independência financeira
NEGÓCIOS

Independência financeira: 7 dicas para alcancá-la

Atualizado há mais de 3 semanas

A independência financeira pode ser interpretada de modo diferente de acordo com cada pessoa. Enquanto alguns desejam parar de trabalhar aos 30 anos, outros querem ter mais tempo para passar com a família. 

De qualquer forma, uma das características em comum é a tranquilidade ao pensar no dinheiro para o futuro, seja por meio de renda extra, seja por causa do crescimento do negócio.

Tecnicamente falando, essa independência é o resultado positivo da renda passiva em relação ao custo de vida mensal. Ou seja, o lucro dos seus investimentos é maior que o seu gasto no mês, em que:

  • renda passiva: é o total gerado pelos ativos e investimentos.
  • custo de vida mensal: valor gasto em todos os meses para manter o padrão de vida atual.

Alcançar a independência financeira vai muito além do que se aposentar antes dos 50/60 anos. Representa a liberdade de escolher o que fazer e quando fazer, sem precisar se preocupar com um emprego fixo, por exemplo.

Leia este conteúdo e entenda mais sobre o assunto.

Quantos tipos de independência financeira existem?

Se tornar independente financeiramente pode ter vários significados dependendo do objetivo de cada um.

Para muitas pessoas, não ter dívidas já é considerado como independência financeira. Para outras, alcançá-la representa viver apenas com o retorno de investimentos realizados.

Essas definições não estão erradas, mas representam independência a curto e a longo prazo sucessivamente. Para cada objetivo existe um marco, e é isso que você aprenderá a seguir.

Não ter dívidas

O primeiro passo para ir em direção à sua independência financeira é não gastar mais do que recebe. Por mais que isso pareça óbvio, mas, de acordo com o Serasa Experian, em novembro de 2018, existiam mais de 62 milhões de consumidores inadimplentes em nosso país.

Atingir a liberdade de contas significa quitar as dívidas existentes. Com isso, os juros e as multas também são eliminadas, e o seu dinheiro pode começar a ser poupado e investido.

Liberdade temporária

A liberdade financeira a curto prazo é a base para que você consiga atingir as outras. Representa que, no caso de algum imprevisto, você possui renda suficiente para manter o seu padrão de vida por um prazo de 3 a 6 meses.

Para obtê-la, é necessário investir em uma reserva de emergência, guardando parte do seu dinheiro ganho no mês para eventuais necessidades.

Ao decidir criar uma reserva de emergência, é necessário calcular o valor gasto mensal, para assim saber o valor que deverá poupar para te suprir por aproximadamente 6 meses.

Fim da dependência do emprego

Depois de se livrar das dívidas, juros e multas e ter criado a sua reserva de emergência, é o momento de começar a poupar o dinheiro e investir para gerar receita.

Esse estágio é conhecido como a liberdade de emprego, pois além da reserva de emergência, você terá uma renda para viver no seu padrão por mais tempo caso algo imprevisto aconteça, como a perda de um emprego.

Então, é necessário continuar poupando após criar a sua reserva de emergência, e de preferência investir em alguma ação ou poupança que te traga um retorno positivo do valor guardado.

Independência financeira

Esse é o estágio tão sonhado por muitos. Você já está investindo e o retorno do investimento é maior que o seu gasto mensal.

Essa liberdade financeira não representa necessariamente que você não deva mais ter um emprego, e sim que você não precisa mais trabalhar se não quiser. Em outras palavras, você pode dizer adeus ao estresse no trabalho e ter melhor qualidade de vida.

Essa independência financeira possibilita que você invista o seu tempo no que realmente ama, e isso, em muitos casos, pode ser o próprio trabalho. Como você não tem mais o peso de pagar as contas em dia, você se sente livre para ter o cargo que quiser e ser mais feliz.

Também será possível adquirir bens e realizar sonhos, como abrir uma empresa.

Como alcançar a independência financeira?

Apesar de parecer complicado, ser independente financeiramente é algo que qualquer pessoa pode alcançar. Basta que você tenha dedicação, aprenda com os seus erros, poupe dinheiro e acompanhe o mercado nacional e internacional.

Abaixo, você encontra dicas para colocar em prática ainda hoje:

Faça um planejamento financeiro

O primeiro passo para alcançar a tão desejada independência financeira é montar o seu planejamento financeiro.

Planilhas e aplicativos podem te ajudar com isso. O planejamento deve conter todas as suas despesas e também o que você recebe, para conseguir filtrar o que realmente é um gasto necessário e o que não é.

No momento de criá-lo, é importante incluir todos as despesas, até as mais curtas. Nesse momento, cada centavo faz diferença, já que valores pequenos podem representar uma grande quantia quando somados no final do mês.

Se você é um empreendedor, provavelmente, está acostumado com o fluxo de caixa. Essa ferramenta financeira é uma boa solução para quem quer organizar as finanças e monitorar todo dinheiro que entra e sai do seu bolso.

Ganhe dinheiro

Investir o seu tempo em ganhar dinheiro é um dos passos mais importantes para alcançar a sua liberdade financeira.  Além de poupar, você também pode optar por ganhar uma renda extra, e aumentar o montante que será investido no seu futuro.

Algumas atividades podem gerar essa renda para você sem demandar um investimento alto de tempo e de recursos, um exemplo disso é se tornar um digital influencer.

Durante grande parte do dia, passamos conectados em redes sociais, não é mesmo? Por isso, se tornar um influenciador digital permite que você otimize o tempo do seu dia e ainda consiga dinheiro para investir nos seus sonhos.

Mas como isso acontece? Perfis populares na internet fazem parcerias com empresas para divulgar produtos e serviços. E acredite: existem oportunidades para todos os ramos, seja na gestão escolar, seja no mundo fitness.

PS: após terminar a leitura deste conteúdo, faça o seguinte exercício: entre em seu Instagram e a quantidade de celebridades e pessoas famosas que fazem propaganda em seu feed de notícia. E não pense que é preciso ter milhões de seguidores. Basta que você tenha uma audiência fiel, que adora as suas publicações.

Outro modo de ganhar dinheiro é vender cursos online. Caso você domine algum tema, independente do que seja, pode investir em criar cursos e vendê-los em plataformas Ead. Normalmente, os recursos investidos também são baixos para iniciar nesse mercado e oferecem um grande retorno financeiro.

Estabeleça um valor de gastos e reservas

Não controlar as despesas mensais é um dos erros mais comuns. Quem pensa que pequenos gastos não causam grandes consequências está equivocado, principalmente quando isso se torna um hábito.

Devido a isso, estabeleça um valor para os seus gastos e para as suas reservas mensais. Você pode começar com R$ 100,00, R$ 500,00 ou R$ 1.000,00 — o importante é que você estabeleça uma rotina para poupar.

PS: Para criar o seu teto de gastos, você não precisa abrir mão de tudo. Aliás, você não deve abrir mão de tudo. A liberdade financeira deve caminhar junto com a sua qualidade de vida.

Tenha uma reserva de emergência

Conforme você aprendeu, a reserva de emergência te possibilita viver com o seu padrão por um determinado tempo. Quando uma pessoa não possui uma reserva de emergência, e ocorre algum imprevisto, as chances de endividamentos são grandes.

Por isso, criar uma reserva de emergência é o primeiro passo para começar a investir. Esse valor deve corresponder a, aproximadamente, 6 meses dos seus gastos mensais.

Invista o seu dinheiro

Utilizar contas poupanças ou comprar ações é o melhor modo de investir nos seus sonhos. Para isso, verifique quais investimentos trarão o retorno desejado, e quais se adaptam ao seu perfil investidor.

Alguns detalhes devem ser analisados com cuidado, como:

  • rendimento anual;
  • período de retirada;
  • valor mínimo de investimento;
  • se é necessário ou não investir todos os meses.

Alternar entre mais de um investimento também é uma boa ação, já que o seu capital não estará todo concentrado em apenas uma aplicação. Além disso, você terá datas e valores diferentes de rendimento — o que é ótimo!

Consuma conteúdos

Criar o hábito de acompanhar as tendências do mercado financeiro é a melhor atitude para quem quer investir corretamente e alcançar a independência financeira.

Com uma simples pesquisa no Google, por exemplo, é possível esclarecer dúvidas e encontrar diversos conteúdos informativos. Existem blogs sobre finanças pessoais também, como:

Conclusão

Neste post, você aprendeu que a independência financeira não precisa ser apenas um sonho. Ela pode ser uma realidade na sua vida se houver disciplina e planejamento.

Com as dicas aprendidas, inicie o seu planejamento e siga em direção À sua tão sonhada independência financeira. E lembre-se de que a sua qualidade de vida não deve ser deixada de lado.

Quer melhorar ainda mais a sua performance? Então, continue conosco e descubra o que é procrastinação e como eliminá-la da sua rotina.

Larissa Ester - Estagiária de marketing, sempre em busca de aprendizado. Apaixonada por marketing digital e criação.
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba conteúdos automágicos sobre o seu mercado por email.
Ilustração de personagem assinando newsletter

Receba conteúdos automágicos sobre o seu mercado por email em primeira mão!

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.