impressora-nao-fiscal
NEGÓCIOS

Impressora não fiscal: o que é e como escolher

Atualizado há mais de 3 semanas

​Acompanhe o nosso guia sobre impressoras não fiscais, tire suas dúvidas e escolha a melhor.

A todo momento, inovações tecnológicas surgem no mercado e modificam por consequência a vida das pessoas.

Imagine o setor varejista, por exemplo, que mudou totalmente em eficiência e praticidade por conta da chegada da Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFCe).

A NFC-e, que já é realidade em quase todo o país (confira o calendário de obrigatoriedade no seu estado), chegou para substituir a nota fiscal de modelo 2 e o cupom fiscal.

Assim, surgiu então a necessidade de impressão do Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica (Danfe) dessa nota, e aí fica a pergunta:

“Mas e então… qual o modelo de impressora devo utilizar? É necessário alguma especificação própria? Quais são as melhores?”

Pensando nisso, escrevemos este post para responder a esses e outros tipos de questionamentos para te ajudar nesse processo.

Mas, de antemão, já adianto que para a emissão do Danfe NFC-e será utilizado uma impressora não fiscal! Não sabe o que é isso? Siga aqui com a gente para descobrir.

O que é uma impressora não fiscal?

Uma impressora não fiscal é a ferramenta usada para a impressão do Danfe NFC-e, cumprindo assim com a obrigatoriedade exigida pela legislação.

Além disso, ela irá te auxiliar a desenvolver o atendimento aos clientes com mais agilidade e praticidade, sem falar em prevenir multas devido a não emissão da nota.

impressora-nao-fiscal

Esses equipamentos substituem o ECF (Emissor de Cupom Fiscal) nas devidas regiões.

Ou seja, você que é empreendedor e atua principalmente no setor de varejo, deve ficar ligado às mudanças e obrigações impostas ao seu estado para evitar incorrer em sonegação fiscal.

Observação: O estado de São Paulo, em particular, utiliza o Sistema Autenticador e Transmissor (SAT) e da mesma forma, em específico, o estado do Ceará, usa o Módulo Fiscal Eletrônico (MFe).

E adivinha só?

Esses aparelhos também utilizam uma impressora não fiscal em conjunto! Dessa forma, os dispositivos além de transmitirem as informações necessárias ao Fisco, também geram a emissão dos comprovantes para o cliente.

Ser ou não ser fiscal… Qual a diferença?

ser-ou-nao-ser-fiscal-impressora-nao-fiscal

Ambas as impressoras precisam seguir determinados requisitos legais impostos pela Secretaria da Fazenda (Sefaz)  ao emitir seus comprovantes fiscais.

Dentre as exigências para uma impressora fiscal, há a imposição, por exemplo, de uma memória interna fiscal, que armazenará os dados de todas as notas que estão sendo emitidas.

Isso, pois a legislação estabelece o prazo de 5 anos de armazenamento para esses tipos de documentos.

Esse requisito faz com que o modelo de impressora tenha um custo mais elevado quando comparado com o valor das não fiscais, que não precisam disso.

Mas, felizmente, com a adoção da NFC-e por muitos estados brasileiros, as impressoras fiscais estão ficando de lado.

Com o novo método de emissão, a gestão das informações da venda deixa de ser responsabilidade da impressora fiscal e torna a ser uma atribuição do programa emissor de NFC-e, que é integralmente digital.

Dessa forma, a impressora não fiscal terá o trabalho somente da impressão do Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica (Danfe).

Portanto, todos os componentes que eram obrigatórios no ECF deixam de ser necessários para uma impressora não fiscal. 

Quais as características de uma impressora não fiscal?

No momento de escolher qual a impressora mais apropriada para o seu tipo de negócio. Você terá de observar algumas características para que tudo dê certo no instante da emissão da nota.

Por isso, montamos um guia prático sobre as principais características de uma impressora térmica (não fiscal) que você precisa ficar ligado na hora de escolher a sua, acompanhe!

O tamanho

Bom, a dica aqui é o seguinte: O tamanho por si só, não é lá mesmo tão importante. A grande sacada é avaliar quantos caracteres a impressora dispõe para cada linha impressa da NFC-e. 

A variação dos modelos é de 24 a 64 caracteres por linha. Se formos pensar economicamente, quanto menos caracteres utilizados por linha, mais papel com impressão você gastará.  

tamanho-impressora-nao-fiscal

Em resumo, quanto maior for a largura da impressora não fiscal, mais caracteres você terá em uma linha e, consequentemente, menos papel usará. 

A eficiência de funcionamento

A eficiência do funcionamento é uma das característica mais importantes, além do mais, você só estaria perdendo dinheiro ao utilizar uma impressora que não atende a demanda de impressão que você precisa.

Por isso, vale lembrar que cada modelo possui diferentes eficiências de funcionamento, alguns tipos, por exemplo, não são tão efetivos para a impressão sequente de muitos arquivos.

Por isso, na hora de escolher a sua impressora, avalie se esta tem a capacidade de suprir a demanda do seu negócio durante todo o horário de funcionamento.

A velocidade

velocidade-impressora-nao-fiscal

Velocidade. Outro atributo fundamental que você precisa ficar atento na hora de pesquisar por impressoras térmicas. A velocidade desse tipo equipamento pode variar de 150 mm/seg. a 300 mm/seg.

Pelo fato deste aparelho ser o responsável pela entrega do Danfe NFC-e aos consumidores, é essencial que esse processo seja ágil e efetivo.

Assim, você evita transtornos com o público que aguarda na fila e com o cliente que está sendo atendido, prestando um serviço veloz e de responsabilidade.

O tipo de dispositivo de saída

O dispositivo de saída é o método com que a impressora se comunica com o computador. 

Existem no mercado três tipos de saída para esses aparelhos — USB, serial e Ethernet. Alguns aparelhos podem conter todas essas, mas outros não.

Portanto, quando for optar por qual o melhor equipamento, não se esqueça de verificar se o aparelho possui um dispositivo de saída compatível coma  que você utiliza.

Observação: A grande dica é: na dúvida, escolha pela impressora que tenha uma saída Ethernet. Desta forma, você poderá conectá-lo à rede da sua loja e simplificar a comunicação com todos os computadores. 

O suporte e a garantia

Verifique se, ao adquirir o produto, você contará com a instalação e homologação do aparelho pelo fornecedor.

Esses procedimentos, quando realizados por um profissional experiente, evitam problemas de funcionamento e dores de cabeça que você possa vir a ter no futuro por conta de uma instalação ou homologação mal feita.

Além disso, observe se o produto tem direito à garantia de pós venda e suporte ao consumidor.

Quais as melhores impressoras não fiscais do mercado?

Como já vimos nos tópicos anteriores, às vezes, não significa que a impressora mais cara será a melhor para você. O ideal é verificar o custo-benefício em relação ao funcionamento do seu negócio.

Para te auxiliar nesse processo, separamos 4 modelos diferentes como indicação para você. Veja:

1. Epson TM-T20

impressora-nao-fiscal-Epson-TM-T20

Se você procura por uma  impressora com um preço mais acessível e de boa qualidade, a Epson TM-T20 é a sua escolha.

O aparelho tem uma configuração simples, o que facilita a instalação. No mais, é uma impressora eficiente e econômica.

Sua vantagem é a versatilidade, podendo ser colocada tanto na vertical, quanto na horizontal, ou até mesmo ser fixada na parede.

Ela conta também com os 3 dispositivos de saída e tem o selo Energy Star, o que dá a garantia de um baixo consumo de energia

2. Bematech MP-4200 TH

impressora-nao-fiscal-Bematech-MP-4200-TH

Este é um modelo de alta durabilidade, desempenho e performance. A Bematech MP-4200 TH faz impressões em alta velocidade e possui capacidade para diferentes tamanhos de bobina.

E tem mais. Ela conta com o Sistema Easy Recovery, capaz de poupar tempo em caso de atolamento de papel.

3. Elgin i9

impressora-nao-fiscal-elgin-i9

Uma impressora com excelente desempenho, que realiza a impressão de todos dos os tipos de cupons, comprovantes, senhas e ordens de recibos. 

A Elgin I9 tem uma impressão super rápida, atingindo uma velocidade de 300 mm/s.

Um recurso interessante desse aparelho é a facilidade de programá-la para gerar senhas, por exemplo, que é feito apenas ajustando algumas chaves na própria impressora.

4. Daruma DR-800

impressora-nao-fiscal-daruma-dr-800

Tecnológica e robusta, essas são as palavras que definem a Daruma DR-800. Ela é capaz de suportar uma grande demanda de impressão, atendendo com o máximo de eficiência.

A super velocidade é um dos principais atributos desse aparelho, que pode atingir os 300mm/s em bobinas de até 133 metros, garantindo um potente desempenho e estabilidade.

Já tenho uma impressora. E agora?  O que é preciso para começar?

Bom, a impressora não funciona sozinha, então… para que tudo ocorra com perfeição, você deverá contar com um ERP eficiente — um sistema de automação de processos — que irá integrar a emissão das notas. 

A partir desse momento, você será capaz de agilizar suas vendas e ter um controle mais certeiro da gestão do seu negócio, o que impacta diretamente no aumento do ticket-médio. 

Agora, você já conhece um pouco sobre os tipos de impressoras não fiscais e qual a importante função que ela realiza, otimizando o tempo no fechamento da venda.

Aproveite e fique por dentro também sobre os principais tipos de notas fiscais que existem no mercado e amplie o seu conhecimento empreendedor!

Rafael Versiani - Escritor, produtor de conteúdos, entusiasta da vida real e amante de ficção científica!
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ilustração de personagem assinando newsletter

Receba conteúdos automágicos sobre o seu mercado por email em primeira mão!

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.