nsu
LEGALIZAÇÃO

NSU – Número Sequencial Único de NF-e: O que é?

Atualizado há mais de 1 semana

Acompanhe o nosso guia e descubra o que é o número sequencial único (NSU) e qual a sua importância para um ERP. Confira!

Os desenvolvedores de ERPs que atendem a área da legislação fiscal estão um pouco mais acostumados com o ambiente de emissão dos documentos fiscais eletrônicos (NF-e, CT-e, e outros) e conhecem das dificuldades dessa atividade.

Um dos elementos contidos neste trabalho é o Número Sequencial Único (NSU). Mas o que significa esse termo? Podemos adiantar que conhecer esse item é mais um passo para oferecer soluções diferenciadas a seus clientes! 

Quer saber o que é e como funciona o NSU, bem como descobrir sua importância para um ERP? Então acompanhe este post e tire suas dúvidas agora mesmo!

O que é NSU?

O Número Sequencial Único (NSU) é de um código numérico gerado pela Sefaz (Secretaria da Fazenda) para distinguir e identificar um tipo de Nota Fiscal eletrônica, uma Carta de Correção eletrônica, um Evento da NF-e  ou até mesmo um conjunto destes documentos.

Em outras palavras, esse número existe para identificar um evento no ambiente dos documentos fiscais eletrônicos que referenciam um CNPJ.

Vale dizer que, o processo de distribuição de documentos fiscais eletrônicos pela Sefaz é efetuado por meio do NSU.

Assim, ao receber o retorno de uma consulta da SEFAZ, cada documento fiscal passará a apresentar um número NSU vinculado a ele.

Por exemplo:

  • NF-e 223 - NSU:14
atenção

Toda consulta na Sefaz deve ser feita informando o último NSU consultado. Ou seja, se foi realizada uma consulta e o último NSU disponibilizado foi o 14. Portanto, a próxima consulta deverá ser efetuada a partir deste.

É preciso lembrar que você pode guardar esse número de duas formas:

  • Manualmente: no fim do dia, a pessoa deve confrontar os resultados com o seu sistema de vendas e o extrato da adquirente. Essa prática é também conhecida como “fechamento de caixa”.
  • Solução automatizada:  Ao utilizar um sistema de automação de processos para essa finalidade, você economiza tempo e conta com mensagens de avisos caso haja qualquer inconsistência nos dados.

Como o NSU é gerado pela Sefaz?

Assim que é protocolado um evento ou documento fiscal, a Sefaz fica responsável pela aprovação dos documentos daquele CNPJ, que serão sincronizados com o Ambiente Nacional (AN).

Podemos inferir que é no AN, então, que acontece a centralização das informações sobre os documentos.

Logo, quando um evento é inserido no banco de dados do AN, é neste momento que o código NSU é criado pelo sistema. 

E, como falamos no tópico anterior, o NSU é sequencial por CNPJ, portanto, cada CNPJ terá acesso aos arquivos destinados sequenciados no AN.

Qual é a principal finalidade do NSU?

A principal finalidade do Número Sequencial Único é possibilitar a consulta dos documentos fiscais por parte dos autores mencionados no documento.

Desta forma, ao realizar uma requisição de consulta, fica a cargo dos autores o dever de informar um NSU, para que assim possam receber em retorno um arquivo compactado contendo todos os documentos que abrangem aquele NSU.

De certa forma, o NSU serve para que o contribuinte consiga identificar todas as menções do seu CNPJ no ambiente dos documentos fiscais eletrônicos.

Logo, ao utilizar desse mecanismo, uma empresa, por exemplo, poderá fiscalizar como seu CNPJ está sendo referenciado, o que pode evitar fraudes e prejuízos com emissões errôneas de seus prepostos e de terceiros.

atenção

Quando o contribuinte realiza uma operação no ambiente de autorização, ele tem como resultado um arquivo .XML — que representa o documento fiscal eletrônico da operação —, podendo ser livremente copiado.

Vale dizer que todas as cópias do .XML autorizado serão consideradas originais.

Qual é a importância do NSU para um ERP?

Uma vez que o NSU é uma forma de identificação de documentos fiscais eletrônicos, ele passa a ser de grande valor para o aprimoramento da gestão de uma empresa. 

Desta forma, as Software Houses que optarem por incrementar seus serviços podem considerar o uso das informações dos documentos fiscais eletrônicos de forma integrada com o ERP.

Fazendo isso, o gerenciamento de dados transforma-se em algo bem mais simples e completo quando agregado às informações fiscais, gerando vários benefícios, como, por exemplo:

  • Maior rastreabilidade;
  • Maior amplitude de controle;
  • Maior integração.

Além disso, entender sobre os documentos fiscais e aplicar esse conhecimento nos serviços prestados é também uma forma de buscar novas oportunidades de parcerias, bem como a expansão das vendas da empresa.

Nesse post, você ficou por dentro do que significa o Número Sequencial Único (NSU) de uma Nota Fiscal e qual a sua importância para um ERP.

Mas você sabe o que representa o item NCM e como usar em seus documentos fiscais? Não? Então venha agora mesmo descobrir! 

Enter your text here...

Rafael Versiani - Escritor, produtor de conteúdos, entusiasta da vida real e amante de ficção científica!
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ilustração de personagem assinando newsletter

Receba conteúdos automágicos sobre o seu mercado por email em primeira mão!

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.