NFS-E em PHP
LEGALIZAÇÃO

Desafios na emissão de NFS-e em PHP

Atualizado há mais de 1 semana

Acompanhe o nosso passo a passo e entenda as dificuldades por trás da emissão de uma Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e) em PHP.

A emissão de NFS-e em PHP é muito importante para quem deseja oferecer a melhor experiência aos seus clientes e, claro, respeitar as legislações tributárias.

Entretanto, integrar uma prefeitura não é tão simples quanto parece. Cada município têm exigências diferentes, então é comum surgirem dúvidas e não saber como agir.

Os procedimentos para integração costumam envolver muitas burocracias e desafios técnicos que precisam ser contornados, como a falta de webservice.

Neste post, você descobrirá o passo a passo para emitir NFS-e em PHP, os desafios de cada etapa e como se preparar para superá-los!

Qual o passo a passo e os desafios para emitir NFS-e em PHP?

Emitir NFS-e em PHP pode trazer, para além de desafios, muita dor de cabeça e complicações. Isto, pois a legislação tributária brasileira é complexa e as exigências para a integração das prefeituras são de fato burocráticas.

Pensando nisso, elaboramos um passo a passo para mostrar os principais processos para esse tipo de emissão de nota fiscal, como também, as dificuldades que você poderá encontrar em cada um deles. Veja!

1º Passo: Identificar qual o provedor e o layout da emissão da nota usado pela prefeitura

Nesta primeira etapa, caberá ao desenvolvedor verificar junto à prefeitura — a que ficará responsável pela emissão da nota fiscal — qual o provedor e layout que ela utiliza.

Isso é necessário pois não há um padrão nacional obrigatório — por mais que exista a NFS-e Nacional — e cada município pode contratar um provedor diferente. 

2º Passo: Estudar o Manual de Integração da prefeitura

Sabe a história do provedor? Então… cada um possui um manual que explica como realizar a integração.

Isso significa dizer que cada prefeitura poderá exigir componentes específicos e apresentar códigos diferentes —  até mesmo para fazer referência a uma mesma informação!

nfs-e-em-php-estudar-manual-de-integração-da-prefeitura

É nessa parte do processo que o desenvolvedor entenderá como funciona o sistema daquela localidade, para então, poder construir o arquivo XML com os dados no formato correto.

Para ficar mais claro, repare no exemplo abaixo: A imagem representa os códigos e referências que precisam conter no XML para a prefeitura de São Paulo-SP.

nfs-e-em-php-sao-paulo

Note que ela possui um tipo de descrição próprio e atente-se para o termo "tpCidade". 

Agora observe a figura seguinte. Esta também representa os códigos que devem ser inseridos no XML, mas estes, para a prefeitura de Barueri-SP

nfs-e-em-php-barueri

Como você pôde ver, não há um padrão de identificação de cada tópico, nesse caso, o item que traz a assimilação da cidade possui uma descrição de código bem diferente, "tsCodigoMunicipioIbge".

Percebeu a complicação burocrática? Mesmo com prefeituras próximas, os formatos podem variar. Por causa disso, essa é uma fase que mistura atenção com aprendizado, e todo cuidado é necessário para que nada passe batido.

É por causa de situações como essa que é tão comum se confundir ao integrar diferentes prefeituras.

Vale dizer, que esse é apenas um exemplo simples de identificação. Imagine ter de interpretar todos os outros itens e, dentre eles, campos mais críticos, como é caso de alíquotas, impostos e taxas.

nfs-e-em-php-manual-de-integraçao

Observação:

Ainda, pode ocorrer do Manual de Integração não estar disponível no site. Nessa situação, você terá de entrar em contato com o órgão oficial para solicitá-lo... e torcer para alguém responder!


Impasses como esse, geralmente, causam desgaste e estresse, pois a resolução do problema nem sempre acontece imediatamente e o contato também nem sempre é eficaz.


Algumas vezes, é preciso abordar a prefeitura por meio de emails, ligações e, em alguns casos, até mesmo ir lá pessoalmente!


Com isso, o prazo para o processo de integração vai sendo dilatado e, por consequência, o início das emissões das notas vai ficando cada vez mais distante.  

3º Passo: Analisar os métodos de certificação digital

Para que seja feita a emissão da NFS-e, algumas prefeituras pedem o certificado digital, enquanto outras  apenas solicitam que seja criado um login e senha.

O problema dessa etapa é a exigência do desenvolvedor conhecer a respeito dos tipos de assinatura digital —  suas particularidades técnicas e funcionalidades —  ou seja, mais estudo e aprendizado.

nfs-e-em-php-analise-metodos-certificaçao-digital

4º Passo: Comunicação com o web service

Para que o fluxo de emissão de NFS-e em PHP acompanhe a demanda de pedidos, é preciso que seja implementada a comunicação com o web service local do município.

Uma vez feito isso e com a ajuda de uma API para nota fiscal inteligente, pronta para realizar essa comunicação, tudo fica mais simples.

Caso contrário, você teria de ficar por conta de consultar os status das notas fiscais para descobrir se foram aceitas ou não, além de se preocupar com a comunicação entre os servidores e com possíveis erros no envio de dados.

Um deslize e a nota pode ter sua emissão impedida e ser bloqueada. Alocar tempo e energia para ficar identificando erro de cada uma é algo comprometedor para o crescimento de uma empresa, né?

E quando o município não tem webservice, o que é possível fazer?

Então, existem algumas possibilidades.

Em Barueri, por exemplo, a prefeitura não disponibiliza webservice. Isso significa que é necessário upar um arquivo com as notas manualmente — algo nada escalável, certo?

Por outro lado, quem utiliza o eNotas Gateway não precisa se preocupar com isso. Com uma API única e poderosa, o eNotas Gateway emite NFS-e em Barueri e várias outras cidades sem webservice (Valinhos, Santana de Parnaíba, Içara e etc).

Quais os desafios pós integração?

Muito se engana quem pensa que, após a integração, os desafios acabaram.

nfs-e-em-php-desafios-pos-integraçao

Na verdade, trabalhar com a emissão de notas fiscais de serviço, seja em qualquer formato, é uma tarefa que não permite que você baixe a guarda. Trata-se de um campo aberto suscetível a muitas variáveis.

Dentre as dificuldades e os trabalhos após a integração, podemos citar:

  • Mudança do provedor: a prefeitura não realiza um comunicado diretamente e também, não detalha o que foi alterado, cabe ao desenvolvedor fazer essa verificação. Alguns portais de notícias até ajudam, mas, de qualquer forma, é preciso ficar de olho.
  • Erro na chave de criptografia: com a efetivação de alguma mudança no servidor, o certificado da prefeitura pode parar de corresponder, o que gera uma mensagem de erro.
  • Realizar testes: faz parte do processo de desenvolvimento efetuar testes de averiguação do funcionamento total do sistema.
  • Fornecer suporte aos clientes: sem ter à disposição uma equipe preparada para resolver os problemas do dia a dia do usuário, fica difícil entrar na competitividade do mercado.
  • Manual de Integração com informações erradas ou desatualizado;
  • Lentidão (Failover);
  • Falha no formato de dados do usuário (cpf, endereço, CNPJ, por exemplo).

Veja alguns exemplos práticos disso.

A Prefeitura de Itapevi (SP) atualizou sistema em outubro de 2019. Com isso, quem está integrado ao município precisou se adaptar para manter a emissão de NFS-e em PHP em dia (clique na imagem para ampliá-la).

sistema nfse itapevi fora do ar

Já os contribuintes de Blumenau (SC) passaram por poucas e boas com a implementação do novo provedor de nota fiscal em outubro de 2019.  Como o layout era diferente, alterações e paciência foram necessárias.

api NFSe novo fornecedor blumenau

Atenção: Possíveis erros em documentos fiscais podem gerar muitas complicações, dentre elas, multas altíssimas e até mesmo a prisão!

Isso ocorre, pois a emissão de nota fiscal exige regras e prazos que precisam ser respeitados. Caso contrário, o indivíduo pode acabar incorrendo em sonegação fiscal.

Curiosidade

Será que você sabe como funciona um webhook?

Por que integrar a emissão de NFS-e em um ERP?

Um sistema de gestão ou um ERP precisa oferecer todas as funcionalidades que seus usuários precisam. Além de garantir o correto fluxo de caixa, é necessário ter o controle de estoque e diversas outras funções.

Nesse cenário, a possibilidade da emissão de NFS-e surge como um diferencial. Usuários de sistemas que não disponibilizam esse mecanismo precisam utilizar duas ou mais ferramentas para tal, criando burocracias desnecessárias. 

Imagine o retrabalho gerado pela criação e exportação de planilhas por parte dos seus clientes. Provavelmente, eles poderiam investir esse tempo em questões mais estratégicas, certo?

Por esses motivos, a sua solução deve contar com a funcionalidade de emissão de NFS-e, visando agregar mais valor ao seu produto e atender às necessidades do mercado. 

É possível até mesmo aumentar o ticket-médio, uma vez que, ao oferecer a possibilidade de emissão de nota fiscal, você garante destaque e sai à frente da concorrência!

Como os maiores ERPs e empresas emitem NFS-e em PHP?

Bom, como você pôde acompanhar, os passos para a emissão de NFS-e em PHP é cercado de diversas variáveis e exige um conhecimento técnico amplo.

Para te auxiliar nessa jornada, o ideal seria contar com uma API poderosa e inteligente, capaz de automatizar todos esses processos e permitir que você aloque energia para outros setores.

Vale dizer, que quanto maior o número de prefeituras integradas, maior a dificuldade, pois cada uma conta com suas particularidades e estão a todo momento passíveis de sofrer alterações.

Os ERPs e as empresas que mais crescem no mercado — como a TOTVS, Conta Azul e Sankhya — contam com a ajuda do eNotas Gateway para impulsionar suas vendas.

Com uma simples e única API REST JSON, é possível emitir NFS-e em PHP em todo o Brasil, inclusive em municípios sem webservice, como: Valinhos, Santana de Parnaíba e Barueri. Tudo isso com um único código:

Insert Content Template or Symbol
nfse php script

E tem mais. O eNotas Gateway gerencia automagicamente as instabilidades das prefeituras e conta com um código de serviço municipal nacionalizado.

Dessa forma, você não precisa se preocupar com os diferentes tipos e formatos de códigos exigidos pela prefeitura, como CNAE e item da lista. 

Tá esperando o quê para vivenciar a melhor experiência de automação de nota fiscal da galáxia? Venha para o nosso lado da força agora mesmo!

Rafael Versiani - Escritor, produtor de conteúdos, entusiasta da vida real e amante de ficção científica!
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ilustração de personagem assinando newsletter

Receba conteúdos automágicos sobre o seu mercado por email em primeira mão!

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.