que confundem a cabeça de tanta gente.

É bem comum que os empreendedores tenham dúvidas quando fazem os cálculos dos impostos de uma venda online no Simples Nacional. Apesar desse modelo de tributação ser simplificado, quando o assunto são impostos e obrigações fiscais sempre surgem questionamentos.

Esperamos que esse conteúdo tenha sido muito útil para você não se complicar com o fisco. Agora, aproveite para descobrir o que é CNAE e qual é a importância dele para o seu negócio!

* Artigo produzido em parceria com o empresário contábil, Anderson Hernandes, responsável pela Tactus, contabilidade especializada no mercado digital.

Avatar
Gabriel Nascimento - Analista de marketing, engenheiro civil por formação e eterno aprendiz de novos idiomas!
Comentários
  1. Desculpe a franquesa. Mas fico desconfortável em, estar lendo algo na tela e de repente aparece uma propaganda me tirando a atenção. Ai perco a vontade de ler e aparece avontade de mudar de site. Fica dica!

    1. Ei Ana, a sua pergunta é interessante.

      A NF-e (Nota Fiscal de Produto Eletrônica) se refere à venda de produtos físicos.

      Sabe quando você compra um livro ou um eletrônico em um e-commerce?

      Nesses casos, você recebe uma NF-e junto com a mercadoria.

      Se você compra um curso online, você recebe uma NFS-e (Nota Fiscal de Serviço Eletrônica) por email.

      Como o seu próprio nome diz, ela está relacionada à prestação de serviço.

      Você pode entender um pouco mais com este outro artigo! 😀

  2. Olá,
    Legal a sua aula.
    Pergunta para todos que souberem.
    Quais impostos tenho que pagar como Pessoa Física para infoprodutos da Hotmart?
    Então, tenho um curso digital na hotmart e gostaria de pagar os impostos devidos. O imposto de renda é certo, porém como faço para pagar os outros? Tipo Estadual ou Municipal?
    Preciso emitir nota fiscal desses produtos na hotmart para os meus clientes?
    Somente pagando o imposto municipal como profissional autônomo é o suficiente?
    E qual é o procedimento para pagar essas notas?
    Não vou abrir uma PJ nesse momento, tem que ser tudo por PF (pessoa física)
    Muito obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.