Precificação: saiba como precificar um produto

Atualizado há menos de 1 semana

O empreendedorismo requer o cumprimento de uma série de etapas, cruciais para o sucesso de um negócio. Uma delas é a precificação, do produto que será oferecido.

Definir o preço de um produto ou serviço costuma gerar muitas dúvidas nos empreendedores. Afinal, de onde tirar referências?

Muitos acreditam que basta analisar os preços da concorrência e considerar os custos despendidos. Porém, o processo é muito mais complexo!

Se você não sabe como precificar um produto, vem com a gente. Neste post, vamos te explicar tudo sobre precificação e como chegar em um valor ideal para seu item ou serviço. 

O que é precificação? 

De uma maneira simples, a precificação é o ato de colocar preço em algo, como um produto ou serviço. No caso de um negócio, esta prática deve envolver ainda outras questões. O preço cobrado precisa ser capaz de bancar os custos do negócio e gerar valor para os sócios, mas também considerar a concorrência e ser da alçada dos possíveis clientes. 

Por isso, é muito mais do que simplesmente apontar um preço. Afinal, não adianta colocar valores mirabolantes nem grandes promoções. A ideia é encontrar um equilíbrio entre todos os fatores, para garantir o lucro ao final da venda. Mas, como você já deve imaginar, esse processo não é simples. 

É preciso analisar o caso de cada empresa, e elaborar estratégias para definir os preços dos itens. 

Descobrindo o preço de venda

Primeiro, é preciso saber qual é o seu preço de venda ideal. Ou seja, o preço pelo qual seu produto ou serviço pode ser vendido, gerando lucro e sendo acessível aos clientes. Para isso, um dos métodos usados é o da Taxa de Marcação, ou Markup. Vamos entender melhor. 

precificacao

Taxa de Marcação

A Taxa de Marcação ou Taxa de Markup é um método que envolve todos os custos do processo de produção do produto, desde a matéria prima utilizada, aos custos de comercialização. Seu objetivo é conseguir chegar ao preço final ideal, de uma forma que proporcione lucro para a empresa.

O multiplicador ou taxa de marcação (mark-up) é o valor encontrado para a formação dos preços, que simplifica as contas. Multiplicando-se o número encontrado (TM) pelo valor de aquisição das mercadorias, o preço de venda do produto em questão é encontrado. 

A taxa de marcação é bem simples de ser encontrada: basta dividir o Preço de Venda (PV), pelo Custo de Aquisição (CA) do produto. Neste post, fizemos um passo a passo de como calcular a Taxa de Markup

Estratégias para precificar um produto

Hoje em dia, podemos contar com algumas estratégias para definir os preços dos produtos. É importante conhecê-las e entender como funcionam, analisando se ela é válida ou não para o seu negócio. Confira: 

Margem sobre o custo

A margem sobre custo é uma relação entre a chamada margem de lucro e o preço de custo de cada produto, individualmente. A ideia é precificar um item com base nessa abordagem para entender o quanto ela custa para produção e adicionar a margem de lucro esperada.

Imagine que você venda blusas personalizadas e que o custo de uma peça desta categoria para sua empresa seja R$ 40,00. Se você deseja obter 50% de lucro sobre ele, a precificação para o cliente deverá ser de R$ 60,00.

Lucro-alvo

A precificação neste modelo considera o processo como um todo, levando em conta quanto será preciso vender para obter o lucro almejado.

Dessa forma, não se baseia somente em uma análise de preço individual, mas também considra o volume de vendas para estipular um valor razoável e atingível para os produtos.

Assim, o primeiro passo é estabelecer o quanto se quer lucrar para depois estipular  um preço razoável. Por vezes, o lucro por item pode até não ser muito alto, mas considera-se um grande volume de vendas,ganhando assim pela quantidade vendida. Por isso, o sucesso dessa estratégia depende muito também do tipo de mercado, demanda e produto.

Precificação competitiva

Neste modelo, a “lei do mercado” ou a lei da demanda e oferta é utilizada para definir os preços. Este modelo é bastante utilizado em demandas sazonais ou mesmo por regiões. Por isso, o preço costuma variar em função de vários fatores, desde os relacionados ao produto em si, como ao mercado, período, etc.

A empresa deve precificar o produto não só com base no valor de custo mais o lucro desejado ou compatibilidade. A partir da análise da concorrência, é possível ver o quanto pode explorar ou não sua margem de lucro para atrair clientes. Se os concorrentes vendem a um preço elevado, por exemplo, a empresa pode baixar sua margem de lucro e sair na frente, às vezes ganhando por quantidade.

Por outro lado, se os concorrentes vendem muito barato, a empresa não pode diminuir muito o preço, a menos que o produto esteja em falta em outros lugares. 

Freemium

O freemium, na verdade, se assemeçha a um modelo de negócios. O próprio nome já explica do que se trata: “free” se refere a “livre”, “grátis”. Nesse modelo, um produto começa a ser disponibilizado gratuitamente, para somente depois ser pago.

A ideia é atrair o consumidor, permitindo que ele tenha a experiência de testar benefícios da solução e conhecê-la melhor, por vezes cobrando apenas pela continuidade do serviço ou por funcionalidades extras, após mostrar o valor agregado que aquele produto pode ter na vida do potencial cliente.

O objetivo não é definir um preço que gere lucro em si, mas sim criar uma forma de se aproximar do público e impulsionar o marketing, ou seja, a visibilidade do produto. O Spotify e a Netflix, por exemplo, utilizam essa tática ao oferecer um mês gratuito, com alta taxa de conversão. 

Skimming

O skimming segue uma lógica oposta ao freemium. No modelo, o produto é lançado com um preço muito elevado, que vai diminuindo conforme o tempo vai passando e o item se populariza.

É o caso, por exemplo, do Iphone, que costuma ser lançado a preços altos, que vão caindo com o tempo e diante do lançamento de novos modelos. 

Preço de custo acrescido

A precificação de custo acrescido baseia o preço de venda do produto em uma adição de uma porcentagem de marcação fixa específica ao custo unitário de um produto único.

Como explicamos acima, a taxa de markup é a maneira da empresa gerar uma margem de lucro que alcance sua taxa de retorno alvo e maximize seus lucros gerais. 

De uma forma resumida, a estratégia do preço de custo acrescido consiste em fazer a conta do custo total para produção e adicionar a porcentagem de lucro que a empresa quer ganhar em cima de cada unidade.

Como fazer a precificação? 

Hoje, há várias estratégias que ajudam as empresas a estipularem os preços de seus produtos e serviços. Porém, antes de definir valores, é importante conferir alguns passos. Por isso, separamos alguns itens que você deve conferir para fazer a precificação. 

1. Defina custos e despesas

Antes de começar a precificação, é crucial fazer um levantamento detalhado de todos os custos e despesas envolvidos no desenvolvimento dos produtos ou serviços da empresa. 

Essa etapa é fundamental para evitar confusões e prejuízos, situação comum quando os preços estão baixos demais e o faturamento não é suficiente para cobrir todos os custos e despesas. 

Por isso, é preciso determinar todos os custos envolvidos no processo, desde a compra de matéria-prima e o pagamento de fornecedores. Também é necessário separar todas as despesas, ou seja, os gastos que possibilitam que a empresa alcance seus objetivos, como o aluguel do imóvel e o honorário do contador.

2. Defina sua margem de lucro

Se você tem um negócio, obviamente, deseja ter lucro. Mas antes de definir preços, é preciso pensar em quanto de lucro você deseja ter. Esse é um tópico muito importante,  pois não basta que o valor cubra os custos e as despesas: é preciso gerar lucro para cumprir o propósito do negócio e mantê-lo funcionando. 

O lucro nada mais é do que a diferença entre o faturamento gerado pelas vendas de um item e os custos e despesas existentes. Porém, não existe uma margem de lucro ideal que deva ser seguida por toda a empresa. Cada mercado, produto e segmento se comportam de maneiras diferentes. 

De uma forma geral, a definição do lucro deve ser pautada pela busca por um valor razoável e acessível. 

meio de pagamento


12 dicas simples para escolher um meio de pagamento

A escolha de um meio de pagamento é uma importante decisão para qualquer negócio, e é comum ter dúvidas, já que existem diversas opções no mercado. Por isso,  separamos as principais dicas para escolher um meio de pagamento sem dor de cabeça! 

3. De olho no mercado

Os processos internos da sua empresa ditam, e muito, os fatores a serem considerados na precificação. Porém, não adianta focar só no seu negócio e se esquecer do ambiente externo. O preço de venda deve ser compatível com o cenário o mercado e não muito distante dos valores dos concorrentes.

Essa realidade pode mudar em alguns momentos ou segmentos, mas de uma forma geral, é preciso considerar sempre o que está acontecendo com a concorrência.

4. Considere o cliente

Se o mercado tem peso na hora de definir os preços de um item ou serviço, as pessoas para quem este produto se destina tem também uma importância vital. Na hora de fazer a precificação é primordial lembrar do cliente, considerando todos os fatores que ele vai analisar no momento da compra. 

É preciso considerar a realidade do cliente, seu perfil, poder de compra, dentre outros fatores que podem influenciar no sucesso do produto. Afinal, se você optar por um preço totalmente fora da realidade do seu público-alvo, é bem provável que tenha problemas na hora de vender. 

Mão na massa!

Sabemos que tocar um negócio é um grande desafio, e muitas dúvidas podem surgir neste processo. Porém, com as dicas desse post, esperamos que você tenha entendido a importância da precificação e os principais pontos que deve ficar de olho para acertar na estipulação de um valor para o seu produto.

Lembre-se: a precificação leva em consideração uma série de fatores, desde o ambiente interno do seu negócio ao que a concorrência está fazendo. Portanto, fique atento a todos esses aspectos!

Por hoje é só. Se você quer saber mais sobre empreendedorismo, negócios e dicas úteis para empreendedores, continue com a gente por aqui!

Insert Content Template or Symbol
Jornalista, escritora e pós-graduanda em Comunicação Digital e Mídias Sociais.
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos nossa tecnologia para dar mais liberdade às empresas que querem crescer rapidamente focando no que fazem de melhor no mundo, enquanto cuidamos de suas notas fiscais.